Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Facebook, um monstro de sete cabeças

por João Távora, em 22.03.18

A vantagem do Facebook em termos comunicacionais é permitir-nos com recursos razoáveis direccionar a comunicação a um público-alvo determinado, do ponto de vista etário, geográfico e para um certo perfil de interesses. Por exemplo, em tese, o seu algoritmo permite à Juventude Monárquica de Lisboa direccionar as suas publicações para um público “amigável” e circunscreve-las à região da Grande Lisboa e um grupo etário definido com uma margem de erro aceitável. Considerar isto um problema ou uma a ameaça à privacidade das pessoas é uma enorme saloiice, uma paranóia quase infantil. Eu sou do tempo em que a maioria das pessoas tinham o nome, a morada e o número de telefone escarrapachados numa lista distribuída gratuitamente às centenas de milhar em quase todos os lares do país. Mas o que seria dos pobres de espírito sem os seus fantasmas e teorias da conspiração...



5 comentários

Sem imagem de perfil

De Pedro S a 23.03.2018 às 11:04

Caro João, o seu texto é como ver um acidente mortal na autoestrada, e comentar que o carro acidentado tinha uma cor muito bonita
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.03.2018 às 12:41

Imaginemos que vão haver eleições e eu sei quem são os meus opositores, com o facebook ads a unica coisa que tenho de fazer é apontar noticias que desmoralizem os eleitores dos meus opositores de forma muito cirurgica e quase imperceptivel. Não é como colocar outdoors, é como chegar a um amigo e conhecendo a sua psique influencia~lo subtilmente ao longo de meses.
No dia das eleições pode ser que esse meu amigo esteja tão saturado que nem vá votar.
Agora podes para de imaginar, foi exactamente isto que a CA e a campanha de trump e do brexit e mais outras 200 mundo fora fizeram com dados recolhidos pelo facebook e cedidos a um investigador que depois os passou á CA, mas tambem poderia ter sido feito com outros métodos e também poderia ter sido feito utilizando os anuncios do facebook, apenas teria sido mais dispendioso.


Recolha e analise de dados a esta escala permite coisas destas, esse é que é o problema.


A stasi também recolhia dados pessoais e comportamentais de forma industrial só não tinham como trata-los devidamente, o facebook tem. Esse é que é o problema.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.03.2018 às 12:47

..., mas, acidentes mortais há-os até em nossas casas, no conforto dos lares...
Perfil Facebook

De António Galrito a 23.03.2018 às 18:46

Vá, digam lá, o problema é ter sido o Trump. Se tivesse sido beneficiado um esquerdalho qualquer ninguém queria saber!
Sem imagem de perfil

De Rui Nobre a 23.03.2018 às 21:42

Mas o que é Facebook ??? Para que serve??? Afinal que mais valia trás o Facebook à Humanidade, quando milhões nem acesso às internet têm. O que eu acho é que uma grande parte da Humanidade vive alienada...e não me refiro à parte que não tem acesso ao Facebook, refiro-me aos que por ignorância, acham que o mundo todo tem acesso a tudo.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Na bicha, minha senhora, na bicha.Recusar colonial...

  • Luís Lavoura

    uma acção coerciva de uma violência brutal, sem cu...

  • Luís Lavoura

    Sim, Marina, as pessoas em Lisboa estão todas borr...

  • Anónimo

    https://observador.pt/opiniao/retorno-ao-normal-de...

  • Anónimo

    Deu-se ao trabalho de verificar as credenciais de ...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D