Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Europeus, cristãos, livres e civilizados

por José Mendonça da Cruz, em 15.11.15

Isla-420x280.jpg

O primeiro-ministro húngaro Viktor Orban é um homem razoável, com bom senso e um europeu. Mas quando perante a invasão de refugiados, sobretudo muçulmanos, se mostrou preocupado, e disse que «a Europa e a cultura europeia têm raízes cristãs» que devem ser defendidos cairam-lhe em cima a chamar-lhe nomes os idiotas úteis do costume, os relativistas de sempre, os suicidas politicamente correctos e os proverbiais «surrender monkeys».

Parece estranho agora, porque, no fim de contas, Orban não fazia mais que alertar contra os perigos em que a França se deixou cair e agora sofreu na pele e em vidas. A França (a Europa) fecha os olhos perante a criação de ghettos muçulmanos, que se transformam em bairros muçulmanos, que se transformam em cidades onde populações muçulmanas, acolhidas no país e na Europa, recusam e desprezam tudo o que é Europeu, persistem em práticas e usos medievais e obscurantistas, recusam toda a assimilação cultural e social, e depois se queixam da ostracização que elas próprias fabricaram, empunhando ódio e armas contra os países de acolhimento.

Há muito tempo que grandes sectores das populações europeias compreenderam e se revoltam contra esta anemia perante bárbaros e inimigos, perante um credo totalitário em atraso de séculos em relação à Europa, perante a regressão à idade das trevas. Mas essas preocupações deparam em geral com o desprezo das formações políticas do centro, e quem se preocupa é (como Orban) apodado de fascista ou xenófobo ou outra parvoíce qualquer.

É novo que, depois de mais um massacre à mãos dos tarados do islão, o presidente francês tenha afirmado que a França está agora em guerra. Resta saber o que quer dizer com isso. É que se a consciência desse estado de guerra for tão vã como as baboseiras acerca do semanário Charlie então a população francesa (e outras populações na Europa) terá que buscar soluções junto de quem ouça as suas preocupações e aja em consequência. E se só a Frente Nacional estiver disposta a ouvir e agir, então será para a Frente Nacional que irão os votos, e para outras Frentes Nacionais em Inglaterra, na Bélgica, na Holanda e na Suécia. Nem será especialmente dramático: afinal, para derrotar a barbárie nazi o Ocidente também teve que aliar-se à ditadura soviética.

Tags:



6 comentários

Sem imagem de perfil

De João. a 15.11.2015 às 23:56

A cultura europeia tem raizes cristãs mas não tem só raizes cristãs, tem raízes gregas, romanas, enfim, o que os cristãos chamariam raizes pagãs. Além disso há também raizes árabes em parte da Europa, nomeadamente aquela de que fazemos parte. A Europa não é a coisinha estreita que os conservadores católicos e evangélicos querem fazer crer.
Sem imagem de perfil

De Rodrigo a 16.11.2015 às 01:06

Depois de ler a primeira frase fica-se logo a saber que o autor não conhece Orban. Conduz perseguições mais ou menos públicas a judeus húngaros. Do pior que há na Europa. 
Sem imagem de perfil

De Ali Kath a 16.11.2015 às 09:16

conhece demasiado bem o ambiente dos Balcans e não deseja a balcanização da Hungria, tal como ocorre na Europa central.
esta história não vai ter fim feliz
por cá quem quiser que leve o Isis para casa
Sem imagem de perfil

De comunista a 16.11.2015 às 09:56

Sugiro também ir buscar o  cadáver de Mussolini e mandar as meninas esganiçadas do BE para a Síria num barco sem fundo.
E a Frente Nacional tem um partido irmão em Portugal, o querido PNR, porque não pô-lo a liderar um governo de iniciativa presidencial?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 17.11.2015 às 11:03

José Mendonça da Cruz escreve acertadamente. Senão não teria os comentários reles que apareceram.
A Hungria portou-se muito bem como porteiro da Europa. Fez vedações para reduzir o comércio de pessoas, para as obrigar a serem registadas (conforme as normas da UE), deu-lhes agasalho, higiene e mantimentos, e enviou-os à borla para a Áustria. Esta que se amanhasse.
Sem imagem de perfil

De gato a 17.11.2015 às 11:04

José Mendonça da Cruz escreve acertadamente. Senão não teria os comentários reles que apareceram.
A Hungria portou-se muito bem como porteiro da Europa. Fez vedações para reduzir o comércio de pessoas, para as obrigar a serem registadas (conforme as normas da UE), deu-lhes agasalho, higiene e mantimentos, e enviou-os à borla para a Áustria. Esta que se amanhasse.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • JPT

    O corrector do Word insiste em alertar para esse s...

  • henrique pereira dos santos

    As épocas de gripe são monitorizadas pela mortalid...

  • Anónimo

    Demolir, diz bem."Delenda Carthago est"!

  • Anónimo

    HPS, eventualmente já terá lido sobre este assunto...

  • Anónimo

    Não é uma criatura nada desprezível, não senhor......


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D