Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Da exaustão

por João Távora, em 29.10.20
Aqui chegados, com os hospitais a rebentar pelas costuras, fartos de regras contraditórias e absurdas, oprimidos com a possibilidade de inadvertidamente sermos agentes transmissores do vírus, fica claro que a única coisa válida que o governo poderia ter feito para nosso bem, teria sido durante a bonança do Verão, a preparação de uma sólida rede médica e hospitalar reforçada com planos de contingência para o País enfrentar com os mínimos de eficiência a estação das doenças respiratórias e obviamente para acorrer às outras que são ainda mais letais que o Coronavírus. Em vez disso andaram entretidos à caça de gambozinos, à cata dos assintomáticos com que durante meses se alimentaram os relatórios da DGS e as parangonas dos jornais. Isso agora já não interessa nada. Antes como agora, incapazes de assumir a sua incompetência, o que lhes interessa é a gestão do ruído com base no medo que pressentem da rua e que os telejornais se encarregarão de ampliar.

Para sábado anunciam-se mais medidas. Obviamente espera-se o pior, que o governo tem de fazer de conta que nos protege. Apesar de sermos todos uns ingratos irresponsáveis e libertários, em democracia somos eleitores.



6 comentários

Sem imagem de perfil

De Carlos Sousa a 29.10.2020 às 14:38

Dantes era a peste grisalha, os novos contra os velhos.
Agora é as saídas à noite, os velhos contra os novos.
Será que o vírus vai obedecer ao recolher obrigatório?
Sem imagem de perfil

De Andre Miguel a 29.10.2020 às 17:17


"Será que o vírus vai obedecer ao recolher obrigatório?"


Se não obedeceu ao confinamento de Março/Abril, bem podemos esperar sentados... Entretanto a Suécia, Coreia do Sul ou Japão continuam desaparecidos das noticias.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.10.2020 às 15:32


Neste regime hiper-partidário os instalados têm um desejo e um medo. Desejo de serem os mais votados e daí prometerem tudo, mesmo o que obviamente não conseguem colectar -via impostos- para re-destribuir. Medo da rua e sabem que as angustiantes filas nos Hospitais não ajudam. Daí o quererem confinar o cidadão em casa, com leis e com pânico.
Se a economia do País entretanto congelar a oposição que se instale e se lixe. "Nós" até tivemos o melhor orçamento de sempre...
Imagem de perfil

De simplesmente... a 29.10.2020 às 17:39

Acredito que isto não está nada fácil.
Resta esperar que a situação melhore.
E que uma vacina efectiva e segura veja a luz do dia.


Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.10.2020 às 18:34


Esta muestra de suciedad es eso mismo. El occidente esta sucio.
Como nido de democracia en el siglo veinte, suele estar vacío, sin pajaritos ni huevos. 

Sancta María, Mater Dei, ora pro nobis peccatoribus

amén

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 30.10.2020 às 00:35

Em Democracia somos eleitores, resta saber quanto tempo dura, é que as eleições ainda estão muuuuuuito longe !

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    UM ESPERTO MANHOSO E CONVENCIDO. Venezuelização em...

  • balio

    De que forma é que morrem as 12 mil pessoas por an...

  • balio

    Excelente comentário. Subscrevo a 100%.

  • Anónimo

    Os cidadãos têm o direito de dormir 365 noites por...

  • Anónimo

    Seria lógico que já tivesse sido feito um plano d...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2009
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2008
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2007
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2006
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D