Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




«É o Estado de Direito a funcionar»

por João-Afonso Machado, em 03.12.21

Só faltou o bondoso Cabrita não lamentar a perda humana no acidente em que «foi a vítima» a viatura em que seguia. Porque o essencial consistiu no terrível aproveitamento político do facto (o acidente), visando o nosso 1º e o seu (deles) PS.

A tal se opôs tenazmente o heroico humanista Cabrita. Até hoje, em que se conheceu o despacho de acusação, a ignorar tudo menos o infeliz motorista.

Entretanto, decorreu o tempo bastante para Cabrita saber que o Governo tem os dias contados e que não pode contar com imunidades de qualquer tipo. Para, em suma, já nada ter a perder.

Quanto ao motorista... que se amanhe com o problema! Para ele não houve - óbvio percalço humanista - uma palavra, de solidariedade sequer, do mais espantoso ministro que o historial socialista produziu. Ao invés, Cabrita não esqueceu de realçar o feito: foi o titular da pasta da AI recordista de longevidade no cargo. Que o amigo Costa está cá para isso.

Podia, ao menos, ter-se saído com uma lenga-lenga do tipo - Adormeci, não dei conta da velocidade a que seguíamos...

Mas não, o que sucedeu, afinal, foi o regular «funcionamento do Estado de Direito». E nem mais uma coroa de flores sobre a memória do trabalhador atropelado!

É isto o Estado socialista. Qual Estado de Direito!!! E o Estado socialista, onde nidificam Cabritas e quejandos, perdeu hoje, se não antes, uma série de putativos apoiantes - os familiares da vítima (a verdadeira, a humana), o motorista tornado bode expiatório e a roda dos seus, mais os portugueses todos com o mínimo de dignidade que os Cabritas desprezam.



8 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 03.12.2021 às 20:06


"Este indivíduo parecia-me inqualificável como pessoa desde o episódio do microfone, na AR.  A partir de agora é inqualificável como governante, apesar de o ser há muito tempo: desde os incêndios e das golas e mais inacreditáveis episódios que o definem como um inimputável político. 

ADITAMENTO:

Este homem com letra maiúscula [sua mulher dixit] precisou de uma acusação do MºPº para se demitir..." -

(do "porta da loja blog")

Sem imagem de perfil

De Ricardo a 04.12.2021 às 10:10

Mas não se preocupem que agora vai assumir uma "excelente ministra" (a qual,para cúmulo,vai acumular,passe a redundância,duas pastas preponderantes no país)
Perfil Facebook

De Marques Aarão a 04.12.2021 às 08:35

O molde que formata gente deste calibre fica ativo na oficina de contrafeitos.
Sem imagem de perfil

De Mosaicos em Português a 04.12.2021 às 11:32


Nem a vítima foi a viatura, nem o Estado de Direito está a funcionar.
Cá para mim, foi homicídio, sim, mas doloso, não por negligência. A acusação suave do Ministério Público parece-me deixar muito a desejar.
Explano porquê em https://mosaicosemportugues.blogspot.com/2021/12/motorista-de-cabrita-negligencia-ou.html.
Bom fim de semana.
Imagem de perfil

De João-Afonso Machado a 04.12.2021 às 11:51

Dolo eventual.
Tese difícil de manter.


A questão principal do ponto de vista das responsabilidades de Cabrita reside nos seus poderes de direcção e fiscalização relativamente à conduta do seu subordinado. Juridicamente, a averiguar se foi co-autor ou cumplice.


Obrigado. Bom fim de semana.
Sem imagem de perfil

De pitosga a 04.12.2021 às 12:28


João-Afonso Machado,
Valem a pena os seus escritos. Não valem a pena os suínos que estão na sua génese.
Não ligue a suínos: fazem-lhe mal. Cultive a Paz e o sossego.
Abraço
Imagem de perfil

De João-Afonso Machado a 04.12.2021 às 12:52

Caro Pitosga, na génese deste escrito não  está um suino, nem sequer um cabrito. Está é uma descomunal injustiça que se perspectiva. Está um bode expiatório. 
Sem imagem de perfil

De Anónimo 78 a 04.12.2021 às 14:35

Lamento que a conclusão do inquérito tenha surgido agora e não daqui a dois meses.
Seria triste para a família do falecido mas, para a maioria dos portugueses seria bem melhor porque continuo convencido - já o escrevi antes - que Cabrita tinha um potencial de fazer cair intenções de voto no PS superior a qualquer dos líderes dos partidos da oposição.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    (cont.)E se a AR é a Casa da Democracia, não haver...

  • Anónimo

    O Parlamento representa o eleitorado e é uma amost...

  • anónimo

    O desinteresse nasceu e subsiste porque metade do ...

  • Carlos Sousa

    Explicou perfeitamente, só que essa solução leva a...

  • balio

    Não sei de quem é a culpa dos erros nos cadernos e...


Links

Muito nossos

  •  
  • Outros blogs

  •  
  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2021
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2020
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2019
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2018
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2017
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2016
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2015
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2014
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2013
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2012
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2011
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2010
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2009
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2008
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2007
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D
    209. 2006
    210. J
    211. F
    212. M
    213. A
    214. M
    215. J
    216. J
    217. A
    218. S
    219. O
    220. N
    221. D