Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Dissonâncias

por henrique pereira dos santos, em 26.06.20

Para combater o facto de haver, como seria de esperar, um número apreciável de testes positivos de pessoas assintomáticas, resultantes em primeiro lugar da coabitação, o governo resolveu, outra vez, recorrer à patusca figura jurídica do dever cívico de recolhimento.

Como evidentemente não faz sentido nenhum que pessoas que não estão doentes sejam impedidas de trabalhar, esse dever, na periferia operária de Lisboa, Amadora, Odivelas e parte de Sintra, tem várias excepções, uma das quais resulta de se determinar que não existe esse dever para se ir trabalhar.

Eu não sei bem quem contrataram para desenhar as medidas de gestão da epidemia, mas sei que é gente com muito sentido de humor.

Depois de determinarem que crianças têm de manter distâncias sociais nas creches e escolas, depois de determinarem num dia que os supermercados fecham às oito e no dia seguinte já podem fechar às dez agora fizeram umas regras que sugerem que as milhares de pessoas que se levantam às cinco e seis da manhã (ou antes) na Amadora, Odivelas, Sintra, etc., o fazem para ir jogar golfe ou para ir à caça, de maneira que o relevante para gerir a epidemia é regular essas saídas de casa.

Só que temos gente de inegável bom senso a desenhar este rendilhado de medidas administrativas e por isso, com certeza, é preciso equilibrar as regras para que as poucas pessoas que vão trabalhar possam continuar a sua vida.

É que se em vez destas regras se deixasse as pessoas gerir as suas vidas e se reforçassem os mecanismos dos sistemas de saúde para tratar dos doentes, de certeza que finalmente se materializariam os cenários apocalípticos que nos andam a prometer desde o início e que teimam em não se verificar em lado nenhum.



Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • zazie

    Está a perceber mal. É variante de luta de classes...

  • Anónimo

    cum quibus mercantur melones'é tãp lindo o maganão...

  • Anónimo

    Cambada de imbecis, de repente esqueceram-se de 3 ...

  • Anónimo

    Quem provoca o assédio são muitas mulheres que se...

  • Carlos Sousa

    E não há nenhum estudo que diga que para manter o ...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2009
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2008
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2007
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2006
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D


    subscrever feeds