Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Dinheiro há. Falta saber gastá-lo

por Jose Miguel Roque Martins, em 13.07.20

Numa carta aberta, 83 milionários, exigem que os governos aumentem a  taxação de grandes fortunas (aquelas que praticamente não existem em Portugal). Pedindo em compensação que os impostos sejam utilizados de forma justa.

Concordo totalmente com os seus pedidos. Causas sociais urgentes, maior distribuição de rendimento, investimentos na educação, enfim, não faltam causas que justificam o dinheiro da sociedade. E é verdade o que também afirmam: não lhes faz falta o dinheiro dos impostos, ao contrario do que acontece com muitos outros.

O que me parece difícil será encontrar Estados que consigam garantir um uso justo de  um possível aumento de receitas.

Aliás, se em países ricos falta dinheiro e há necessidades por satisfazer, é no Estado que está a maior fatia de responsabilidade. Os problemas parecem sempre ter a mesma origem. Estados demasiado grandes e ineficazes.



18 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 13.07.2020 às 14:22


Concorda também com a nova ordem mundial, uma moeda global, impostos globais? Isto é só mais um passo para a implementação do Socialismo mundial meu amigo....
Imagem de perfil

De Jose Miguel Roque Martins a 13.07.2020 às 15:24

a posição que tentei ilustrar é de que de nada vale aumentar impostos se depois o Estado gastar mal o dinheiro. 
Sem imagem de perfil

De isabel a 15.07.2020 às 07:57

E como é que se garantiria que o estado passaria a gastar bem o nosso dinheiro? O que é que alterava para garantir isso? E acha que seriam aqueles que supostamente actualmente gastam mal o nosso dinheiro que iam alterar as regras para ficarem com a vida mais complicada?
Imagem de perfil

De Jose Miguel Roque Martins a 16.07.2020 às 19:39

A unica forma que conheço de reduzir o desperdício é reduzir o peso do Estado. 
Sem imagem de perfil

De isabel a 16.07.2020 às 23:13

Isso é óbvio. Mas onde reduziria o peso do estado? Na educação? na saude? nos subsídios (quais)? nas reformas? Em todos eles? Como? arriscando uns "coletes amarelos" e as futuras eleições?
Imagem de perfil

De Jose Miguel Roque Martins a 18.07.2020 às 13:01

 A educação e a Saude seriam as estrelas da companhia, que como sabemos já são aquelas que mais consumos de dinheiro representam. A partir daqui era cortar a direito e congelar vencimentos da função publica. 
Mais vale uns coletes amarelos do que ficar amarelos a vida toda! 
Sem imagem de perfil

De pitosga a 13.07.2020 às 14:55


Gosto de ser correcto. Vexa tem escrito muitas linhas acerca de nada.
Hoje, numa dúzia de linhas escreveu bem. O importante (para mim).
Tal como no novo testamento: não são aqueles que oram nas esquinas ou em pé nas sinagogas...
Cumprimenta
Imagem de perfil

De Lobos disfarçados de cordeiros a 14.07.2020 às 11:25


Ainda bem que encontrei alguém que pensa como eu, as pessoas são incentivadas a escrever muito acerca de nada. Interessa que o povo seja inculto pois assim é mais fácil de ser manipulado.


Mas neste caso concordo com "Causas sociais urgentes, maior (ou será melhor?) distribuição de rendimento, investimentos na educação". Educação cívica!
Sem imagem de perfil

De marina a 13.07.2020 às 17:51


quem tem dinheiro, tem medo , e faz muito bem ter . afinal a 2ª guerra mundial foi ali ao virar da esquina.

gostava de ver a lista de signatários.
Sem imagem de perfil

De voza0db a 13.07.2020 às 19:37

Esses 83 milionários que se ponham a pau que os Bilionários e os DONOS do Sistema Monetário, num instante lhes retiram o título!
Imagem de perfil

De Vagueando a 13.07.2020 às 23:06

"Os problemas parecem sempre ter a mesma origem. Estados demasiado grandes e ineficazes."
Ou quem sabe Estados demasiados atrofiados para tanta eficácia financeira criativa e destrutiva.
Imagem de perfil

De Jose Miguel Roque Martins a 16.07.2020 às 19:39

 problema principal é que os estados não estão a funcionar!
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 14.07.2020 às 10:04

O que me parece difícil será encontrar Estados que consigam garantir um uso justo de  um possível aumento de receitas.

O argumento dos milionários é precisamente o oposto: parece-lhes a eles difícil que privados que doem o seu dinheiro possam garantir um uso justo dele, pelo que preferem que sejam os Estados a gastá-lo.
Imagem de perfil

De Jose Miguel Roque Martins a 15.07.2020 às 07:39

ressalvando o seu pedido de uso justo do dinheiro, o seu comentário é completamente certo. È Minha a tese que será difícil que  Estados o consigam fazer.  
Imagem de perfil

De Lobos disfarçados de cordeiros a 14.07.2020 às 11:41

Em relação a essa intenção dos milionários, tenho dúvidas pois em geral ninguém se preocupa com os outros, mas se estão preocupados com as pessoas, deviam falar mais, eu falo. Em relação a gastar o dinheiro de forma justa, não concordo com a sua opinião. Justiça a 100% nunca haverá, mas isso não impede que se faça algo. E se eles pedem isso é porque acham ser possível.

Mas ainda bem que falou em causas sociais urgentes e não falou em ambiente, plástico, animais. Para alguns estas é que são as causas urgentes e espero que com a COVID-19 eles tenham percebido o que significa urgente.


Mas estranho que fale em causas sociais e tenha ignorado um comentário meu no post "A cultura e a tourada". Lá eu disse "Informação relevante não se censura" e falei que a publicidade é importante para proteger os mais fracos. Como eu ando nisto há um ano está confirmado que neste país os mais fracos não têm voz e podem falar à vontade para as paredes, portanto se forem oprimidos têm de aguentar. Mas se tratarem mal um animal sabe-se logo! Estamos no século XXI, alguns preocupam-se com o ambiente e os animais mas não com os seres humanos, estamos mesmo muito avançados! Sabemos "tudo" o que é insignificante, estamos mesmo bem informados! Temos manipulação até dizer chega.


Se os milionários querem um mundo melhor, deviam falar mais.
Sem imagem de perfil

De voza0db a 14.07.2020 às 19:57


"ambiente, plástico, animais"... Que eu saiba os animais humanos já lidam com PNEUMONIA há milénios, não vejo porque motivo, já que até hoje NUNCA entraram em estado de boçalidade absoluta, temos de aprender o que significa urgente?!


Uma coisa EXCELENTE, esta reacção ultra-boçal a época de gripe 2019/2020, trouxe... Por breves meses estivemos LIVRES da escumalha turista que só sabe andar a POLUIR o ambiente, a desperdiçar plásticos e a matar animais!


Infelizmente já está a acabar esta EXCELENTE BONANÇA!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 17.07.2020 às 00:51

83 milionários, exigem 



eu diria que em português se escreve 83 milionários exigem

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Carlos Sousa

    E pegando nalgumas palavras do primeiro-ministro, ...

  • Anónimo

    caro senhornestes tempos aburguesados e politicame...

  • Anónimo

    Caro Senhor"Apesar dos frequentes casos de corrupç...

  • Carlos Sousa

    O que me está a causar apreensão não é a DGS fazer...

  • Albino Manuel

    A monarquia espanhola vai aguentar. Derrubá-la é c...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D