Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Cristas para cima

por João-Afonso Machado, em 02.01.16

Ninguém é amigo de perder e Paulo Portas sê-lo-á menos ainda. O seu afastamento dos cenários políticos próximos traduz isso mesmo e o resto que o tempo dirá.

Fica por saber da sua sucessão. A dúvida está já numa formulação final: Melo ou Cristas?

A resposta é Cristas, Assunção. O CDS não pode deixar de acompanhar a sua própria fasquia eleitoral e Catarina Martins há-de ser traduzida à direita: sem o que a envolve de mitos urbanos, antes no contexto pessoal, familiar - axiológico -  que nós, os pós-pós-modernos, livremente, despreconceituadamente, muito prezamos. Assim como quem não sente necessidade de esconder que é da Província...

Portanto, uma previsível liderança feminina no CDS. Uma personalidade simples, cativante, inequivocamente honesta e trabalhadora. O que tudo não deverá significar ingenuidade. Não se espera de Assunção Cristas uma actriz, no palco político ou em outro qualquer. Mas pede-se-lhe tenha sempre presente a reacção de Ricardo Araújo Pereira, no Isto é tudo muito bonito, mas, quando lhe propôs a tratasse simplesmente por Assunção e ele perseverou no "Sra. Ministra" até ao fim da entrevista. É que basta naturalidade para cativar muito mais do que a pose, colocada a três quartos e um olhar sedutor, de Catarina Martins.

Autoria e outros dados (tags, etc)



27 comentários

Sem imagem de perfil

De gty a 02.01.2016 às 03:32

A mulher produziu legislação que agradaria aos burocratas da defunta RDA...
Foi com gente desta jaez da Cristas que fizemos o brilhante caminho até ao lugar ridente onde estamos.
Sem imagem de perfil

De Carlos Conde a 02.01.2016 às 20:32

Na mouche!
Sem imagem de perfil

De Ali Kath a 02.01.2016 às 10:24

a esquerda anda muito encristada.
pareceu-me saber do ofício esta Senhora 'muito grávida'.
serei sempre um rústico num rectângulo suburbano.
se acontecer muito do que se pode prever voltamos à antropofagia citadina
Sem imagem de perfil

De comunista a 02.01.2016 às 11:26

Trata-se de uma pessoa extremamente conservadora, mesmo retrógada, em termos de valores, muito doutrinal, dogmática, representa uma sociedade que já não existe (Deus, Pátria, Família...). Portanto, bastante adequada para o cargo.
Imagem de perfil

De João-Afonso Machado a 02.01.2016 às 12:15

Ena! Consegue reunir essas virtudes todas?
Só lhe falta ser tão original como a Catarina.
Sem imagem de perfil

De comunista a 02.01.2016 às 16:35

É a líder ideal para um partido reaccionário, mais do que Portas, até.
Sem imagem de perfil

De zazie a 03.01.2016 às 12:42

Ela 'e inteligente e foi a pessoa que melhor desmotou a treta do aborto com acompahamento psicoloogico que a aldrabona do PS andou a vender a jurar que ia incluir na lei.


Fora isso 'e preciso sentido estrategico e porr ai nao imagino que se aproxime do Portas


(nunca conseguir embirrar com o Portas e nem sei bem o motivo. Por algum sentido de nobreza de car'acter mesmo quando a gayzice estragava tudo).
Sem imagem de perfil

De JC a 02.01.2016 às 14:40

"...retrógada em termos de valores, muito doutrinal, dogmática, representando uma sociedade que já não existe..."
Parabéns.
Acaba de fazer a descrição perfeita do que é o partido comunista português.
Sem imagem de perfil

De comunista a 02.01.2016 às 15:28

Bem...isso é uma contradição..o PCP é, com o Bloco, uma das forças mais progressistas da sociedade, na defesa da igualdade, da emancipação da mulher, dos direitos dos homossexuais, lésbicas e trans, do aborto livre, da saúde universal e gratuita, da escola pública de qualidade segundo as pedagogias mais avançadas, do emprego com direitos, da ajuda aos mais pobres, da defesa dos pensionistas..se isto é ser conservador...enfim
Imagem de perfil

De João-Afonso Machado a 02.01.2016 às 18:27

Comunista, desculpará mas do meu ponto de vista a sua noção de «forças progressivas da sociedade» é de um provincianismo tremendo. E olhe que quem lhe diz isto é assumidamente da Provincia, apenas sem qualquer preocupação em se mostrar moderno.
A modernidade está em conseguirmos o bem-estar moral e material em plena liberdade e sem acertarmos o passo pelas ideias que os outros nos impõem. Digo eu....
Sem imagem de perfil

De comunista a 02.01.2016 às 22:20

Bom, são conceções diferentes. O progressismo parece-me que tem a ver com os valores de abril, com a liberdade, a igualdade, serviços públicos de qualidade, emprego com direitos, estado laico, direitos das minorias, direitos dos animais, etc. Mas se isto lhes parece mal, ok.
Imagem de perfil

De João-Afonso Machado a 02.01.2016 às 22:24

Nada disso me parece mal e tudo isso já existia, antes dos «valores de abril», nos países civilizados e democráticos entre os quais não se incluiam os países comunistas. Esses onde se cantavam hossanas à ditadura do proletariado.
Aliás, se quer pegar no exemplo da vossa (não minha) CRP, lembre-se que o PCP votou sempre contra todas as revisões constitucionais necessárias para lhe tirar a marca socialista.
Sem imagem de perfil

De comunista a 02.01.2016 às 22:39

Pois, a ideia é mesmo ter a marca socialista. É a forma menos má de uma sociedade progredir. Melhor do que viver à sombra do tratado orçamental que os grandes violam e que já cheira mal
Sem imagem de perfil

De Joaquim Amado Lopes a 02.01.2016 às 21:50


"o PCP é, com o Bloco, uma das forças mais progressistas da sociedade"
LOL


Comunista,
Ir para a frente num sentido significa necessariamente ir para trás noutro.


"igualdade"
Igualdade e igualitarismo são duas coisas diferentes. O PCP defende o igualitarismo, que é a negação da liberdade e da própria realidade. As pessoas não são todas iguais, não querem todas o mesmo e não estão todas dispostas a fazer o mesmo para conseguirem o que querem.
Aliás, a máxima do PCP é "os animais serão obrigados a ser todos iguais e os porcos serão mais do que todos os outros". Os "porcos", como é evidente, são os "operários" que se dedicam em exclusivo à actividade política.


"emancipação da mulher"
Emancipação de quê? Por acaso as mulheres têm menos direitos do que os homens? Ou a ideia é emanciparem-se de serem mulheres?


"direitos dos homossexuais, lésbicas e trans"
Mas afinal são devemos ser todos "iguais"? Por que razão devem esses grupos ter direitos específicos?


"aborto livre"
Esse "progresso" é uma regressão na defesa da vida e da responsabilidade pessoal.


"saúde universal e gratuita"
NADA é gratuito. Alguém tem que pagar essa "saúde universal e gratuita".
Além de que a ideia "universal" que o PCP tem da saúde apenas contribui para que seja universalmente má.


"escola pública de qualidade segundo as pedagogias mais avançadas"
"de qualidade" no sentido de reescrever a História segundo o que os "porcos" determinarem a cada momento e de "ensinar" as crianças a não pensarem e aceitarem acriticamente a "verdade" do Partido.


"emprego com direitos"
E sem deveres.


"ajuda aos mais pobres"
Garantindo que são todos cada vez mais pobres de forma a haver muitos para "ajudar". Todos menos os "porcos", naturalmente.


"defesa dos pensionistas"
Apenas dos que já recebem pensão. Os que as estão agora a pagar, quando chegar a vez deles, que se lixem.


(note-se que não referiu "liberdade" nem "democracia"; deve ter achado que era demasiado ridículo dizer que o PCP defende esses valores "burgueses")


O "progressismo" defendido pelo PCP não tem mérito nenhum. Só causou miséria em todos os países em que foi tentado.
Sem imagem de perfil

De comunista a 02.01.2016 às 22:37

Ok, ok, vamos voltar ao 24 de abril. Quer dizer, estamos agora a sair de lá, depois de 4 anos de obscurantismo.
Sem imagem de perfil

De Joaquim Amado Lopes a 03.01.2016 às 02:45


Comunista,
"Ok, ok, vamos voltar ao 24 de abril. Quer dizer, estamos agora a sair de lá, depois de 4 anos de obscurantismo."
Pois, porque "iluminação" é deixar o país completamente falido e negociar e assinar um acordo de assistência internacional que se diz ser péssimo para o país.


A estupidez desta "esquerda" torna-se bem evidente no dogmatismo e intolerância radical com que lidam com a diferença de opinião. Não têm a mais pequena noção de moderação ou de proporção e tudo o que não seja exactamente como querem é imediatamente alvo das críticas mais violentas.


E, comunista, só indivíduos acéfalos e sem memória acreditam que os anos imediatamente a seguir ao 25 de Abril foram melhores do que os imediatamente antes. É também para isso que os comunistas querem "escola pública de qualidade segundo as pedagogias mais avançadas". Para "ensinar" as novas gerações a não pensarem por si próprios e estabelecer como "verdade" uma versão da História expurgada do que não dá jeito ser recordado.
Sem imagem de perfil

De comunista a 03.01.2016 às 11:25

Sim, também tenho saudades das delícias do Estado Novo.


Censura, PIDE, guerra colonial, povo domesticado, ensino elitista, país ruralista e católico, que saudades, caramba!
Sem imagem de perfil

De Joaquim Amado Lopes a 03.01.2016 às 14:36


O comunista tem saudades é do PREC: censura, perseguições e saneamentos políticos, ocupações de casas, roubo de empresas, saque de propriedades agrícolas, "julgamentos populares", destruição do tecido produtivo do país, venda de reservas de ouro, passagens administrativas nas Universidades, direitos sem deveres, ...


O golpe militar de 74 abriu caminho a uma mudança de regime que levou à democracia e à liberdade formal. Mas isso só foi possível porque os que fizeram o golpe militar e tomaram "posse" de Portugal durante os primeiros 18 meses foram impedidos de instaurar o regime que queriam instaurar e nunca ganharam as eleições. Mesmo assim, demonstram incessantemente que não aceitam a democracia ou a liberdade, conseguiram ocupar e ainda dominam a administração pública, controlam a comunicação social e os sindicatos (que usam para fazer a vida negra aos portugueses e chantagear os Governos), condicionam o sistema educativo (e reescrevem a História que é ensinada nas escolas) e recorrem sistematicamente à violência verbal e até física para intimidar os que defendem políticas diferentes das suas.


Seguindo o processo natural da História, o Estado Novo já estava a iniciar o processo de transição para um regime democrático. Tivesse isso acontecido de forma pacífica (sem o 25 de Abril, que entregue Portugal aos bichos) e o país estaria muitíssimo melhor do que está agora.
Sem imagem de perfil

De comunista a 03.01.2016 às 15:18

jasus!!!


se não fosse o 25 de abril nem podíamos estar a ter esta conversa. eu pelo menos era imediatamente denunciado.
Sem imagem de perfil

De Joaquim Amado Lopes a 05.01.2016 às 00:20


comunista,
"se não fosse o 25 de abril nem podíamos estar a ter esta conversa. eu pelo menos era imediatamente denunciado."
Nem antes do 25 de Abril nem durante o PREC. Durante o PREC e por muito menos do que escrevi, houve quem perdesse o emprego, fosse insultado na rua e até agredido. Tanto quanto eu saiba, antes do 25 de Abril não foram publicadas em locais públicos quaisquer "listas de morte" mas é um facto que, durante o PREC, foram publicadas listas de pessoas que seriam mortas quando o PCP chegasse ao poder.


Como a história da ideologia que defende tem muito mais podres (e muito piores) do que o capitalismo ou até do que o salazarismo, o comunista prefere "olhar para a frente".
O Alf dizia "nunca olho para trás, algo pode estar partido". O comunista é mais "não quero olhar para trás porque quero poder dizer que o que parti foi partido por outros e ainda há muito mais para partir".


Se "os ideais do Comunismo não tiveram concretizações perfeitas no leste" isso devia fazê-lo considerar duas possibilidades: (1) o Comunismo é impossível de concretizar na perfeição ou (2) o que o Comunismo diz que quer atingir e o que procura realmente atingir são coisas completamente diferentes.
E coloca-se uma questão: onde é que o capitalismo foi concretizado de forma perfeita e quais foram os resultados?
Sem imagem de perfil

De JC a 03.01.2016 às 18:18

Isso são tretas para captar votos, nada mais.

Continuar a defender aquilo que foi o comunismo da ex-RDA de Honecker e o comunismo que foi instalado por Lenine na URSS é de um progressismo que até espanta, não haja dúvida!
E continuar a eleger o secretário-geral com votação de braço no ar também é de um modernismo que até dói...E democrático que se farta...

Olhe tão progressista  e moderna que é esta tirada do Militante der Nov/Dez de 2015:

 "A intensificação da exploração do trabalho e o avanço do fascismo e do militarismo são uma perigosa expressão de uma realidade que mostra como a União Soviética faz falta ao mundo e como, para defender os interesses dos trabalhadores e dos povos e assegurar a paz mundial, é necessário persistir no caminho da Revolução de Outubro. "
Sem imagem de perfil

De comunista a 03.01.2016 às 21:19

Eu tenho olhos a olhar para a frente, não na nuca, também podia recordar os podres do capitalismo, se quisesse.
Álvaro Cunhal foi o primeiro a dizer que os ideais do Comunismo não tiveram concretizações perfeitas no leste.
Sem imagem de perfil

De Anti-comunista a 02.01.2016 às 17:38

Ela é isso tudo ? Então está certa. Representa uma sociedade que não existe ? Duplamente certa. A sociedade que existe é que está errada, porque se existisse a outra, tinhamos um País melhor e não este a rebentar de "valores" da moda imediatista e do "prafrentismo pugressista". Adequada para o cargo, sim, mas pelas razões contrárias e mais uma que eu valorizo muito,"usa calças" quando veste  saias.
Sem imagem de perfil

De comunista a 02.01.2016 às 22:21

É, só deve existir na twilight zone, essa sociedade
Sem imagem de perfil

De Joaquim Amado Lopes a 02.01.2016 às 21:52

Assunção Cristas como líder do CDS apenas confirmaria esse partido como socialista. Já os temos demais.
Sem imagem de perfil

De Ali Kath a 03.01.2016 às 11:58

o social-fascista não mencionou
hospitais psiquiátricos
KGB
gulagues
20 milhões de camponeses Ucranianos mortos à fome.
para mais informações leiam as memórias de Kruchev publicadas por seu filho
Sem imagem de perfil

De ze laranja a 05.01.2016 às 23:56

o camarada Barreirinhas (A.Cunhal) devia era estar sepultado na Russia. De portugues nao tem nada, de burro tem tudo

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Ser de direita, tudo muito bem, para quem tem gran...

  • Anónimo

    Anónimo das 13:16 = Fernando SILVA

  • Anónimo

    Pouco apto para que fim?

  • Anónimo

    Pois ... E quem vai avaliar e decidir sobre se o "...

  • Luís Lavoura

    "irá basear-se na aptidão dos solos e no seu uso e...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D