Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ciência e política

por João Távora, em 05.04.20

Quando houver máscaras disponíveis no mercado passam a ser aconselhadas pela DGS, que já nos tinha avisado que o coronavírus não chegava cá, que depois nos avisou do perigo da "ilusão de segurança" dos testes ao COVID 19 e das máscaras. Obviamente a coisa não era ciência, tratava-se de política. Reparem que não estou a criticar, mas pensem bem quando me quiserem calar com o argumento da "ciência".
Fiquem-se com a vossa fé, que eu sinto-me mais confortado a rezar, e hoje começa a Semana Santa que é uma coisa séria.



6 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 05.04.2020 às 18:43

deviam levar com os ramos nos cornos
Sem imagem de perfil

De António a 06.04.2020 às 00:03

O uso de máscaras continua a ser recomendado pela OMS sobretudo para evitar contaminar terceiros. Com novos dados que parecem indicar a existência de infectados sem sintomas, ou com sintomas muito ligeiros, e não referenciados, é possível que essa orientação mude.
Por cá, não fará sentido tornar obrigatório um bem que não existe em quantidade suficiente.
Também será preciso explicar a muita gente que usa esse bem escasso que não adianta desperdiçá-lo usando-o para passear o cão em ruas desertas, ou deixar o nariz de fora, ou puxar para o lado para fumar.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 06.04.2020 às 10:14

Quando houver máscaras disponíveis no mercado passam a ser aconselhadas pela DGS

Faz todo o sentido, e é boa política. Não se vai aconselhar as pessoas a usar algo que não está disponível no mercado - não faz sentido.

Da mesma forma que a DGS manda as pessoas lavar as mãos com sabão - que está disponível no mercado - e não desinfetá-las com álcool - que está indisponível.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 06.04.2020 às 10:16

eu sinto-me mais confortado a rezar

É um facto. Como alegadamente disse Freud, "quando o viandante canta no escuro, nega o seu temor, mas nem por isso vê mais claro". Portanto, o João Távora fica confortado rezando, embora não fique mais seguro.
Sem imagem de perfil

De JPT a 06.04.2020 às 15:57

Há sempre a alternativa (extremamente original) de falar verdade. O governador do Nova Iorque disse, com todas as letras, que sim, o uso de máscaras cirúrgicas era importante para evitar ou contágio, mas que o número delas não era suficiente, pelo que os cidadão não as deviam comprar, para assegurar que os serviços de saúde e emergência podiam dispor delas. Deviam usar outras máscaras ou até lenços.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 07.04.2020 às 20:27

Acho que uma máscara protege de dentro para fora e de fora para dentro. Portanto , +para mim, será imprescindível. O problema é que não as há. 

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Vasco Silveira

    Caro SenhorEu infelizmente não estou com cagaço: e...

  • pitosga

    A nossa alma de soldador está nas viseiras de plás...

  • pitosga

    A ladaínha é longa como qualquer uma que se preze....

  • pitosga

    Vasco Mina,Simples. E como tal, muito bom.ao

  • Ana Pereira

    Subscrevo muito do que escreveu. Pergunto: Que se ...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D