Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O ciclo da água, conhecido cientificamente como o ciclo hidrológico, refere-se à troca contínua de água na hidrosfera, entre a atmosfera, a água do solo, águas superficiais, subterrâneas e das plantas. A ciência que estuda o ciclo hidrológico é a hidrologia.  

A água move-se perpetuamente através de cada uma destas regiões no ciclo da água constituindo os seguintes processos principais de transferência: Evaporação dos oceanos e outros corpos d'água (rios, lagos e lagunas) no ar e a evapotranspiração das plantas terrestres e animais para o ar.
Precipitação, pela condensação do vapor de água do ar e caindo diretamente na terra ou no mar.
Escoamento superficial sobre a terra, geralmente atingem o mar.
A maior parte do vapor de água sobre os oceanos retorna aos oceanos, mas os ventos transportam o vapor de água para a terra com a mesma taxa de escoamento para o mar, a cerca de 36 Tt por ano.

Basta ir à wikipédia para perceber que Catarina Martins, líder do Bloco de Esquerda, quis dar uma de ambientalista e zás saiu-lhe um disparate em direto. Aqui está um belo exemplo de como a agenda de esquerda atropela o conhecimento.

Disse Catarina Martins que: "Nós temos um problema, temos barragens a mais. As barragens provocam a evaporação de água e portanto nós estamos  sempre a perder água".

 Há muita água metida neste pensamento da líder do BE. Como se nos rios e nos oceanos a água não evaporasse. Será que também temos rios, lagos, barragens naturais e oceanos a mais, na visão da Catarina Martins?

Bem sabemos que Catarina Martins é avessa a reconhecer a soberania da lei da natureza, mas a natureza não se preocupa muito com isso.

Chuva, cara Catarina, é a resposta à sua inquietude com a evaporação da água no Verão.

Na natureza nada se perde, tudo se transforma, já dizia Lavoisier.

Autoria e outros dados (tags, etc)



15 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 05.09.2019 às 09:35

Esta pandega Catarina se não existisse tinha que ser inventada. A fulana é mesmo uma anedota. Infelizmente, porém, para Portugal e para os portugueses uma anedota perigosa, muito perigosa...
Beirão.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 05.09.2019 às 10:02

Pois, mas o problema não é a água em geral, é a água doce que está no nosso território.
Concordo que a afirmação da Catarina é um disparate total, mas tem que se ser mais detalhado para o demonstrar.
Perfil Facebook

De Chico da Silva a 05.09.2019 às 22:55

E engarrafar a água toda.  Já agora seria interessante alguém ir verificar onde está a maior parte da água doce, fica uma pista não é nos rios, lagos ou barragens.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 05.09.2019 às 13:36

A última frase recordou-me outras calinadas, que, para ser justo, foram proferidas por pessoas de quem se exigiria mais. Há uns anos, já com as novas modas, foi decidido e anunciado, numa reunião da OPEP, aumentar a produção e reduzir as emissões. Está perdoada a Catarina.
Sem imagem de perfil

De António a 05.09.2019 às 14:58

O lugar da água é na torneira, ora que essa!
No caso da Martins, naquelas garrafinhas de plástico que, se não estou errado, os senhores deputados concluíram há uns anos ser mais caro reutilizarem do que juntar à pilha de plástico que agora dizem abominar - creio até que houve uma Comissão, ou Grupo de Trabalho que chegou a essa conclusão.
Mas dou-lhe alguma razão - ninguém vai beber à barragem mais próxima. Eu mesmo, a última vez que bebi directamente duma barragem foi porque levei uma amona no Alqueva.
Sem imagem de perfil

De marta a 05.09.2019 às 17:33

A Maria é que não percebe nada e tudo o que lhe ensinaram sobre é coisa do ciclo da água é fake news!! Como é óbvio, as barragens são produto dessa macroestrutura opressora das moléculas de água que é o cis-heteropatriarcado branco capitalista. A evaporação é um acto de resistência! 
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 05.09.2019 às 17:52

mijou-se
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 05.09.2019 às 18:16

Não tem sentido o demasiado relevo a algo que, de facto, corresponde a uma verdade mas que não constitui um argumento fundamental contra as barragens. Tudo depende do quociente área exposta e volume armazenado, além de outros factores. Se há algum exagero no argumento avançado, há muito mais exagero na chacota forçada de quem, manifestamente, detesta a líder do Bloco. E essas razões não estão explicitas. 
Enfim, comentários da caca.
Sem imagem de perfil

De Tiro ao Alvo a 05.09.2019 às 21:36

Não sabes assinar e queres ser levado a sério?
Perfil Facebook

De Chico da Silva a 05.09.2019 às 23:01

É uma verdade de lá palisse.  E como o gajo que cai de um edifício de 10 andares, só morre se for burro, se for do BE quando chega a 1 metro do solo salta e safa-se
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 06.09.2019 às 13:43

Se não fosse tão ignorante talvez tivesse alguma piada!
Procure "La Palisse" numa qualquer enciclopédia e instrua-se!!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 05.09.2019 às 20:27

É um problema de evaporação da inteligência.
Perfil Facebook

De José Peixoto Henriques a 06.09.2019 às 13:13

Às vezes, a Wikipedia não chega para se criticar alguém. Existem, não alguns mas dezenas de estudos (só de especialistas portugueses, porque há muitos mais a nível internacional) que dão razão à Catarina Martins. 
Sem imagem de perfil

De Tiro ao Alvo a 06.09.2019 às 21:43

Fontes, amigo. Indique as fontes.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 06.09.2019 às 18:06

Era tão bom que políticos, como a Catarina das pombinhas, se evaporassem da superfície da terra.
É assim, com estas anedotas, que o BE quer ganhar credibilidade?

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • António

    Portugal está cheio de Salazarinhos.

  • Anónimo

    Presumo que a medida não se aplica aos bovinos mac...

  • Anónimo

    ..." Mas não nos acontece, tal como o filho mais v...

  • Anónimo

    Este andaço para pouparem a vida dos animais é dev...

  • Anónimo

    Modas e vontade de ficar bem na fotografia...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D