Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Cartas na mesa

por João Távora, em 25.08.15

Antonio_Costa_Foto_AndreKostersLusa.JPG

"Suspeito que António Costa percebeu tarde de mais que o eleitorado do centro está mais preocupado com a estabilidade e a segurança que com ressentimentos e fracturas ideológicas." 

O meu artigo no Diário Económico

 

Foto Andre Kosters Lusa



24 comentários

Sem imagem de perfil

De Dário a 26.08.2015 às 12:23

" (...) outra coisa que as pessoas querem é estabilidade e segurança no emprego, ou seja, emprego certo. (...).

Ó Renato, emprego certo só se forem todos funcionários públicos, o que é impossível. Já nem os funcionários públicos, como é o meu caso, têm empregos certos, embora ainda seja muito difícil despedi-los. Você sonha com paraísos na Terra, com Cocanhas e Ogígias, Camelots e Terras do Nunca.
Sem imagem de perfil

De luis miguel a 26.08.2015 às 12:34

e o sr. deve sonhar com o país a ser governado pelo Tea Party, o que já esteve mais longe de acontecer, com a previsível vitória da direita graças ao pânico que vai semeando
Sem imagem de perfil

De Dário a 26.08.2015 às 13:29


Caro Luís TROLL Miguel,
Creio que tanto os EUA como Portugal muito teriam a ganhar se governados pelo Tea Party ou partidos do mesmo tipo. Se a sua acção não fosse sabotada, introduziriam reformas económicas e sociais há muito necessárias na generalidade dos países ocidentais, com vista a reduzir o estado a uma dimensão mínima, a torná-lo mais fácil de gerir e de escrutinar pelo público e a acabar com a verdadeira opressão que os seus representantes exercem de inúmeras formas, mesmo em países que se têm e são tidos como democracias e estados de direito . Porque o gigantismo do estado moderno - e insisto em escrever estado com minúscula para lhe tirar o estatuto de omnipotência e de divindade imanente que tantos lhe atribuem - não pode deixar de o impelir para o totalitarismo e representa uma ameaça à liberdade individual jamais vista em tempos anteriores à Idade Contemporânea.

PS: Noto que responde prontamente aos comentários colocados neste blogue. Assim é que é camarada, o bom patrulheiro ideológico é como um polícia - está sempre de serviço, mesmo nas folgas.
Sem imagem de perfil

De Renato a 26.08.2015 às 14:28

Dário, você anda claramente angustiado com o estado opressor. O meu desejo é que possa viver no estado mínimo que idealiza, e digo isto com sinceridade. Boa sorte. Eu sei de locais onde o estado praticamente não existe, onde você pode andar à sua vontade, sem tretas de estado social, que castram a individualidade e liberdade de um gajo, ou lá o que é. Se quiser indicações, diga.
Sem imagem de perfil

De luis miguel a 26.08.2015 às 14:56

Sim senhor, está no seu direito, tem aí o cartão do PNR? Não o perca que é valioso.
O sr. tem a noção do que é o Tea Party? Do seu ultra-liberalismo, racismo e outros ismos que nem vale a pena mencionar??
Tem a noção do que é o fundamentalismo dessa gente? Imagina o que seria um país governado Por Donald Trump?? Ou por Sarah Palin?
Mas acho bem que o diga, para que os leitores deste blog vejam o espírito do mesmo. Isto está a virar perigosamente à extrema direita com o blogger cujo nome me é proibido citar, etc, etc.
Entretanto, pode ir chamar camarada e patrulheiro a outro, porque não sou nem uma coisa nem outra.
Sem imagem de perfil

De Ó picareta a 26.08.2015 às 15:27

Estão ali a comentar no post ao lado e ainda não foste lá?
Andas a dormir ó quê?
Sem imagem de perfil

De Renato a 26.08.2015 às 14:41

Dário, eu sou um gajo pacato e simples e apenas estou a dizer o que desejo, que é comum a qualquer gajo. Posso fazê-lo, sem a sua patrulha? O meu amigo case-se, tenha filhos, comece a pagar contas ao fim do mês, renda de casa, alimentação, etc, e depois venha-me aqui dizer o que desejaria realmente, sem hipocrisias. Não me venha agora com tretas. Já agora, eu, que não sou funcionário público (até gostaria), sou eu que lhe pago o ordenado. Ande direitinho. Está dificil despedi-lo? Acho que deviam facilitar o seu despedimento. É até uma oportunidade para deixar essa entidade opressora dos cidadãos que é o estado e criar a sua própria empresa. Está de férias? Se não está de férias, espero não o ter aqui a comentar até à sua hora de saida do emprego.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Tiro ao Alvo

    Será que o nosso PM conhece todos os membros do se...

  • Anónimo

     E que tal um Polícia  Sinaleiro para or...

  • Anónimo

    Ias tão bem na narrativa...porque meteste o CHEGA ...

  • Anónimo

    ...-e meu também...!

  • Anónimo

    José Monteiro by 19.52especializado em técnica de ...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D