Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Campo das Cebolas

por João Távora, em 29.11.18

campo-das-cebolas-mm.jpg

Eles gostam é de "engenharias" e andam por cá há muito tempo a destinar as nossas vidas e amestrar as nossas afeições. Uma das actividades preferidas deles é a de mudar os nomes às ruas, normalmente com um intuito de educar o povo para o “progresso civilizacional”. É assim que agora, com os votos do PS, PCP e Bloco de Esquerda, o Campo das Cebolas vai ostentar uma placa toponímica com o nome de José Saramago, como pretendia o executivo de Fernando Medina – o povo, esse continuará a chamar-lhe o nome antigo. E porquê não homenagear o escritor numa dessas “novas centralidades” em evolução na cidade?
Como lisboeta, é para mim uma tristeza imensa a forma despótica como meia dúzia de iluminados vêm apagando os ecos da memória colectiva da minha cidade ao sabor dos eventos políticos ou conveniências das suas clientelas. Lisboa ainda ostenta ruas com nomes antigos que falam do lugar mas já não falta muito para eles destruírem definitivamente a alma cidade e torná-la num insuportável panfleto sobre as virtudes da “modernidade” e dos seus arquitectos. Estamos entregues a uma cambada de brutos e eu não me conformo com isso.

Autoria e outros dados (tags, etc)



21 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.11.2018 às 10:45

Mas porque é que fizeram do Saramago o Nobel?!...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.11.2018 às 11:12

Em 1879 o então Campo de Santana foi denominado Campo dos Mártires da Pátria. Ainda hoje, cerca de 140 anos depois, há quem continue a chamá-lo Campo de Santana.
Sem imagem de perfil

De JPT a 29.11.2018 às 12:05

Eu, por exemplo. "Mártires da Pátria" foram os que combateram as invasões napoleónicas, ou os desgraçados dos desastres da ponte das barcas, ou dos massacres de Évora ou Pombal, não da seita que se bandeou com ele.
Sem imagem de perfil

De Octávio dos Santos a 30.11.2018 às 15:13

Concordo totalmente. 
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.11.2018 às 12:21

Se percebesse alguma coisa de toponimia, saberia que os nomes das ruas e praças vão mudando com o decorrer dos tempos e tendo em atenção a história. Aos nomes de ruas e praças continuarão a homenagear figuras que em cada momento histórico são consideradas representativas. Existe uma praça em Lisboa com o nome do poeta Chiado, um poeta menor, porque alguém, em tempos, decidiu que se devia chamar assim. 

As pessoas, naturalmente, continuarão a chamar à praça Campo das Cebolas se quiserem. Isto é uma polémica sobre nada. Quer a direita queira quer não, o Saramago é o nosso único prémio Nobel da Literatura,  celebrado cá dentro e lá fora e considerado um dos maiores escritores do século XX por muitos respeitados críticos. Azarito. Hão-de ficar sempre com essa azia. 

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.11.2018 às 13:50

E já cansou a vista a ler alguma coisa dele...?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.11.2018 às 14:53

Já. Não me cansou a vista, não.
Sem imagem de perfil

De JPT a 29.11.2018 às 14:28

Se percebesse alguma coisa de toponimia, sabia que tem acento no i.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.11.2018 às 14:11

É evidente que o Campo das Cebolas vai ser sempre o Campo das Cebolas e não o Largo do gajo.
Deem o nome dele ao Largo do Rato. seria mais adequado. 
Sem imagem de perfil

De The Mole a 29.11.2018 às 14:53

Até podia ficar com os dois nomes: Largo do Rato-Saramago ou do Saramgo-Rato, tanto faz
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.11.2018 às 15:45

Até os nomes tradicionais da cidade de Lisboa estão a mudar... inacreditável ao ponto que Lisboa chegou!!! Persegue-se a cultura cristã da cidade e venera-se a cultura do martim moniz do sec xxi  como exemplo a ser seguido para todo o centro de Lisboa...islamizar é mote!!! Se existe politico que devia estar na cadeia é o Medina!!! Transformou lisboa numa cidade sem alma... não sei como ainda é a Capital de Portugal !!! Uma cidade que expulsa as suas comunidades do centro de lisboa porque é preciso dar habitação a estrangeirada...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.11.2018 às 17:17

Estes posts dão nestas histerias...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.11.2018 às 18:44

Lisboa tornou-se numa aberração...destroi-se as comunidades cristãs no centro da cidade para impor o modelo islamico social do Martin Moniz ao resto da cidade...Medina e companhia a unica coisa que sabem é descaracterizar a cidade, substituir as comunidades nativas cristãs por mohameds e turistas...
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 29.11.2018 às 16:18

O caso mais flagrante de alteração da toponímia foi a Praça do Areeiro, à qual uns revisionistas de direita puseram o nome Praça Francisco Sá Carneiro. No Porto aconteceu, infelizmente, o mesmo à Praça Velázquez. Mas, é claro, disso não fala o João Távora - a ele somente repugnam os nomes postos por revisionistas de esquerda.
Imagem de perfil

De João Távora a 29.11.2018 às 16:51

Em meu abono, meu caro lavoura, só posso dizer que à data da renomeação da Praça do Areeiro não havia blogs e o meu pensamento divagava noutras preocupações. Mas concedo que o caso é semelhante. 
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 29.11.2018 às 16:21

No século 18 o iluminado marquês de Pombal resolveu chamar à principal praça de Lisboa "Praça do Comércio". Ainda hoje toda a gente chama "Terreiro do Paço" a essa praça.
No Porto continua-se a chamar "Palácio de Cristal" a um jardim cujo palácio há muito foi demolido.
Sem imagem de perfil

De JPT a 29.11.2018 às 18:01

Dar nomes a ruas que já têm nome é a antítese do que é ser conservador. O que o conservador quer é que as ruas sejam conservadas, ou seja, que não tenham buracos, nem lixo, nem erva, nem alaguem de cada vez que chove. E sim, querem que se respeite a memória do local e a leitura da história. Para votar em tipos que deixam os buracos, o lixo, a erva, e as ruas alagadas, e cujo conceito de "governar" consiste em meter e tirar nomes às coisas e distribuir dinheiros pelos amigos das obras inúteis e da "cultura", sob o pretexto de rasgar o caminho do progresso e educar as massas, estão cá pascácios como aquele que nunca nos falha (que numa coisa tem toda a razão razão: a esquerda não tem o monopólio dos "adiantados mentais": não foi a esquerda que demoliu a Alta de Coimbra e a Mouraria - sendo que ao menos não rebaptizou o Martim Moniz de "Praça Duarte Pacheco", ou a Rua Larga de "Alameda Salazar")
Imagem de perfil

De inmydefence a 30.11.2018 às 04:45

Desde o Sa Carneiro decepado tudo e' possivel e ja foi ha decadas!!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 30.11.2018 às 11:50

Mas porque é que mudam o nome ao campo? o homem está la´enterrado?

Comentar post


Pág. 1/2



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • António

    Mortágua é economista mas acima disso é comunista....

  • António Lencastre

    Um povo que não tem inteligência coletiva...é assi...

  • The Mole

    Esse "milagre" a que ela se refere, é também produ...

  • João Távora

    Há um pouco de ruído à volta que não ajuda, mas ai...

  • Anónimo

    "Será verdade que não se ouve, lê, nem vê uma notí...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2008
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2007
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2006
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D