Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Calores e omissões reveladores

por José Mendonça da Cruz, em 17.11.22

Admiro a expressão facial e gestual excitada e o tom acalorado com que pivôs de telejornais e comentadores atacam a Polícia portuguesa na generalidade, e nos previnem contra os terrores «da extrema-direita» com base numa dezena de tweets ou mensagens de grunhos.

Admiro o tom entusiasmado e a expressão facial e gestual calorosa com que pivôs de telejornais e comentadores defendem o entusiasmo «dos jovens» e nos recomendam o pânico ambientalista com base  numa dezena de patetas industriados pela extrema-esquerda (embora desconheçam a expressão).

Admiro os excessos das comemorações Saramaguistas em curso. Já quanto à indignação e o rasgar de vestes a propósito de uma censura tonta de Sousa Lara, admiro-a tanto tanto como admiro a omissão dos vergonhosos saneamentos cometidos por Saramago no Diário de Notícias.

Admiro, portanto, a forma como pivôs, comentadores e jornalistas proclamam e confirmam que não são sérios, nem fiáveis, nem profissionais recomendáveis.



26 comentários

Sem imagem de perfil

De passante a 18.11.2022 às 01:20

Para mim acabou em 2016 a última réstia de credibilidade da espécie.


Agora guio-me mais pelo que calam.
Imagem de perfil

De O primata apartidário a 19.11.2022 às 19:25


https://boasabertasneo.blogspot.com/2022/06/as-noticias-nos-telejornais.html

Na actual visão da informação televisiva,são seleccionadas,em primeiro lugar,as notícias geradoras de choque ou de entretenimento,o que acaba por distorcer a percepção que os cidadãos têm da própria realidade e dos mais importantes acontecimentos na sociedade. Muitas das crenças hoje existentes sobre o mundo derivam das leituras efectuadas nos media e,principalmente na televisão. Mais precisamente,na visualização sobre a realidade que é feita na informação e sobretudo nos seus noticiários televisivos. Estamos nos actuais noticiários televisivos em presença de factos seleccionados pelo "interesse do público"(e por outros não confessados)menosprezando o "interesse público" dos acontecimentos.Hoje os media,cada vez mais,recolhem o "pulso da sociedade civil",interpretando e dando sentido à opinião pública.Por outro lado,decidem sobre o que devem pensar os seus eleitores e audiências,muito mais do que sobre como devem pensar. Quanto ao discurso televisivo,é um facto que o telespectador pensa estar diante da verdade absoluta,pois passa na televisão.No entanto,o que ele efectivamente está é perante a "verdade da representação". (do livro As Notícias nos Telejornais de Nuno Goulart Brandão,este livro apresenta estudos dos telejornais de horário nobre de 2000 a 2009,da televisão generalista portuguesa)  
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.11.2022 às 08:09

"...a omissão dos vergonhosos saneamentos cometidos (...) a forma como pivôs, comentadores e jornalistas proclamam e confirmam que não são sérios, nem fiáveis, nem profissionais recomendáveis".

Qual é o espanto?! O Sr. deve saber que...
"les beaux esprits se rencontrent"
porque
"aves da mesma pena voam no mesmo bando"
Sem imagem de perfil

De entulho a 18.11.2022 às 09:16

'diz curso do ÓDIO'
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.11.2022 às 09:18

E lá foi ao ajuntamento, o nosso Grilo-Falante aos saltos, tecer umas loas e uns gri-gris ao ovacionado, aproveitando um daqueles pés de microfone para também prestar o seu  «preito e menagem»  ao eterno "Sempre-em Pé", o nosso homem-das-habilidades-mil.   
Sem imagem de perfil

De Jorge a 18.11.2022 às 09:53

A policia impediu meia duzia de ativistas de esquerda de continuarem z impedir o livre acesso a uma universidade ou liceu em Lisboa. A vingança da extrema esquerda serve se quente , com o ataque à policia com acusações de extrema direta fascista retiradas do lixo que aparece nas redes sociais exemplo revista Visão.  Eles não perdoam.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.11.2022 às 10:20

Entretanto, quem não andar distraído, já deve ter notado que os pivôs, jornalistas e comentadores andam a encher chouriços nas pantalhas das tv's, para nos iludirem com temas acessórios e requentados.
Note-se que essa chusma _ em ocasiões de especial melindre e aflição para o governo_ aparece ciclicamente, usando essa conhecida táctica de contar histórias de lero-lero "para boi dormir", ou seja, para nos distraírem do essencial e assim desviarem a nossa atenção do foco principal: os assuntos candentes que incomodam o dr.Costa.
É uma velha técnica de propaganda e de manipulação de massas!  Ah! que néscios e distraídos são os portugueses!
Sem imagem de perfil

De Francisco Almeida a 18.11.2022 às 10:35

Totalmente de acordo.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.11.2022 às 11:28

Asco.
JSP
Sem imagem de perfil

De Anonimo a 18.11.2022 às 13:05

A CS descobriu o Qatar. Grandes investigadores, devem ter demorado 10 anos a descobrir que havia (há) por lá escravatura.
Imagem de perfil

De O primata apartidário a 19.11.2022 às 18:54

Check https://sol.sapo.pt/artigo/785893/havera-vida-alem-do-mundial-de-futebol-

Pela primeira vez, em muito tempo, desliguei a televisão, apesar de precisar de estar informado sobre o que se passa no mundo enquanto não chego à redação do jornal. Por volta da uma tarde, já com o televisor do meu gabinete ligado, pensei que Lisboa teria servido de local de partida de alguma nave espacial que iria atingir Marte, mas acordei rapidamente para a realidade e percebi que estavam a filmar o avião de seleção portuguesa a caminho do Qatar. Mais no link acima
Imagem de perfil

De O primata apartidário a 19.11.2022 às 18:59

"Entretanto temos mais um candidato à O-nu" 
https://desporto.sapo.pt/futebol/mundial/artigos/hoje-sinto-me-qatari-arabe-africano-gay-trabalhador-migrante-infantino-defende-qatar-e-fala-em-hipocrisia-europeia

Reparem que o homem infantino(ou infantil) fala em 3000 anos (quase no tempo de Abrâo) de pecados europeus.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.11.2022 às 18:40

Não totalmente ao lado : e essa fauna "investigadiora" não tem  um módico de curiosidade quanto ao mais que interessante percurso dp  marcolino, agora ascendido ao Supremo?...
jsp
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 18.11.2022 às 21:25

A arte do jornalismo é nunca fazer uma pergunta a que não se saiba já a resposta.  É preciso não estragar a narrativa.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.11.2022 às 09:02

Dizem os pivôs, comentadores e jornalistas que a apresentação do livro "O Governador" parecia um comício.
Pois bem, se os srs. pivôs, jornalistas e comentadores têm memória selectiva e não têm vergonha, vamos estragar-lhes a narrativa e avivar-lhes o bestunto com um episódio que revela o resplendor do lamaçal e da podridão em que todos eles chafurdam há muito. 
Então estas imagens o que foram, se não um comício ou coisa ainda pior?


 https://www.jornaldenegocios.pt/economia/politica/detalhe/socrates_escritor_aplaudido_como_politico



Todo aquele «aparato» daria pano para mangas e então as imagens valem mais que mil palavras!... mas ninguém está interessado (por agora) em calçar as luvas e fazer a autópsia deste regime em decomposição avançada. 
 
Sem imagem de perfil

De Ricardo a 21.11.2022 às 13:31

Exactamente! 
Sem imagem de perfil

De Ricardo a 21.11.2022 às 13:33

Convido a visitarem meus blogs grandefantochada.blogspot.com  e portugalnonevoeiro. blogspot 
Imagem de perfil

De João-Afonso Machado a 21.11.2022 às 17:39

Ricardo, há de explicar, sff, como um blog Sapo subscreve um Blogspot.
Obrigado.
Sem imagem de perfil

De Ricardo a 21.11.2022 às 17:55

Tem de perguntar ao pessoal do sapo, agora eu como tenho os blogs no blogspot (até ver ) não posso fazer outra coisa.Boa continuação aqui no sapo. 

Comentar post


Pág. 1/2



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • entulho

    na minha aldeia, ex-vila acastelada da Casa do Inf...

  • Anónimo

    Se reparar, caro Sr., não divergimos assim tanto e...

  • Marques Aarão

    Por associação de ideias arrisco uma das frescas d...

  • Anónimo

    E, como disse, partem e nunca mais regressam!

  • henrique pereira dos santos

    Vê-se bem que o senhor anónimo não partilha os meu...


Links

Muito nossos

  •  
  • Outros blogs

  •  
  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2021
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2020
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2019
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2018
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2017
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2016
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2015
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2014
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2013
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2012
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2011
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2010
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2009
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2008
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2007
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D
    209. 2006
    210. J
    211. F
    212. M
    213. A
    214. M
    215. J
    216. J
    217. A
    218. S
    219. O
    220. N
    221. D