Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Avante Carneirada

por João Távora, em 30.08.22

Só com uma oposição temerosa e o conluio duma imprensa fraca e acrítica é que prevalece o mito de que Marta Temido foi uma heroína na gestão da pandemia. Acontece que nessa matéria fomos um dos piores países do mundo com mais infectados e com mais mortos com Covid19. Lembram-se do ranking diário propagandeado nas rádio e TVs que a este respeito diabolizavam Trump, Bolsonaro e os suecos enquanto incensavam a "resiliência" de Marta Temido, das máscaras e dos confinamentos?
Continuem com a mascarada que o caminho da nossa desgraça é sempre em frente, com maioria absoluta. Avante carneirada, continuem com a mascarada que a "democracia" angolana é que não presta.


5 comentários

Sem imagem de perfil

De Luís Miguel Bandeira Rosado a 31.08.2022 às 09:09

BRAVO!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 31.08.2022 às 09:34

Marta Temido foi endeusada pelo PS, mas não passava de um ídolo com pés de barro como a realidade do SNS o tem confirmado. Mas a máquina da propaganda criou várias cortinas de fumo, ilusões... e anestesiou os portugueses, cada vez com menos sentido crítico e portanto, cada vez menos exigentes com os seus governantes. 
Toda a gente se lembra _ e convém nunca esquecer! _ de como, durante a pandemia, certos órgãos de comunicação social chegaram ao cúmulo de cancelar e censurar artigos escritos daqueles que tinham uma opinião contrária e divergente da retórica "oficial". Fizeram-se coisas inimagináveis numa democracia, impuseram-se limites à liberdade de expressão, perseguiu-se quem ousava contrariar o discurso catastrofista, apenas para infundirem medo e terror aos portugueses, com o intuito de os amansar e de os tornar "obedientes" às mais diversas ordens a roçar o absurdo!
Como diz hoje Jorge Fernandes, ao lembrar esse período, "Em Portugal, criou-se uma espécie de união nacional na qual quem se atrevesse a criticar Temido ou o governo era automaticamente apodado de antipatriota".


Peço permissão ao João Távora para continuar a citar o artigo de hoje do Jorge Fernandes no Observador. É que os números não enganam, ao contrário da propaganda que só engana os tolos:

"(...)  vale a pena olhar para o último relatório da OCDE "Health at a Glance" que compara Portugal aos restantes países mais desenvolvidos do mundo. (...) os sistemas de saúde servem, acima de tudo, para aumentar o bem-estar das populações. Assim, os resultados produzidos pelos sistemas de saúde são uma das maneiras mais eficazes para medir o seu bom funcionamento. Olhemos para dois indicadores. Em primeiro lugar, o relatório mostra-nos (página 40) que Portugal foi o 11º país da União Europeia com maior número de mortos por Covid entre Janeiro de 2020 e Outubro de 2021. Em segundo lugar, e mais importante, o relatório calcula (página 48) o excesso de mortalidade, isto é, o número de pessoas que morreu e que, na ausência de Covid-19, baseado nos números pré-2020, tinham uma expectativa de sobreviver. Aqui, as notícias são ainda mais tristes. Portugal é o 7º pior país da União Europeia, com 2000 mortos por milhão de habitantes. O relatório tem muito mais indicadores que dão uma imagem clara da falência do sistema de saúde em Portugal." 

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 31.08.2022 às 09:38


(cont.) 

"Ao contrário da propaganda do regime, propalada não só pelo governo, mas também co-adjuvada pelo Professor Marcelo, jornalistas amigos e demais agremiações que dependem da boa vontade do Dr. Costa para conseguirem sobreviver, o combate à pandemia em Portugal foi uma tragédia, como o relatório da OCDE bem atesta."-----  Jorge Fernandes

Que pena Portugal continuar a ter graves problemas de iliteracia ao fim de quase meio século de democracia! Um povo menos embotado e com um espírito mais "afiado", não cairia facilmente nas tretas que lhes impingem, nem na esparrela de votar como votou.  Um povo mais esclarecido e que gostasse de estar bem informado, teria outras ferramentas para ler e interpretar melhor a realidade. 

De modo que...  os escândalos quase diários expõem a quem estamos entregues.  É um facto que por "vontade" do povo, como não se cansa de repetir o "nosso" Costa.  

(É caso para dizer: Então, esclareça-se o povo, ou melhor dizendo,  desemburre-se o povo!)

Sem imagem de perfil

De balio a 31.08.2022 às 10:57


Só com uma oposição temerosa e o conluio duma imprensa fraca e acrítica é que prevalece o mito de que Marta Temido foi uma heroína na gestão da pandemia. Acontece que nessa matéria fomos um dos piores países do mundo com mais infectados e com mais mortos com Covid19.



Concordo com o primeiro período, mas discordo veementemente do segundo. Marta Temido não foi uma heroína, muito pelo contrário, ela foi uma medrosa tal como todos os outros. E não, o número de infetados e mortos por covid não são medidas adequadas para a gestão da pandemia, porque esses mortos e esses infetados teriam existido fosse qual fosse a política, e porque o objetivo central da política de saúde não deve ser evitar que as pessoas fiquem infetadas ou morram por covid.
Sem imagem de perfil

De Luis a 31.08.2022 às 14:39

Infelizmente o povo português não passa hoje de um rebanho acrítico e que faz tudo o que lhe mandarem fazer depois de anos e anos de propaganda e desinformação plantada na nossa CS horrorosa.


Quanto a Temido a Costa, ao PS e à extrema-esquerda, palavras para quê são todos farinha do mesmo saco, não valem absolutamente nada! 

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com



Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • henrique pereira dos santos

    Qual é a utilidade de escrever esta estupidez a pr...

  • Anonimo

    E no entanto há quem o faça Não se pode dizer que ...

  • Anonimo

    Uma das coisas que mais me espantam é a quantidade...

  • Anonimus

    Tem toda a razão.Os americanos que conheço dizem i...

  • Elvimonte

    "... o capitalismo financeiro destronou o económic...


Links

Muito nossos

  •  
  • Outros blogs

  •  
  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2024
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2023
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2022
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2021
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2020
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2019
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2018
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2017
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2016
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2015
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2014
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2013
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2012
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2011
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2010
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2009
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D
    209. 2008
    210. J
    211. F
    212. M
    213. A
    214. M
    215. J
    216. J
    217. A
    218. S
    219. O
    220. N
    221. D
    222. 2007
    223. J
    224. F
    225. M
    226. A
    227. M
    228. J
    229. J
    230. A
    231. S
    232. O
    233. N
    234. D
    235. 2006
    236. J
    237. F
    238. M
    239. A
    240. M
    241. J
    242. J
    243. A
    244. S
    245. O
    246. N
    247. D