Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Autodeterminação de género

por João Távora, em 16.04.18

(...) "Esta lei que foi aprovada é essencialmente ideológica.  Baseia-se na ideologia de género que, pelo seu radicalismo, se opõe à ciência e à boa prática médica. Esta ideologia teve início nos anos 60, na sequência do movimento de contracultura. Nessa altura, a psiquiatria também foi atacada e procuraram destruí-la, negando, por exemplo, a existência de doenças psiquiátricas como a esquizofrenia. Os resultados foram desastrosos, principalmente em Itália, sob a influência de Franco Basaglia, com milhares de doentes a serem privados de cuidados psiquiátricos adequados.  A história repete-se.

A aprovação desta lei, juntamente com a discussão prevista para breve sobre a legalização da eutanásia, revela que existe um ambiente político de hostilidade face à medicina. Senão, vejamos: no caso da mudança de género, não se compreende por que razão os médicos são expulsos deste processo; não se compreende os motivos pelos quais se menosprezam a prática clínica e o conhecimento científico acumulado durante anos de estudo sobre este tema clínico. Por outro lado, também não se compreende a necessidade de se aprovar uma lei que legaliza a eutanásia, que não foi pedida pela maioria dos médicos, e que vai contra a tradição hipocrática da medicina." (...)

 

A Ler o Psiquiatra Pedro Afonso no Observador.

Autoria e outros dados (tags, etc)



8 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 16.04.2018 às 12:06

'manicómio em auto-gestão' com entertainer.


Jorge de Sena in Portugal  peregrinatio ad loca infecta
''torpe dejecto''
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 16.04.2018 às 13:15

O nosso Governo só se preocupa em aprovar tudo que são "Leis Pindéricas"...
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 16.04.2018 às 14:49

O facto de Pedro Afonso ser psiquiatra não o faz menos propenso a escrever asneiras ou a ter opiniões disparatadas.
Pergunto, que raio têm os médicos a ver com a inscrição de uma pessoa no registo civil? O que tem o nome de uma pessoa no registo civil a ver com a medicina? Se um indivíduo que tem pénis quer estar no registo civil com nome de mulher, isso é um assunto ente ele e o Estado, não é um assunto que tenha a ver com medicina. (Há, aliás, montes de nomes utilizados em Portugal que nem se sabe se são de homem ou de mulher. Por exemplo, Vânia é utilizado em Portugal como nome de mulher quando na realidade é uma abreviatura russa de Ivan, um nome de homem.)
Já quanto à eutanásia, Pedro Afonso deveria saber que os médicos devem servir os doentes, e não o oposto. Os médicos devem (dentro da sua possível objeção de consciência) cumprir as instruções dos doentes, e não o oposto. O médico não tem nada que obrigar o doente a viver; o médico tem é que ajudá-lo a viver ou, eventualmente, a morrer, consoante o desejo do doente. É o doente quem manda no médico, e não o oposto.
Sem imagem de perfil

De EMS a 16.04.2018 às 19:13

Isso de Vânia ser Ivan fez-me lembrar aquele pessoal que julgava que Bela Bartok era uma senhora muito bonita.
E também há "a" Mia Couto.
Sem imagem de perfil

De pitó a 16.04.2018 às 15:58

Cá faltava o homem do campo e as suas bacoradas.  Ou seja, porcalhotadas...
Sem imagem de perfil

De EMS a 16.04.2018 às 17:01

"Importa sublinhar, sem receios de ser politicamente incorreto, que embora ocorram raras situações em que “os rapazes se sentem raparigas e as raparigas se sentem rapazes”, o ideal e desejável é que haja uma coincidência entre identidade biológica e identidade psicológica/sociocultural da sexualidade."

Mas em que é que ficamos? Se reconhece que em raras situações (ninguém disse que são frequentes) não há uma coincidência entre identidade biológica e identidade psicológica o que se propõe fazer esse bravo médico?
Só posso inferir que seria do seu agrado restaurar os manicómios abolidos por esse vandalo do Franco Basaglia, onde essas pobres almas poderiam ter uma existência recatada sem chocarem com as tradições hipocráticas da medicina, ou algo assim.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 16.04.2018 às 18:36

Os cães que agora podem ir comer aos restaurantes, também estão autorizados mudar de sexo?
Sem imagem de perfil

De EMS a 16.04.2018 às 19:08

Sim, podem,  mas só se manifestarem inequivocamente que é essa a sua vontade.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • maria

    Eu aprendi primeiro uma versão alternativa que ape...

  • Luís Lavoura

    Ninguém sabe nem pode saber qual é o prazo dos con...

  • Luís Lavoura

    Pelo arguido foi dito que desejava prestar declara...

  • Anónimo

    A  »elite » mediática quando não apoia claram...

  • Anónimo

    Não estou a ver onde ser lê: "as mesmas gravações ...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2008
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2007
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2006
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D