Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




"Assim se vê a força do PCP"

por João-Afonso Machado, em 22.02.16

Os comunistas sabem perfeitamente  tudo se trata de um artifício.

Sabem que o rendimento das famílias não vai aumentar, dada a subida generalizada das suas despesas de primeira necessidade ditada pelo mais elevado preço dos combustíveis. Sabem mesmo, não descendo os custos na restauração, - como os restaurantes já se apressaram a esclarecer - a procura não alargará, pelo que se manterá também a oferta de emprego.

Isto para falar de coisas simples e simplesmente ocultadas pelo PCP ao seu eleitorado, aliás em queda livre. Agora já nem sequer correspondendo ao número de deputados do seu grupo parlamentar.

Por esta necessidade de sobrevivência dão os comunistas a mão a um espertalhão como Costa. Com um pé em Lisboa e outro no Barreiro, tentando estancar a sangria dos votos que vêem fugir para o BE (este, embaladíssimo no seu projecto de médio prazo, uma coligação a sério com o PS)

A Costa bastou contraofertar-lhes a manutenção da tutela da CGTP (o "braço armado" do PCP) sobre os transportes públicos. e a sua de vez em quando necessária paralisia em nome da revolução.

Porque a revolução socialista faz-se faseadamente e o povo fez-se para servir a revolução, o bem-estar dos portugueses é apenas uma palavra de ordem, o importante é abater a Direita, e o passo do dia é votar o impossivel orçamento de Centeno. Avante camaradas!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



11 comentários

Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 22.02.2016 às 09:17

<i>o rendimento das famílias não vai aumentar, dada a subida generalizada das suas despesas de primeira necessidade ditada pelo mais elevado preço dos combustíveis</i>

Há muitas famílias, sobretudo as de classe mais baixa, que têm gastos reduzidos em combustíveis. Essas famílias, que são muitas, são pouco afetadas pelo preço do gasóleo

Além disso, o preço dos combustíveis não vai, de facto, ser mais elevado; vai apenas ser menos reduzido do que seria por efeito da redução do preço do petróleo.
Imagem de perfil

De João-Afonso Machado a 22.02.2016 às 09:27

Leia outra vez a minha frase, por favor.
O que tem costumado acontecer (só se agora as coisas mudaram) é com a subida dos combustíveis (firme, ditada pela carga fiscal, não por oscilações de mercado) subirem os transportes, por exemplo. Sobe o bilhete, o passe, o pão e o leite, tudo o que é transportável.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 22.02.2016 às 16:09

Nada disso vai subir, da mesma forma que no passado muito recente os preços não desceram apesar da descida acentuada dos combustíveis.
Da mesma forma que as empresas amealharam a descida dos combustíveis, agora não farão repercutir a subida sobre os consumidores.
Sem imagem de perfil

De Tó a 22.02.2016 às 14:15

"o preço dos combustíveis não vai, de facto, ser mais elevado; vai apenas ser menos reduzido"
Brincar com as palavras, mais uma especialidade da Esquerda!



O problema é que o petróleo não tenderá a baixar de preço!
Sem imagem de perfil

De JC a 22.02.2016 às 15:03

AHAHA
 
"O preço do combustível não vai ser mais elevado, vai é ser menos reduzido...."


QUE PÉROLA!
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 22.02.2016 às 09:19

<i>os transportes públicos. e a sua de vez em quando necessária paralisia</i>

Talvez o autor do post não tenha reparado, mas já há uns quatro meses que não há qualquer paralisia dos transportes públicos.

Nos países socialistas também não havia qualquer paralisia dos transportes públicos. Quando os comunistas estão no poder, não há paralisias nos transportes públicos.
Imagem de perfil

De João-Afonso Machado a 22.02.2016 às 09:24

Evidente. São eles que comandam os transportes públicos!
Só quando na oposição, eles entram em greve.
Ainda bem que estamos de acordo.
Sem imagem de perfil

De Tó a 22.02.2016 às 14:13

Ah sim? E a greve geral de finais de Janeiro de 2016 que levou ao encerramento de escolas e cancelamento de consultas médicas em centros de saúde e hospitais? 
O revisionismo histórico é especialidade esquerdista!
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 22.02.2016 às 16:10

Essa foi uma greve da função pública. Não foi dos transportes públicos.
Sem imagem de perfil

De Zé a 22.02.2016 às 18:10

Mais claro não podia ser, J.A.M. 
E muitos dos que barafustavam nos fóruns desta vida, diga-se "radio", manifestamente emudeceram, vá lá saber-se porquê!
Sem imagem de perfil

De EMS a 24.02.2016 às 14:02

"Sabem que o rendimento das famílias não vai aumentar, dada a subida generalizada das suas despesas de primeira necessidade ditada pelo mais elevado preço dos combustíveis"


Não estou a ver como pode afirmar isso. O preço dos combustíveis, mesmo com o ultimo agravamento fiscal, está mais baixo que no tempo do anterior governo. 


https://www.maisgasolina.com/estatisticas-dos-combustiveis/

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Tiago

    Se uma vaca pesa pelo menos 500kg, e as cantinas c...

  • Anónimo

    Esta história do filho pródigo é música para os ou...

  • Anónimo

    Afirmo que o próprio Estado manobra máquina agríco...

  • pitosga

    Mendonça da Cruz,eu tenho um 'mau' hábito que é re...

  • Anónimo

    Era o que faltava que , quem tem o seu blogue não ...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D