Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Assim se faz historia em Portugal

por Jose Miguel Roque Martins, em 28.04.21

Hoje,  no DN, em grande titulo: 

Costa atrasa pagamento de dívida herdada de Passos por mais 10 anos

A informação, no corpo da noticia, tecnicamente, não é falsa. O que está em causa é que a austeridade de Passos Coelho, seguida da austeridade que não é austeridade de Costa, permitiu melhorar o rating e substituir divida mais cara por divida mais barata. Mas o que fica, é que a divida é uma herança do consulado de Passos Coelho, o criador da austeridade e do endividamento.  Assim se faz história em Portugal. 

 

 



8 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.04.2021 às 11:01

E verá que não existirá contraditório. Estamos na era da pós- Verdade. As redacções estão cheias de assalariados muito agradecidos. As verdades inconvenientes silenciam-se.  Assim vai o país!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.04.2021 às 11:47

herdade de quem? sem acentos, uma trapalhice o senhor a escrever. 
Imagem de perfil

De Jose Miguel Roque Martins a 28.04.2021 às 11:51

limitei-me a copiar o titulo
Perfil Facebook

De Ricardo Abreu a 28.04.2021 às 14:47

Tecnicamente o titulo não está errado porque a divida aumentou no período em questão, mas é de uma falta de honestidade intelectual tremenda.
Perfil Facebook

De Antonio Maria Lamas a 28.04.2021 às 16:15

O Polígrafo vai achar "verdadeiro, mas" quando deveria ser "falso, mas"
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.04.2021 às 11:29

mas esta dívida foi feita no tempo do Sócrates.
Imagem de perfil

De Jose Miguel Roque Martins a 29.04.2021 às 15:38

O problema é exactamente esse: Passos coelho apenas contraiu empréstimos para pagar dividas que venceram, ou nova divida, apesar da austeridade. 
Quem assim a divida é no tempo de Passos. A questão é que a responsabilidade e de socrates e outros atrás. 
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 30.04.2021 às 11:26


Um título que não espanta. E só vem reforçar o que penso há muito: são estes exemplos dos embustes da Imprensa _ com  títulos espaventosos e cheios de má-fé _ que mais têm contribuído para este ambiente de mal-estar geral na sociedade. Há um certo jornalismo faccioso e activista,  com muitas responsabilidades neste clima de intolerância que atingiu o país. 
A situação da Comunicação Social degrada-se  a olhos vistos e em toda a linha: perdeu qualquer vestígio de sentido Ético e Democrático do seu Dever de informar com Seriedade, Isenção e Imparcialidade. Hoje, descobre-se nos "media" uma outra especialidade : a  batota e a falsificação da notícia.  Embrulhou-se na intriga da corte, dobrou-se e aceitou despudoradamente ser uma agência de propaganda de uma governação insidiosa  e tentacular. Por sua vez, deu gás e palco e "normalizou" os torquemadas, canceladores,  sectários e  inquisidores que tanto têm contribuído para incendiar o país.
 Nunca se tinham atingido níveis tão elevados  e   p e r i g o s o s   de radicalismo e de crispação, como hoje. 


O Sr. Presidente da República, que em tempos nos andou a "descrispar" alegremente, pelo país fora, só agora acordou e percebeu (finalmente!) o que é um verdadeiro estado de crispação no país, tendo manifestado grande preocupação, há dias, no seu discurso. E bem.
Contudo, há verdades inconvenientes que não se dizem, mas, lá no fundo, ficam subentendidas.  
MRS não "identificou" a causa óbvia  deste ambiente: tudo começou no Dia em que o nosso bom dr. António Costa escancarou as portas, para seu proveito, e promoveu os "homens da adaga". 


Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2009
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2008
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2007
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2006
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D