Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




As Primárias (1)

por Vasco Mina, em 30.09.14

As primárias no PS vão obrigar o PSD (os outros partidos são suficientemente pequenos para que esta questão não se coloque) a refletir sobre esta via para escolha quer do candidato a Primeiro-Ministro (o que é exatamente a mesma coisa que escolher o líder do partido) quer de Presidentes de Câmara e quer até de candidatos a deputados. Mas ainda antes desta reflexão importa analisar o que são e como funcionam os dois maiores partidos portugueses. São ambos partidos de poder que “produzem” chefes de Governo, deputados e autarcas que conduzirão as entidades para as quais foram eleitos. Como são escolhidos estes que serão, futuramente, os representantes dos portugueses que votam nos respetivos processos eleitorais? Nos primeiros anos após o 25 de Abril, os partidos políticos tinham militância activa, ou seja que participava na atividade do partido (deslocando-se às sedes nacionais ou concelhias) e escolhia os seus representantes para participarem nos Congressos onde se escolhiam os lideres. Estes, por sua vez, resultavam de disputas entre várias forças (grupos) que se debatiam naqueles Congressos. Se é verdade que a escolha do líder (que depois seria votado pelos militantes presentes no Congresso) resultava da influência de um pequeno grupo de pessoas (as então chamadas elites) também se deve não esquecer a elevada participação de base. Com o passar do tempo e o natural desgaste que a vida política implica, os chamados “quadros” foram-se afastando e a participação política dos militantes de base igualmente em redução progressiva. Nas estruturas partidárias foram permanecendo, em maioria, aqueles que usavam os partidos como ferramenta de assalto ao poder (seja nacional, autárquico ou até sindical); daí e até as secções serem dirigidas por militantes que se organizaram em sindicatos de voto, foi um pequeno salto. As estruturas de base e depois, consequentemente, as direções distritais e nacionais passaram a ser dominadas pelo chamado “aparelhismo”. Tudo isto num processo tipo “bola de neve” em que por um lado era cada vez maior o afastamento dos militantes (e consequentemente mais difícil a entrada de novos) e, por outro, maior a dominância por parte de quem se tinha “instalado” na liderança das estruturas de base. Tudo isto provocou reações e uma delas foi, posteriormente, a opção pela escolha do líder através de eleições diretas. Pretendia-se, assim, “quebrar” com os tais sindicatos de voto tornando a eleição do líder mais participada pelo universo de militantes e, sobretudo, mais transparente e que não resultasse de escolhas feitas nos restaurantes e cervejarias das redondezas onde se realizavam os Congressos electivos. Por outras palavras pretendia-se que o líder do partido fosse eleito diretamente pelos seus militantes e não por um pequeno grupo de pessoas que, na verdade, representavam sindicatos de voto organizados. Terá sido esta a solução que provocou mais adesão dos militantes e conseguiu “quebrar” com o “aparelhismo”?



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com



Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • lucklucky

    Com o jornalismo que existe no ocidente é inevitáv...

  • lucklucky

    Break even é zona depressão.

  • Anonimo

    Não dá para sair com break even?

  • Anonimo

    Esquerda e direita. Os extremos woke. Os que dizem...

  • Anonimo

    Ou se calhar era uma questão de tecnologia. Não de...


Links

Muito nossos

  •  
  • Outros blogs

  •  
  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2024
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2023
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2022
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2021
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2020
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2019
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2018
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2017
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2016
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2015
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2014
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2013
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2012
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2011
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2010
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2009
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D
    209. 2008
    210. J
    211. F
    212. M
    213. A
    214. M
    215. J
    216. J
    217. A
    218. S
    219. O
    220. N
    221. D
    222. 2007
    223. J
    224. F
    225. M
    226. A
    227. M
    228. J
    229. J
    230. A
    231. S
    232. O
    233. N
    234. D
    235. 2006
    236. J
    237. F
    238. M
    239. A
    240. M
    241. J
    242. J
    243. A
    244. S
    245. O
    246. N
    247. D