Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




As linhas «vermelhas» da esquerda e os patetas úteis

por José Mendonça da Cruz, em 10.02.22

A esquerda e os idotas úteis julgam ter encontrado um argumento definitivo para justificar que o terceiro partido mais votado afinal não tenha um vice-presidente da AR. Porque, dizem, a Constituição só diz que o terceiro partido «indica», não diz que tem que ser eleito, porque, acrescenta a esquerda e os patetas, ninguém pode dizer que em determinada eleição se tem que votar de determinada maneira.

Acontece que a mesma Constituição impede que um partido, mesmo com maioria absoluta, tenha o presidente e os vice-presidentes todos da AR. Ora, se os vice-presidentes fossem apenas eleitos, sem consideração de quais os que foram indicados e por que partido a que a Constituição atribui o poder de o fazer, o PS, que tem maioria absoluta, podia, afinal, elegê-los todos. Mas não pode, porque a Constituição não deixa.

Logo, quando a Constituição diz que a terceira força indica um vice-presidente, quer dizer algo mais forte do que apenas isso, e a «indicação» tem bastante mais força do que uma vontade avulsa.



4 comentários

Sem imagem de perfil

De anónimo a 11.02.2022 às 09:40


Na pré-vigência de um governo totalitário do PS este caso -sobre a discutível constitucionalidade de o partido Chega indicar a sufrágio um Vice para AR com sucesso- chegou às primeiras páginas e causou óbviamente celeuma.
O problema é, e será, os casos que nunca conseguirão ter visibiliade pública durante o governo totalitário do PS, quer seja por tal ser do interesse de alguns poderosos, quer seja por interesses de todos, inclusivé os que dominam a comunicação pública.
O poder corrompe, muito poder.... Ou, será que o partido PS é só composto por benignos anjos apenas interessados em gerir, desinteressadamente, os interesses públicos. Interessante.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 11.02.2022 às 11:41

Caro Sr., sabe que mais? Essa dos "vices" nunca tirou o sono a nenhum português, nem sequer lhes fez alçar uma sobrancelha ; os portugueses sempre acharam que são assuntos "lá deles", intra-muros, distantes, ou seja, fora dos seus interesses. Portanto, enchem-se horas com uma falsa questão empolada, que só nos distrai do essencial. 


O que nos devia preocupar é que os portugueses passaram um cheque em branco aos «Agora-Sim-Donos-Da-Bazuca» &  (que não é pequena) que estão prestes a deitar-lhe a mão para a torrarem como quiserem nos regabofes costumeiros, como bem entenderem _ que é quase sempre mal. E as "instituições" (com aspas) pouco podem fazer para travar, porque  tomadas por precaução por gente muito precavida _ com a vénia e o beneplácito do Sorridente Exmº Sr. Presidente (que até rima) _  Agora imagine o que aí vem, com esta "licença para gastar", dada a costumeira capacidade de destruição destes talentos. . 
 
Sem imagem de perfil

De pitosga a 11.02.2022 às 14:34


José Mendonça da Cruz; e o mesmo enuncio para João-Afonso Machado, a seguir.
Vós tendes idade [anos vividos] para não gastar cera com esta gentalha.
 > > > o povoléu deste paiseco é biltre. Não vale a pena...
Cuidemos cuidadosamente dos nossos.
Porque será que a Família anda tão atacada? Estraga os planos daqueles com um cérebro miserável.
Provérbio Persa: Três são as coisas que nunca voltam: a flecha lançada, a palavra dita e a oportunidade perdida.

O que o berço dá, somente a cova o tira.
A quem torpe nasceu nenhum enfeite adorna.

A minha visão da humanidade é a de que "vira o disco e toca o mesmo".

Saibamos esperar o virar.


Abraços

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 11.02.2022 às 20:03

Bela análise! E diz bem: gastar cera com ruins defuntos. Que nos importa a nós que até nem votámos nesta trupe! 


Que se agatanhem à vontade uns e outros lá pelas Assembleias e curibecas que é esse o seu métier  e o seu modo de ganhar a vida. É ofício que não temos! Que se engalfinhem e acotovelam  não espanta, pois a gamela é pequena para tanta boca esfaimada.
Como diz, cuidemos bem dos nossos, que é um bom conselho.
Cumprimentos,
EM
   . 

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes


Links

Muito nossos

  •  
  • Outros blogs

  •  
  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2021
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2020
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2019
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2018
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2017
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2016
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2015
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2014
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2013
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2012
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2011
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2010
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2009
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2008
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2007
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D
    209. 2006
    210. J
    211. F
    212. M
    213. A
    214. M
    215. J
    216. J
    217. A
    218. S
    219. O
    220. N
    221. D