Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Arrepiante

por João Távora, em 18.08.21

40483124_an_afghan_woman_clad_in_burqa_veil_begs_wA indisfarçável satisfação pela capitulação americana no Afeganistão manifestada pelo bloco e pelos comunistas, mostra bem o "amor" pelos direitos humanos que nutrem estes partidos de quem o governo de António Costa está refém.

Arrepiante, não é?



18 comentários

Sem imagem de perfil

De jo a 18.08.2021 às 00:40

A arrepiante satisfação com a invasão de um país sob falsos pretextos para lhe impor um governo que seja favorável aos invasores dá uma boa ideia do que a direita pensa da democracia.
É como a anedota do Solnado: Queiras ou não queiras este é o governo que democraticamente escolheste.
A gaita é que não se encontraram afegãos dispostos a concordar com a democracia que lhe trouxeram na ponta das espingardas. Obscurantistas!
A solução é bombardear aquilo até aceitarem os direitos humanos.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.08.2021 às 09:17

Sinceramente não se consegue perceber exactamente de que lado está, nem o que defende... Mas creio que é falha minha, porque de certeza entendi mal, ninguém pode estar do lado contrário ao dos Direitos Humanos como aqui à primeira vista me pareceu! Sobretudo depois de, em todo o mundo civilizado, se Saber e Ver como «NÃO» vivem as mulheres às mãos daqueles bárbaros, que as violam e as casam à força aos 12 anos com os seus carrascos. (A propósito: onde páram as do "me too"?). Sabia que os talibãs, antes desta modesta tentativa de democracia, decretaram que era proibida qualquer manifestação de alegria, como cantar, rir, ou simplesmente ouvir música? Sabe qual era a punição para esses "criminosos prevaricadores" que não obedeciam?


Olhe bem para a imagem do post:  por debaixo daqueles tenebrosos e humilhantes trapos desbotados, provavelmente naqueles breves instantes em que se deixaram fotografar, estas mulheres devem ter cometido o seu maior "excesso" do dia, um gesto subversivo e talvez o único momento de satisfação do dia.  E sim! mil vezes sim _  ao menos que seja por Elas, pelas crianças e pelas futuras gerações _ não me incomoda nada que se "imponha"  a Democracia. E se esses obscurantistas não a entendem, pois que seja "na ponta das espingardas",  "quer eles queiram quer não" (como V. diz).
E discordo frontalmente de si: Se estas excrescências bárbaras do séc. XXI não estão "dispostos a concordar com a democracia", porque são de compreensão lenta (não duvide), então não há tempo a perder e, em situações excepcionais, a solução também deve ser excepcional, isto é,  actuar-se com urgência, sem falinhas mansas e intervir à força e à bruta se necessário, "até aceitarem os Direitos Humanos".  Para estes casos, onde a comunicação é "difícil", defendo que se deva usar uma  "linguagem gestual"  semelhante ao do nosso interlocutor, se queremos que eles nos entendam...

Mas agora tudo isso já passou.
CR
Sem imagem de perfil

De Carlos Sousa a 19.08.2021 às 11:07

Então mas essa intervenção urgente é só feita agora no Afeganistão, ou vamos intervir em todos os países onde haja violação dos direitos humanos; nomeadamente Coreia do Norte, Rússia, China, Cuba, alguns estados da América, e alguns países em África?
A sua indignação está correcta, mas já reparou que os talibans retomaram o poder com a ajuda de países ditos civilizados?
Não acha que a história está um bocadinho mal contada?
Sem imagem de perfil

De jo a 19.08.2021 às 12:27

Sinceramente não se compreende como acredita em tudo o que lhe contam. O regime talibã é execrável mas não é por isso que o país tem sido pasto de invasões  e de guerras por procuração. Nem poderia ser, pois isso implicava invadir muito mais países. Tem a memória curta mas os pretextos para a invasão de 2001 não foram os direitos humanos mas sim a captura de Bin-Laden, que já aconteceu há anos sem que ninguém retirasse.
Quanto à ideia de matar pessoas com bombas a partir de drones ou aviões  é a maneira de fazer respeitar os direitos humanos, só pode vir da cabeça de quem não  faz sequer ideia do que sejam direitos humanos.
Quem decide o que é correto e incorreto? A nossa direita trauliteira?
E quem faz o papel de Deus decidindo quem morre e quem vive? Indivíduos com  a brilhante inteligência de Bush e Trump? Talvez a  nossa direita folclórica
E quem paga aos soldados que estão no terreno? Os senhores da guerra com dinheiro da venda da heroína?
Após vinte anos e milhares de mortos o melhor que a NATO consegue é fugir de um bando de barbudos com o rabo entre as pernas. É caso para perguntar como está a ser gasto o dinheiro nesta organização.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.08.2021 às 20:01

" com bombas a partir de drones ou aviões  é a maneira de fazer respeitar os direitos humanos, só pode vir da cabeça de quem não  faz sequer ideia do que sejam direitos humanos".



Pois caríssimo, quero lembrar-lhe que entre dois males e sem um terceiro caminho, escolhe-se o mal menor, ditado pela Razão, pela Consciência e pela Ética. 
Ou então, como diz o Paulo Tunhas (Observador):


 "Que se preparem para sofrer a tirania sem piedade do fundamentalismo islâmico e da sharia. A repressão, o assassinato, a violência, a humilhação, a degradação das mulheres e toda a panóplia de terror que o fanatismo inventa com indisfarçável prazer. O retorno a uma vida que ilusoriamente tinham julgado, desde há vinte anos, fazer parte do passado".

CR

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.08.2021 às 20:03

E a opção que causa menos danos!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.08.2021 às 20:17

"...os talibans retomaram o poder com a ajuda de países ditos civilizados". 

Pois! Mas é que dentro dos países há muita espécie de gente e dentro da espécie muitas sub-espécies. Refiro-me exactamente 
" à extrema-esquerda [que] delira de contentamento com tudo isto, exibindo a sua costumeira insensibilidade para com o terror e o sofrimento humano.  Yanis Varoufakis, um ídolo seu (...), celebrou o retorno dos talibãs ao poder como o fim do “imperialismo liberal neoconservador”, aconselhando perversamente coragem às mulheres afegãs. Suponho que, no seu espírito, elas devem aceitar todo o horror por que passarão como as necessárias dores de parto dos magníficos tempos que aí virão. E o Bloco de Esquerda... " etc.etc. idem, aspas.
(Aqui):


https://observador.pt/opiniao/biden-e-isto-um-homem-decente/
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.08.2021 às 09:50

a gringa pr harris do falicido eua e suas acompanhantes
Sem imagem de perfil

De Carlos Sousa a 18.08.2021 às 10:28

Na violação dos direitos humanos qual é a diferença entre o Afeganistão e a Coreia do Norte?
Porque é que um regime é tolerado e o outro é chocante?
E porque é que as afegãs nos países livres insistem em andar de burca?
Há muita coisa que é chocante e se quisermos ser sérios temos de apontar os defeitos a todos e não só a alguns.
Sem imagem de perfil

De balio a 18.08.2021 às 18:30

Não são somente os direitos do homem que são importantes. A autodeterminação dos povos também o é.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.08.2021 às 19:43

Vá dar banho ao cão Carlos! Decerto não tem mulher e filhas.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.08.2021 às 01:22

Não vi em lado algum o Bloco de Esquerda a congratular-se pela tomada de poder pelos talibans. 
Mas sou suficientemente idoso para me lembrar de aplausos quando a União Soviética retirou retirou as suas tropas para ser substituída por forças talibans equipadas com armamento americano.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.08.2021 às 01:33

Não há Palavras Que Consigam Descrever as Atrocidades Cometidas Pelo Terrorismo Apoiado Pelos EUA/NATO na Síria:




https://toranja-mecanica.blogspot.com/2021/07/nao-ha-palavras-que-consigam-descrever.html
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.08.2021 às 09:21

Esqueci-me de acrescentar que nada disto tira o sono a António Costa, o que é tão "Arrepiante" como a imagem.
CR
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.08.2021 às 09:36

Arrepiante a imagem Degradante o Costa.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.08.2021 às 13:22

As "esganiçadas" ( vénia a Pedro Arroja ) já se pronunciaram?...
JSP
Sem imagem de perfil

De Elvimonte a 19.08.2021 às 22:52

Arrepiante?

Mesmo com burca consigo identificar uma repórter da CNN para quem a violência é maioritariamente pacífica, uma activista do #MeToo em missão secreta e uma higienista das madrassas ocidentais a dar o exemplo no combate ao vírus.


Não vejo nada de arrepiante. 


Comentar post


Pág. 1/2



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Compete ao Estado zelar por nós, dizem. Mas, e se ...

  • Anónimo

    Tempos difíceis se aproximam e o Costa põe o corpi...

  • Anónimo

    https://blasfemias.net/2021/10/26/vai-se-a-ver-a-c...

  • Anónimo

    Subscrevo. Um período de má memória que vai deixar...

  • Carlos Sousa

    Pois, a reposição do imposto extraordinário não co...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2009
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2008
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2007
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2006
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D