Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ao cuidado dos senhores jornalistas

por henrique pereira dos santos, em 20.08.19

Senhores jornalistas,

Foi lançada uma petição contra a criação de um Museu Salazar e, três dias depois, essa petição tem perto de 8500 assinaturas. Uma dia antes, praticamente todos os jornais tinham notícias pelo facto de dois dias depois de lançada a petição, já ter mais de 5600 assinaturas.

Ao fim desses dois dias, outras pessoas lançam uma nova petição a favor da liberdade de se fazer um Museu Salazar, e umas horas depois a petição tem cerca de 2000 assinaturas e, penso, nenhuma notícia para já, tanto quanto vi.

Assim sendo, senhores jornalistas, parece-me que estão a deixar passar o que poderiam ser notícias sobre este assunto:

1) Somando uns e outros, e admitindo uma duplicação de assinaturas nos próximos dias, há 20 mil portugueses que acham que o assunto vale o esforço de uma assinatura, e outros quase dez milhões que acham que não (e se forem 100 mil o essencial continua válido, embora em menor grau, claro);

2) Pela primeira vez, que me lembre, há um grupo de pessoas suficientemente fartas do policiamento do pensamento feito em nome da liberdade para lançar uma contra-petição sobre o assunto;

3) E, pela evolução de assinaturas, a contra-petição, mesmo tendo números menores que a petição do costume feita pelos do costume, parece dizer que há uma alteração social relevante na forma como a sociedade está disposta a olhar para este assunto e assuntos conexos: ter sido uma vítima da ditadura já não é suficiente para comover a generalidade das pessoas e atribuir a quem quer que seja um estatuto de superioridade moral.

Isto parecem-me três aspectos que poderiam ter interesse noticioso ou merecer atenção jornalística, mas pelos vistos continuam viciados no modelo de fazer grandes parangonas com manifestações a que ninguém vai, desde que sejam sobre as causas certas, e ignorar as manifestações em que estão milhares de pessoas de quem não gostam, a "basket of deplorables".

Depois queixem-se de que o vosso negócio anda pelas ruas da amargura.

Autoria e outros dados (tags, etc)



4 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.08.2019 às 11:31

Uma "classe" tão , ou mais, prostituída do que a (falta de)  "classe pulhítica"...




JSP
Imagem de perfil

De Eremita a 20.08.2019 às 12:07

O negócio já andava mal quando, há mais de 10 anos, Salazar ganhou um concurso de popularidade na RTP1 e a notícia foi amplamente divulgada, mas confirma-se que não devemos estragar teses com factos. 
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.08.2019 às 18:59

O que os "jornalistas" do regime sofreram, as noites mal dormidas, as ardências de azias de mal perder quando, há alguns anos, num concurso da RTP (modelo que a televisão pública comprou à BBC), o nome de Salazar, durante vários dias, ia somando de votos, uns atrás dos outros, em catadupa, do Norte ao Sul do país. A Dona Maria Elisa, coitada, que era a coordenadora do concurso, era a cara da desolação personificada e, claro, todos os comunas que enxameavam e enxameam ainda a RTP (todos os canais) deitavam as mãos à cabeça e arrepelavam-se... Só que, por tratar-se dum programa da BBC, felizmente esses "jornalistas" não tiveram como boicotarem a vitória nacional de Salazar, eleito pelo Povo como o melhor português de todos os tempos. Factos, senhores, factos!
É esta a 'informação livre' com que este tipo de jornalistas e de gente enchem a boca. 
Fantochada!  
(Beirão)
Sem imagem de perfil

De JMS a 20.08.2019 às 22:27

A petição já vai em 4 mil e tal.


Acabei de a assinar.


Um país sem memória não passa de uma amálgama de acéfalos, facto que a esquerda anda a promover e a fazer, infelizmente com grande sucesso, desde o 25/4.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • António

    Portugal está cheio de Salazarinhos.

  • Anónimo

    Presumo que a medida não se aplica aos bovinos mac...

  • Anónimo

    ..." Mas não nos acontece, tal como o filho mais v...

  • Anónimo

    Este andaço para pouparem a vida dos animais é dev...

  • Anónimo

    Modas e vontade de ficar bem na fotografia...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D