Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Amanhã ou depois

por henrique pereira dos santos, em 01.10.18

Amanhã ou depois, 2 e 3 de Outubro, é natural que o tema dos fogos suba um bocadinho na hierarquia das notícias.

Diz-me quem sabe que é possível que arda um bocadinho mais que costume (na realidade arde qualquer coisa todos os dias, isso, em 350 dias no ano, não tem grande importância, apenas nos 12 a 15 dias em que ardem os 80% de área ardida naquele ano a coisa é mais complicada) mas será localizado.

O que me interessa fazer notar (e com antecedência, correndo o risco de não acertar na previsão do futuro, como já me aconteceu muitas vezes a propósito deste assunto) é que a verificar-se o previsto, isso resulta de ser possível antecipar a meteorologia, não resulta nem de saber que vai haver incendiários mais activos nesses dias, nem de haver mais queimadas, nem dos outros factores todos que são usados para explicar a distribuição do fogo ao longo dos dias do ano.

Temos um país cheio de combustível acumulado (mesmo com o país mais limpo desde D. Dinis, como diria o senhor Ministro da Agricultura) e é uma questão de haver condições meteorológicas favoráveis, que esse combustível arde.

Seria altura de discutirmos como fechar as torneiras do gás, em vez de passarmos o tempo a discutir como fazer para não se usarem fósforos, ou se para apagar o fogo é preciso mais extintores ou é melhor ter mantas ignífugas.

Autoria e outros dados (tags, etc)



4 comentários

Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 01.10.2018 às 09:48

A previsão que o Henrique está a fazer neste post também foi feita por outrém, e está a ser difundida desde ontem (domingo) à noite pela rádio e pela televisão. Não tem nada de novo. Toda a gente razoavelmente informada sabe.
O que há de novo é que atualmente (este ano) estas previsões são efetivamente difundidas à população e a todos é dito do risco que se corre.
Perfil Facebook

De Henrique Pereira Dos Santos a 01.10.2018 às 15:19


Este ano as coisas estão melhores, é verdade, mas o que estou aqui a dizer não é exactamente o mesmo que os avisos da protecção civil: eles, como é natural e está certo, fazem muito mais avisos, eu limito-me a falar de dias especiais, de que eles também falam.
Por isso o post não é sobre fazer avisos, mas lembrar que os fogos são uma variável da meteorologia (que não controlamos) sempre que exista disponibilidade de combustíveis (que podemos controlar).
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 01.10.2018 às 11:10

Se o Henrique ouvir regularmente a rádio (eu ouço mais rádio do que vejo televisão, mas quero crer que na televisão se passe a mesma coisa), saberá que o tratamento do problema dos fogos foi brutalmente modificado este ano. Este ano todos os dias há informações sobre a probabilidade de incêndios e as zonas do país em maior risco. Todos os dias são relembradas as proibições e dados conselhos. Todos os dias são passadas gravações a aconselhar as pessos sobre procedimentos de segurança a tomar.
Portugal passou 40 anos a tratar dos fogos sempre da mesma forma. Este ano, mudou muito. Pela primeira vez dão-se conselhos ativos às pessoas sobre o que devem fazer em caso de incêndios. Pela primeira vez fala-se diariamente do risco de incêndio consoante a meteorologia e consoante a zona do país.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 02.10.2018 às 11:12

...mesmo assim, com estes avisos todos, todos os dias, e em todos os meios de comunicação, há pessoas que andam de maçaricos acesos nas mãos e sem o menor cuidado de olhar por onde andam!!...
Ainda bem que foi feito mais este post...

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Não comprar jornalixo  -  e não comprar ...

  • JPT

    É preciso é que essas senhoras não sejam dispensad...

  • Anónimo

    O que está a acontecer na saude é criminoso!

  • Anónimo

    Ainda não percebi bem o pacto óbvio entre certos j...

  • Anónimo

    pensei que se referia 'ao pastel de belém'


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2008
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2007
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2006
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D