Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Adoção por homossexuais: próximos passos

por Vasco Mina, em 19.12.15

Escrevi aqui e aqui o que penso sobre a adoção por casais homossexuais, quer quanto ao assunto em si mesmo quer quanto ao processo político que assistimos e que ontem ficou concluído. Não vou insistir no mesmo mas apenas alertar os que pensam que este tema está encerrado. Não está! O que vai acontecer, no futuro, é o público protesto quer dos casais homossexuais quer dos casais heterossexuais. Porquê? Porque o nr. de casais em lista de espera para a adoção é cerca de três vezes superior ao de crianças em situação de serem adotáveis. Ou seja, os casais homossexuais protestarão contra a discriminação que pensarão ser feita pelas entidades responsáveis pelos processos de adoção. Os casais heterossexuais protestarão por serem ultrapassados por casais que pela sua própria opção de vida assumiram relações não fecundas. Tudo cenas dos próximos capítulos que assistiremos daqui a uns meses quando as estatísticas iniciarem a divulgação da legislação ontem aprovada.

Autoria e outros dados (tags, etc)



4 comentários

Sem imagem de perfil

De Izhar Perlman a 19.12.2015 às 09:35


Por favor, ajude-me a trazer esta petição para a atenção dos seus leitores.
A petição ao Presidente da República eo primeiro-ministro pede um referendo exigindo o governo de Portugal vai primeiro cuidar de seus cirizens antes de ajudar os refugiados.
a petição,"queremos que o Governo Português va realizar um referendo sobre aceitar refugiados", pode ser encontrada aqui http://www.thepetitionsite.com/691/252/491/queremos-que-o-governo-portugu%C3%AAs-para-a-realiza%C3%A7%C3%A3o-de-um-referendo-sobre-refugiados-aceitando/,
obrigado
Sem imagem de perfil

De Joaquim Amado Lopes a 19.12.2015 às 17:39


Vai ser implementado um sistema de quotas, como o usado para a eleição de deputados. Por cada criança adoptada por um casal heterossexual será adoptada uma criança por um casal homossexual, alternando entre casais de dois homens e casais de duas mulheres.
Se não houver casais homossexuais na lista de espera, o "crédito" vai acumulando até se inscreverem mais casais homossexuais.
Sem imagem de perfil

De Paulo Alpiarça a 20.12.2015 às 11:46

Desinformação total... Tal como hoje há listas de espera e candidatos diferenciados. Existe critérios de classificação: rendimentos, educação dos pais, condições emocionais etc. Não é expectável que um casal de sexo diferente junto há 4 anos a ganhar o ordenado mínimo e a viver num apartamento com 2 assoalhadas seja considerado "melhor" do que um casal do mesmo sexo junto há 15 anos com um 4 assoalhadas e rendimento anual > 50000 euros. E <i>vice-versa</i>.
Os critérios nunca poderão ter em conta a configuração do casal. Porque, ao seguir a sua lógica, um casal de pele negra nunca poderia adoptar uma criança branca (coitada da criança é isso?). Talvez tenha algo mais resolvido com a homossexualidade em geral?
Quanto ao seus estudos (falo em estudos objectivos e não aqueles financiados e/ou escritos por militantes religiosos) contra a adopção, são todas a favor (vedere academia americana de pediatria).

Finalmente deve desconhecer o instituto da adopção quando afirma que "Os casais heterossexuais protestarão por serem ultrapassados por casais que pela sua própria opção de vida assumiram relações não fecundas". Porque a maioria dos casais candidatos já têm um filho biológico. 
E finalmente também desconhece a realidade da homoparentalidade. Os casais do mesmo sexo a adoptar crianças institucionalizadas serão uma gota de água no universo dos candidatos. Não haverá uma inflação como receia... O que interessa mais estes casais é que os filhos deles possam estar juridicamente protegidos (direito da criança em receber protecção de ambos os pais, pensão alimentar e direito de contacto com os 2 pais em caso de divórcio, direito em serem herdeiros legais -sem pagar impostos-. Se isto não é o superior interesse da criança, não sei o que é... Pense melhor no assunto...
Sem imagem de perfil

De Nuno a 21.12.2015 às 15:18

O problema do seu post é que, sim, de acordo com a "Convenção Relativa à Protecção das Crianças e à Cooperação em Matéria de Adopção Internacional", a "origem étnica, religiosa e cultural" é tida em conta no processo de adopção.


Esse é aliás um dos motivos porque muitas crianças nunca são adoptadas: idade, irmãos, saúde, etnia.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Muito bem escrito.Devemos ter sido amigos e vizinh...

  • Sarin

    Porque nem sempre discordamos, permita-me partilha...

  • Anónimo

    novos-ricos cheio de 'entusiasmo urinário'

  • Luís Lavoura

    Parece que o João Távora está contente com o perfi...

  • Anónimo

    Diga lá então, dá-lhe prazer ver um animal a sangr...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D