Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Acidentes da natureza

por João Távora, em 29.06.21

Como são diferentes as coisas em Portugal e em Inglaterra. Lá, um ministro da saúde é apanhado a pregar um xôcho na secretária, e demite-se. Por cá o carro onde viaja o ministro da administração interna atropela mortalmente um trabalhador na estrada e fica a reclamar que foi por falta de sinalização.
Na verdade seria extremamente improvável uma secretária a beijar o Cabrita.

 



11 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.06.2021 às 21:18

até uma gaveta da secretária se declarava culpada
Sem imagem de perfil

De Carlos Sousa a 29.06.2021 às 22:25

Comece a dar ideias e ainda vão dizer que foi o trabalhador que foi contra o carro só para cumprimentar o ministro. 
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 30.06.2021 às 06:02

Que os ingleses têm um sentido de humor muito peculiar, lá isso têm. Repare na fleuma: não houve "oficialmente" uma palavra que se pudesse considerar devassa da vida privada. O Min. demitiu-se apenas porque não cumpriu as regras de distanciamento... Tão ingleses! 
Os tablóides encarregaram-se do resto.


Nós é mais na base da parolice "Eu vou ali ao «eXtrangeiro» trabalhar nuns encontros muito importantes e, já agora... folgar, passear a minha pessoa, gozar as minhas honrarias e desfrutar das minhas imunidades e vós ficais aí, cambada de cercados, confinados e explorados!"
 É tão tuga a nossa "casta", tão saloias as nossas "elites"! Como se pode consentir que estes anafados continuem luzidios e à solta?


Sem imagem de perfil

De Anónimo a 30.06.2021 às 08:08

" o MAI esclareceu que não existia sinalização para alertar os condutores dos "trabalhos de limpeza em curso" na A6 quando a viatura do ministro atropelou mortalmente um trabalhador. (...)

(...) a fonte da concessionária da autoestrada disse que "a sinalização dos trabalhos de limpeza realizados na berma direita da A6 estava a ser cumprida pela ArquiJardim", a empresa responsável pela execução dessa intervenção.

Fonte da Brisa tinha já adiantado à "SIC" que os trabalhos na A6 (https://www.jn.pt/entidade/local/a6.html), no dia e no local do acidente envolvendo a viatura do ministro Eduardo Cabrita (https://www.jn.pt/entidade/pessoa/eduardo-cabrita.html), que provocou a morte de um trabalhador, estavam devidamente sinalizados."


As declarações do Cabrita para fugir às responsabilidades eram falsas. Grande homem este Cabrita! Entretanto, soube-se que o trabalhador de 43 anos mortalmente atropelado era a única fonte de subsistência da família.  Está tudo dito sobre o grande Cabrita do Costa. E sobre o Medina da Câmara que foi do Costa. E também está tudo dito sobre a Tap do Santos. E sobre os Berardos "pescadores" e os robalos dos "predadores". E sobre "a" Vitorino do Cabrita também está tudo dito. E sobre a Cresap dos boys. E sobre o Adão (da Festa) de todos eles.
etc. (Todos de pedra e cal, atrás de vidros fumados e chauffeur privativo).



Temos pena, mas estes governantes não nos "calharam" por fatalidade. Foi escolha dos portugueses.
Aí os temos!  É este o país que há! 

Sem imagem de perfil

De balio a 30.06.2021 às 09:39


A Inglaterra não é grande modelo em muita coisa. Vejamos os hooligans, os jornais tabloides...
Beijar uma mulher é coisa que não me parece boa razão para demitir um ministro.
Um desastre rodoviário sem culpa provada também não me parece boa razão para demitir um ministro.
Sem imagem de perfil

De João Brandão a 30.06.2021 às 11:25

Já alguém falou em demitir o ministro?
Sem imagem de perfil

De balio a 30.06.2021 às 12:16


Sim, já muita gente falou em demitir Eduardo Cabrita, pelos mais diversos motivos.
A minha posição é a mesma que a do PCP: substituir ministros não tem grande significado, o que é importante é mudar as políticas.
Quem gosta de falar em demitir ministros é o PSD, um partido situacionista que quer que tudo fique na mesma mas com ele no poder em vez do PS. Como não tem nada de significativo para contestar nas políticas, entretem-se a contestar as pessoas.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 30.06.2021 às 16:38

Lá nisso tem toda a razão, Balio. Mudá-los para quê?! A c-ca é a mesma...
Sem imagem de perfil

De João Brandão a 30.06.2021 às 22:20

Isto é realmente conversa de sonso.

Quando o psd e o cds estavam no governo, aos mínimos pretextos, nada comparáveis com as asneiras e os atropelos que aquele ser que ocupa o MAI todas as semanas ‘fabrica’, lá vinha a esquerdalha em procissão prá rua exigir e demissão dos ministros e até do governo todo. Agora vem este dizer que é o psd que fala em demitir ministros.

Para marxistas, o descaramento nunca tem limite!

Quanto à posição do pcp, essa fica bem consigo. Quanto a esse grupo de gente ‘utilíssima’ à sociedade portuguesa, sugira-lhes uma viagem para Havana e fiquem por lá. Se puder vá com eles …

Perfil Facebook

De Antonio Maria Lamas a 30.06.2021 às 11:37

Reacção típica dos muitos "parvenus" que enxameiam o governo.
Saídos das "berças" para as madraças dos partidos, quando chegam ao poder julgam-se deuses.
Assim vamos caminhando alegremente (desejo eu) para o fim da III República. 
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 01.07.2021 às 15:13

Soube-se hoje que, por ordens superiores, não foram permitidas perícias ao carro do ministro, nem o motorista foi sujeito a nenhum teste de alcoolemia. A partir daqui tornou-se uma impossibilidade apurar culpas. Também se sabe que o carro foi movimentado logo a seguir ao acidente e foi estacionar fora do lugar onde se deu o atropelamento. E assim se adulterou o cenário de prova. Nenhum procedimento foi normal desde o início, o que aparentemente denota má consciência.
E contudo perdeu-se uma vida cuja compensação e montantes a atribuir à família dependeria muito do apuramento da culpa, dos factos e das atenuantes se as houver. Era da mais elementar justiça que tal acontecesse rapidamente para nos esquecermos também rapidamente do sr. ministro. Ele que vá à sua vida que ninguém lhe quer a cabeça.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Q Portugal

    Como se podem congratular com um "genocida" que an...

  • Anónimo

    João-Afonso Machado, sobretudo espero bem que o Al...

  • Anónimo

    Para se fazer a diferença e darmos um novo impulso...

  • Anónimo

    (cont.)A pergunta que se impõe: queremos continuar...

  • Anónimo

    (cont.)"isto de sermos os campeões da vacinação, a...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2009
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2008
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2007
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2006
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D