Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A grande bizarria

por João Távora, em 25.01.16

Felizes são os ingleses, os espanhóis, os belgas, os suecos, os holandeses, os dinamarqueses, os luxemburgueses ou os noruegueses, que têm a sorte de não terem de aturar periodicamente esta coisa sinistra das "presidenciais". Decididamente, esta berraria em que se envolveram nas últimas semanas umas quantas obscuras figuras do regime e um bem-sucedido comentador televisivo, foi incapaz de unir ou mobilizar os portugueses. O cargo, uma bizarria assente num enorme equívoco, no final de contas pode constituir uma bomba relógio para a total ingovernabilidade do país. Ao contrário das modernas monarquias europeias, o modelo de Chefia de Estado em Portugal não é um poder moderador, arbitral e suprapartidário. Sempre oriundo duma facção ideológica que disputa o poder, a legitimidade de uma maioria absoluta de votos expressos, alguns deles contrariados, concede ao Presidente a competição com a Assembleia da República pela autoridade para interferir ou até formar um Governo, e em última análise, a sua demissão através da dissolução do Parlamento. Perante este panorama, resta-nos rezar para que o vencedor, não sendo “apartidário”, por mais pressionado que vier a ser pelas piores circunstâncias possíveis e imagináveis, se consiga afirmar como um elemento estabilizador e construtivo. Algo que seria muito mais fácil em Monarquia.

 

Publicado originalmente no Diário Económico

Autoria e outros dados (tags, etc)



3 comentários

Imagem de perfil

De Inês a 25.01.2016 às 18:17

Começo a dar-lhe razão!
Sem imagem de perfil

De jo a 26.01.2016 às 12:26

Porque carga de água é que uma pessoa só por ser rei é uma pessoa razoável.


Pensando apenas nos reis portugueses vem à memória: D. Sancho II, e D. Afonso VI. D. Maria I, que morreram loucos. D. Fernando e D. Sebastião quase provocaram o fim de Portugal independente, D. Miguel deu início a uma guerra civil contra o irmão e a sobrinha, D. Carlos foi de tal maneira detestado que celebraram o seu assassínio pelas ruas.


Muitos deles criaram problemas na sucessão porque a monarquia assume que alguém, por ser rei, não pode ser  louco ou incompetente. Se tivesse sido eleitos por um prazo curto e tivessem de ir a eleições, tinham-se poupado muitos males.
Sem imagem de perfil

De JS a 26.01.2016 às 18:09

Sim houve e haverá desde óptimos e mauzinhos Monarcas.
Um Rei provavelmente até seria mais facilmente capaz de juizos reconhecidamente independentes. Um PR devido ao suporte partidário que o guindou será sempre preso por ter cão e preso por não ter.
 
Mas o problema da Constituição portuguesa é outro:
Quem é eleito directamente, em nome próprio pelo eleitor -e consequentemente penalizável eleitoralmente se mau gestor- não governa, não assina os cheques da República. E sobretudo não é quem contrai as tremendas dívidas. Só sa deixa passar, sabemos porquê.
 
Quem realiza a mazinha gestão é um não directamente eleito, sem Lei que o puna, escudado numa imensa obscura máquina lobie partidário, que para ser re-eleito e favorecer quem o ajudou cria as dívidas que os outros governos, e gerações, hão-de pagar ....

E como se viu, os PRs (propfissionais de Finanças ou não) no primeiro mandato assinam de cruz tudo o que lhes põem à frente ... mesmo que financeiramente um desatre.

Acredite: esta Constituição é uma obra prima, para os interesses dos seus autores.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Flávio Gonçalves

    Preocupa-me muito mais os "liberais" loucos que po...

  • Anónimo

    O que eu mais desejo é que o André Ventura contrib...

  • jonhy

    CaDA UM DEFENDE OS SEUS INTERESSES. Já Portugal te...

  • Anónimo

    Preso por ter cão, preso por não ter cão?. Pobre T...

  • Anónimo

    O Público, essa folhinha de esquerda, diz hoje que...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D