Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A fractura exposta por Cristiano Ronaldo

por João Távora, em 06.10.18

CR7.jpg

Há um elefante gigantesco e malcheiroso no meio da sala para o qual a opinião publicada continuar a evitar olhar: são os prejuízos reputacionais que o caso Ronaldo infringe nas entidades que dele se vêm servindo para se projectar há mais de uma década. O que é facto é que independentemente da possibilidade de condenação ou não do craque por violação de Kathryn Mayorga, o caso descrito pelo Der Spiegel é demasiado feio para o país que durante mais de uma década da sua fama tanto se promoveu dele sair incólume. Isso ajuda a explicar as declarações complacentes (a raiar a irresponsabilidade) de Marcelo Rebelo de Sousa e o silêncio daqueles que viam no “melhor do mundo” o representante duma nova geração para competir com Eusébio no Panteão do heroísmo nacional e internacional - lembrem-se do jovem indonésio Martunis sobrevivente ao tsunami e de outros milhares para quem o ídolo se arrisca a desfazer rapidamente em barro enlameado. 

Independentemente do modo como Cristiano Ronaldo se saia deste imbróglio de dimensão global, nele já se vislumbram perdedores evidentes e um deles é o patriotismo pacóvio. E pelo andar da carruagem receio que o aeroporto da Madeira ainda venha a mudar de nome e o museu do Sporting tenha de ser reconfigurado. É assim a vida hipermediatizada destes nossos ingratos tempos: é chato mas o Eusébio viveu noutra época e a idolatria nos nossos dias dá inevitavelmente nisto.

 

Publicado originalmente aqui 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:



6 comentários

Sem imagem de perfil

De António a 06.10.2018 às 21:13

A idolatria é uma coisa muito má. Principalmente quando os ídolos não têm vocação para santos.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 06.10.2018 às 22:41

dizia há 40 anos um jornalista do DN, conhecido pelo seu pseudónimo
há senhoras putas
putas senhoras
putas de merda


adágios alentejanos 
'nem ladrão, nem puta só'
'só se elogia a merda'
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 06.10.2018 às 22:46

Sapo
«Tanto figuras públicas como jornalistas criticaram a atriz, conhecida pelos seus papéis de mulher sexy e perturbada, que esperou 20 anos para fazer a denúncia contra Weinstein.

Colegas famosas, como a sua compatriota e ex-Bond girl Maria Grazia Cucinotta, afirmam que não estão na lista de vítimas de abusos porque foram capazes de dizer "não" perante situações similares.

Mas além do caso "Argento", o repúdio de Itália em relação ao #MeToo também tem uma explicação histórica.

"Desde a Segunda Guerra Mundial, a ideia de que a mulher jovem, bela e um pouco burra esteja disponível sexualmente para ascender socialmente faz parte do inconsciente coletivo", afirma Fegitz.

Sem imagem de perfil

De alves a 06.10.2018 às 23:08

E o Reinaldo?... deve ter opinião no assunto...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 07.10.2018 às 09:01

corriere
È questo il documento che avrebbe potuto giocare un ruolo chiave se Ronaldo e la Mayorga non avessero raggiunto un accordo extragiudiziale (375 mila dollari per il silenzio della donna) ma che potrebbe tornare ad essere centrale se mai il rigurgito di questa storiaccia, rimessa in circolo da Football Leaks e dalla denuncia civile della Mayorga, arrivasse in aula. Le prove materiali, nel frattempo, a sentire l’avvocato Leslie Mark Stovall che ha presentato una denuncia contro CR7 la settimana scorsa in Nevada, sono scomparse. Il verbale delle dichiarazioni rese nel 2009 alla polizia di Vegas, l’esito della visita medica (ferite che i legali del calciatore ipotizzarono «auto-inferte»), il vestito e la biancheria intima che la ragazza indossava al momento del presunto reato: tutto sparito. Contattata dallo Spiegel, la polizia di Las Vegas non commenta (qui, la mamma di Cristiano: «Siamo tutti con te» (https://www.corriere.it/sport/18_ottobre_06/caso-ronaldo-polizia-las-vegas-avrebbe-smarrito-prove-dell-epoca-43703d22-c943-11e8-9bde-b14535fa581c.shtml)).
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 08.10.2018 às 12:19

A industria automovel alema nao gostou que a industria automovel italiana comprasse o Ronaldo...

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Não comprar jornalixo  -  e não comprar ...

  • JPT

    É preciso é que essas senhoras não sejam dispensad...

  • Anónimo

    O que está a acontecer na saude é criminoso!

  • Anónimo

    Ainda não percebi bem o pacto óbvio entre certos j...

  • Anónimo

    pensei que se referia 'ao pastel de belém'


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2008
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2007
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2006
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D