Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A Evolução do Aborto desde 2007

por Vasco Mina, em 27.06.15

Apresento de seguida três gráficos (fazem parte de um estudo elaborado pela Federação Portuguesa Pela Vida) que ilustram bem a realidade da prática do aborto em Portugal desde 2007 (ano em que foi aprovada a lei que permite a IVG por opção da mulher até às dez semanas de gestação e desde que pratico em estabelecimento legalmente autorizado). Os dados de base foram retirados da informação disponível na Direção Geral de Saúde e Instituto Nacional de Estatística. Sem comentários pois os gráficos os dispensam.

Aborto_1.png

 

Aborto_2.png

 

Aborto_3.png

 



4 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 27.06.2015 às 22:51

Aqui defende-se o não ao aborto
até temos uns gráficos
uns gráficos dão sempre credibilidade a um indivíduo
os gráficos, como as estatísticas, dizem sempre a verdade e inspiram respeito
haja números
mulheres aflitas? então e os números? isso sim


Agora vamos também ilegalizar o divórcio quando tivermos nova maioria absoluta
e já agora proibir as marchas lgbt
que essa gentinha não deve ter liberdade de expressão
é só maus costumes


o corta-fitas é de direita, é marialva
metam lá isso na cabeça
Sem imagem de perfil

De Rainha das Bichas a 27.06.2015 às 23:43

Você não bate bem da cabeça.


O que está em causa é apenas responsabilizar quem aborta. O acto tem um custo financeiro e quem o faz deve pagar, ponto. Acho que apenas deve ser aberta uma excepção para os casos especiais de violação, risco para a mãe ou doença genética do feto. Mas que engravidou por irresponsabilidade? Paguem que eu também pago quando cometo erros e não vou pedir dinheiro ao Estado. Tivessem tomado a pílula ou usado o preservativo. 


Seja menos drama queen pois ninguém vai mexer na lei do divórcio nem nos direitos das bichas. 
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 31.07.2018 às 23:27

Que falta de respeito. Quem é que ainda usa essa dicotomia, direita e esquerda?! Penso que isso é que "matou" a Cultura e a moral do Ocidente. Toda a mudança de paradigma que veio do modernismo, (direita ou esquerda, tanto faz), é que trouxe toda a desgraça de tantas mortes de seres humanos. Para mim que sou a 11ª filha dos meus pais, não há nenhuma diferença em matar alguém com duas semanas. meses, 1 ano ou 20 anos. Não faço acepção de pessoas. 
Sem imagem de perfil

De blablabla a 28.03.2017 às 10:49

Que informação dramática.. Atão ele vai dizer uma coisa dessas?!..

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2009
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2008
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2007
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2006
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D