Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A Europa sempre preparada para a crise que passou

por Maria Teixeira Alves, em 25.08.14

O que se passa fora da Europa é assustador e de uma gravidade incomensuravel, é para lá de todos os entendimentos para quem tem uma cultura ocidental. A Europa, virada sobre si mesma e distraída com as suas próprias contradições, não presta grande atenção às movimentações que se estão a processar. 

Vale a pena ler este artigo do Público, que começa assim: «Um velho e experiente diplomata português costumava dizer que a Europa estava sempre preparada para a... crise anterior. Esta simples frase resume razoavelmente a história da relação da União Europeia com o mundo desde que caiu o Muro de Berlim, varrendo de uma só vez as circunstâncias em que nasceu e se desenvolveu o projecto europeu»



1 comentário

Sem imagem de perfil

De manuel branco a 28.08.2014 às 15:25

para que não pareça ofensa devo precisar antes do mais que leio com muita atenção os seus posts. Sempre se aprende, o que na imprensa portuguesa é raro - daí que poupe como um avarento na compra de jornais lusitanos.

Deixo todavia duas perguntas, não a si, que não lhe lhe quero causar engulhos, mas a outros visitantes. Tem a ver com um blog muito assertivo e desconfio que mais parra que uva, o blasfémias.

- helena matos, conhecida como investigadora, trabalha em que instituto? é licenciada, doutorada em quê e por onde? sei que ela escreveu um livro sobre salazar. Foi como autodidacta? do zip zip nem falo pois isso é mais comédia de época da bbc. É que só consegui verificar que foi professora no ensino secundário (em que ano? com que habilitações?) e jornalista (o contraste palma cavalinho com o palma cavalão que ela imputa, e com razão, ao camara corporativa serve-lhe que nem uma luva).

- e José manuel fernandes? andou um ano em medicina, saiu dali, marchou para biologia que diz ter frequentado. Frequentou e concluiu? ou andava na má vida marxista-leninista e não teve tempo para isso? sim, sei que é docente no instituto de estudos políticos da católica. Com licenciatura, presumo. caso contrário diria que é um caso de rote Seile como se dizia na Alemanha dos anos noventa.

como vê são perguntas ingratas mas eu gosto de saber se é trigo ou joio e abomino a lumpen intelectualidade. espero que não seja o caso. Para que não pense que eu sou um esquerdista disfarçado, vou-lhe contar esta história datada dos anos noventa com um colega seu, suponho que da Antena 1.

Ia eu numa longa viagem de taxi e aí pelas seis da manhã chegam as notícias. o tal jornalista estava muito preocupado com Moçambique e o FMI. Vá de fazer perguntas ao interlocutor - creio que era da lusa - e o homem, para grande fúria do homem da ANTENA 1, tinha uma calma budista. não, não, aquilo do FMI não era assim tão grave.

Ás sete da manhã, nas notícias, a voz da lusa foi abafada. às oito apareceu outro entrevistado. O FMI em Moçambique? uma desgraça! percebe porque é que eu não compro jornais? Qual a diferença entre a cloud da net e a censura jornaleira?
viva a net e à borla. talvez assine um dia o WSJ Europe. Pas plus

ah, quanto ao BES, pelo que percebo temos o banco mau e o novo banco mau. um milagre bíblico

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes


Links

Muito nossos

  •  
  • Outros blogs

  •  
  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2021
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2020
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2019
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2018
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2017
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2016
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2015
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2014
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2013
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2012
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2011
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2010
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2009
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2008
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2007
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D
    209. 2006
    210. J
    211. F
    212. M
    213. A
    214. M
    215. J
    216. J
    217. A
    218. S
    219. O
    220. N
    221. D