Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A espuma da cerveja:

por Vasco Lobo Xavier, em 13.03.15

Uma das coisas que infelizmente mais caracteriza este infeliz país é que se perde imenso tempo a discutir minudências, deixando de lado o essencial. Ainda há pouco o PS se incendiou por causa uns episódios antigos de uma pessoa que não era então Primeiro-Ministro, nem nada que se lhe parecesse, esquecendo-se de que o último Primeiro-Ministro do PS mal abandonou o cargo e o país na bancarrota contratou um motorista pagando-lhe metade do salário por fora. Coisa pouca.

 

Parece que agora foram instaurados 140 processos disciplinares a funcionários da administração fiscal que acederam sem justificação ao cadastro fiscal dos contribuintes. Esperava-se uma explicação séria e cabal mas o Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos atirou para a discussão a suposta existência de uma lista VIP de contribuintes cujo acesso injustificado faria soar um alarme. Lista que parece disparatada e desnecessária (qualquer sistema informático permite verificar quem anda a aceder a quê) e que o Governo tem negado que exista. Mas a discussão ficou por aí, exigindo-se que o governo prove um facto negativo.

 

E esquece-se o essencial, aquilo que o Sindicato deveria explicar. Por que estranha razão andam injustificadamente funcionários da administração fiscal a aceder a informações de contribuintes que não lhes dizem respeito? Não interessa se têm credenciais para o fazer (é evidente que as têm, uma vez que a essas informações acedem), a pergunta que se deve fazer é: por que razão o fazem?

 

Bisbilhotice? Não têm mais nada que fazer? Que disposição legal lhes permite semelhante coisa? O que permitirá ao funcionário das finanças da Amadora andar a bisbilhotar o contribuinte do Porto? E mais ainda: por que estranha razão o Sindicato não se incomoda que certos funcionários passem o seu tempo de trabalho, que é pago pelos contribuintes, a bisbilhotar as declarações de pessoas que não lhes dizem respeito ao invés de estarem a fazer o seu trabalhinho e pelo qual recebem o salário? Que brincadeira é esta? Andam uns a trabalhar e outros a bisbilhotar quanto ganha este ou aquele? Seja pessoa importante ou só o vizinho do lado? O político ou a actriz? O Sindicato não se incomoda com isto?

 

Há 140 funcionários da administração fiscal que foram apanhados a aceder, sem justificação, a informação fiscal dos contribuintes. Há 140 tipos que se deliciaram no voyeurismo alheio, abusando das credenciais que tinham. Devem manter essas credenciais? Esses poderes? Não há que dar explicações? Por que razão o fizeram? Ao invés de trabalhar? Esses funcionários não merecem os processos disciplinares? O que tem o Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos a dizer sobre isso? E o PS? 

Independentemente de quem esteja no Governo, os trabalhadores dos impostos estão lá e são pagos pelos contribuintes para trabalharem, não é para perderem tempo em bisbilhotices ou voyeurismo, só porque “têm credenciais”.

 

Admito que neste momento (neste momento não, pois os trabalhadores dos impostos não trabalham às sextas a estas horas…, mas talvez segunda-feira de manhã, depois da pausa para o café) esteja já um funcionário das finanças de Mogadouro “com credenciais” a tentar ver se “este sacana do vlx terá a sua situação regularizada”, mas não é para isso que ele é pago. O que terá o Sindicato a dizer sobre isso?

 

Este tipo de coisas é que devia estar a ser discutido. Ou então a espuma da cerveja. Espuma por espuma, prefiro discutir a espuma da cerveja à dos dias. Tem dias que gosto da da Carlsberg mas invariavelmente prefiro a da Super Bock.

 

 



3 comentários

Sem imagem de perfil

De Carlos Conde a 14.03.2015 às 13:22

Excelente análise, apesar de não constituir novidade vinda do VLX, merece realce.
Sem imagem de perfil

De campus a 15.03.2015 às 16:59

O Vasco grita que o rei vai nu, mas quantos ouvem ??
Sem imagem de perfil

De ribas a 16.03.2015 às 11:05

Curiosidade é crime? Se não Houvesse a curiosidade é porque não há interesse. Vasculhar os trafulhas...

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D