Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A ditadura da pandemia

por Convidado, em 12.05.20

20180909_comicio_festa_avante.jpg

A resposta à pandemia, mesmo que não corresponda a estratégia sustentável,  congregou uma das maiores unanimidades de que tenho memoria. Em muito pouco tempo, alguém escreveu os novos mandamentos, em vigência pura,  numa pedra qualquer:

  1. A proteção do coronavírus é o valor absoluto, inalienável, obrigatório e superior a qualquer outra consideração;
  2. Todos devem seguir as normas de saúde publica anunciadas, por mais disparatadas que elas possam parecer ou mesmo que não tenham fundamento científico;
  3. Questionar regras é um pecado mortal, prevaricar é tão grave que não tem nome. Ninguém pode ter uma opinião divergente sobre um tema, em que estamos todos no mesmo barco. Só existe o lado da virtude (a DGS) e o lado do mal (os não DGS) ;
  4. A liberdade individual, está suspensa até nota em contrario;
  5. Não podem existir qualquer tipo de raciocínios sobre a proporcionalidade de medidas ou a consideração de outros interesses senão os anteriores.
  6. Todos os cidadãos são responsáveis por fiscalizar o correto cumprimento dos mandamentos e denunciar as prevaricações que possam ter presenciado;
  7. Quem infringir qualquer mandamento deve ser apedrejado sumariamente, não tendo direito a julgamento prévio;
  8. Quem não apedrejar um infrator, deverá ser apedrejado.

Ontem de manhã, fui alertado para a possibilidade de os atuais mandamentos não serem suficientes.

Na sua rubrica no Observador “O bom, o mau e o vilão”, Miguel Pinheiro, elegeu Jerónimo de Souza como vilão. Em causa as suas declarações da vontade de realizar a festa do Avante, aceitando seguir as regras da DGS. Miguel Pinheiro até reconheceu que O PCP e o seu Líder, nessas circunstâncias, até poderiam realizar a festa.  Mas que é vilania  fazer o que se pode e não o que se deve. E o que se deve é ir sempre além das possíveis restrições em prol do combate ao Vírus. Neste caso, o virtuoso será não se realizar qualquer festa, o caminho mais direto para liquidar o vírus, que ninguém sabe se ainda vai andar por aí em Setembro.

A consequência é um novo mandamento: faz sempre mais do que te é pedido no combate ao coronavírus: a tua quarentena para todo o sempre será apreciada. Serei eu o único a pensar que Miguel Pinheiro foi muito infeliz com estas observações?

 

PS: A realização da festa do Avante a acontecer será mais uma triste prova da dualidade de critérios, cada vez mais flagrante, entre o que se aplica aos políticos e o que se aplica ao povo que,  em circunstância nenhuma, pode realizar festas ou  festivais.

José Miguel Roque Martins
Convidado Especial*

* As opiniões manifestadas pelos nossos convidados são da sua exclusiva responsabilidade. 



4 comentários

Sem imagem de perfil

De Vasco Silveira a 12.05.2020 às 19:21

Caro Senhor


Nestes tristes tempos ( pela ausência de valores, e não tanto pelas circunstâncias sanitárias) só uma pergunta é importante: para quem não acredita no Eterno, não conhece a história; e também não tem esperança no futuro: são só eles próprios a razão do seu , pequeno, devir.
Para essa gente basta a perguntinha de " queres morrer?", que parece terrível, tal como seria se lhes perguntasssem se querem zurrar...
E, dada a óbvia resposta de "NÂO", pelas pequenas personagens, vem junto um procuração de plenos poderes, não ao diabo como fausto, mas a uns politicozinhos que não dão a confiança de mefistofeles: apenas manhosos do Martim Moniz.


Cumprimentosfeles
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 13.05.2020 às 14:12

 seu comentario está excelente! fartei.me de rir com o zurrar! 
ze miguel 
Perfil Facebook

De José Luis Silva a 13.05.2020 às 11:46

Não. Eu também já reparei que o Miguel Pinheiro é um fanático do confinamento e das regras, o chamado mariquinhas do covid.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 13.05.2020 às 14:14

Também fui perdendo a paciencia ao longo do tempo com o fundamentalismo pandémico dele, apesar de ser uma pessoa simpática!

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • henrique pereira dos santos

    Especialista em eucaliptos? Não tenho essa ideia.

  • Esteves

    Secretario de estado ? EnganoO andre é candidato ...

  • Esteves

    "Asneira. Já houve no mundo montes de epidemias qu...

  • Esteves

    cairem de um andaime, têm covid... sao contabiliza...

  • Esteves

    O andre nao se rege pela natureza... a natureza re...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D