Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A declaração de Paris

por João Távora, em 09.01.18

É importante dedicar algum tempo a ler este fantástico documento redigido em Maio passado, e dado a conhecer em Outubro, por um grupo de intelectuais - nos quais se incluem Roger Scruton e Robert Spaemann entre outros - que se encontrou na capital francesa por darem voz à sua preocupação pelo futuro da Europa na forma de um manifesto. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:



7 comentários

Sem imagem de perfil

De JP Ribeiro a 09.01.2018 às 12:42

Subscrevo todos os pontos mas pergunto: não se arranjou um, só um, português para assinar este manisfesto? 
Pobre país o nosso.
Sem imagem de perfil

De JS a 09.01.2018 às 13:10

Felizmente há ainda alguns arautos da liberdade de ser. Um dos mais preciosos bens conquistados pela cultura ocidental, e a defender. Serão ouvidos ?. 

"The single most significant issue of our time is not North Korea’s drive to develop long-range nuclear missiles. It is not the threat posed to Europe by the Russian land power or the threat posed to America’s Asian dominance by Chinese sea power. It is not Iran’s growing Mideast influence, nor the ongoing investigation into Russian meddling in U.S. elections and possible “collusion” by the Trump campaign. ..."

"No, the defining issue of our day is mass immigration into the nations of Western heritage. "

"Como a Europa construiu a sua própria pira funerária e saltou lá para dentro."
https://www.zerohedge.com/news/2018-01-08/how-europe-built-its-own-funeral-pyre-then-leapt
Sem imagem de perfil

De The Mole a 09.01.2018 às 18:00

Tristemente - e sintomaticamente - nem um único nome português no fim...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 11.01.2018 às 16:10

  1. Li esta Declaração que não conhecia - mea culpa... Dei conta da sua importância, v.g., a nota do fracasso do multiculturalismo e a referência ao ataque feito às Nações europeias. E ninguém de Portugal a assinou! É sintomático!
  2. Obrigado, João Távora. Isto é mesmo "Serviço Público"! Delfim Cabral Mendes
Sem imagem de perfil

De O SÁTIRO a 12.01.2018 às 02:24

Excelente!
parabéns por nos dar esta declaração que pode significar o recomeço da Europa, principalmente ocidental, neste momento a afundar-se na invasão pacífica ( ou seja, sem exércitos formais) do islamismo, cuja barbárie tem apoio dos media, políticos e pior...TRIBUNAIS!
felizmente, os antigos satélites da URSS..(pk sabem o que é a selvajaria ) batem o pé corajosamente ás chantagens de Bruxelas


"só" temos de nos juntar a essa declaração e salvar a europa....
estima-se que haja 900 (NOVECENTAS ) "NO GO ZONE" na europaocidental, controladas pela policia da sharia....não se sabe bem como é a vida lá dentro...mas é possível que haja mutilação genital feminina, poligamia, chicotadas, "tribunais" islâmicos.....e lapidação............
Sem imagem de perfil

De O SÁTIRO a 12.01.2018 às 02:32

Só para termos uma ideia da dificuldade em defender os ideais Cristãos, quando os poderes mais importantes do planeta os querem pisar e esquartejar......pedindo desculpa pela origem do texto:


http://mentesdespertas.blogspot.pt/2017/12/onu-e-guterres-despreza-refugiados.html (http://mentesdespertas.blogspot.pt/2017/12/onu-e-guterres-despreza-refugiados.html) 




é caso para dizer:
valha-nos Trump
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 13.01.2018 às 13:46

Eu acompanho quase diariamente debates que ocupam, designadamente, os media em França, na Suíça e em Itália. Nunca ouvi qualquer referência a esta declaração que, porém, em tudo reflecte a evolução do meu pensamento desde há mais de 6 anos. 
Como tenho podido constatar, a propaganda mais recentemente difundida a favor do modelo vigente é patente, sobretudo inserida em documentários supostamente isentos ou até científicos. Acabam frequentemente por ter um cunho multiculturalista e anti-nação. Mas mais preocupante foi, para mim, a constatação de que uma informação  transmitida sobre a hora, rapidamente desapareceu de noticiários de vários países europeus por poder pôr em causa as ideias do politicamente correcto.
Finalmente, acho que mais estranha do que a ausência de um nome português entre os signatários ( não é tema que se discuta por cá ) é a ausência de qualquer
subscritor italiano, já que em Itália é abundante a literatura e o debate sobre estes temas.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Aquilo que se vê na SIC beneficia o Sócrates? Mas ...

  • Tiro ao Alvo

    A César o que é de César e o resto, em primeiro lu...

  • Anónimo

    Vai repetidamente à AR, e nunca é aprovada, legisl...

  • Anónimo

    Para mim trata-se de mais uma peça que insidiosame...

  • Anónimo

    Podem dizer o que quiserem que ninguém, no seu per...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2008
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2007
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2006
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D