Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A catástrofe somos nós

por João Távora, em 20.11.18

Vista-aerea-da-estrada-entre-Borba.png

Quem veja a fotografia aérea da estrada que desabou entre duas explorações de mármore em Borba vê uma amarga metáfora sobre o desleixo nacional e o enorme buraco subjacente. Não é preciso ser engenheiro civil para  perceber que aquela estrada deveria ter sido vedada há muito, que houve incúria da autarquia e ganância na exploração das pedreiras de um lado e do outro da velha estrada. E não, este problema não se restringe às autarquias do Portugal profundo ou a insaciáveis empresários de província: é transversal ao nosso País governado de improviso de alto a baixo, um dia de cada vez, fazendo figas para que o vento não mude, que com um muita aldrabice e sorte à mistura vai contornado os grandes desafios que se nos colocam. Ao povo, que não esqueceu e miséria e é pouco dado a responsabilidades, bastam um pouco de circo e um naco de pão. Afinal a catástrofe somos nós, sem rei nem roque. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:



10 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.11.2018 às 14:40

Certeiro.
Sem imagem de perfil

De Isabel a 20.11.2018 às 15:05

Acrescente-se que estas condições já existiam há quase três décadas, e que são variadíssimas as entidades oficiais que tinham conhecimento da situação. Aliás: a estrada foi legalmente talhada assim.
Entretanto é impressionante a quantidade de pessoas de organismos oficiais que anda a manifestar a sua admiração por ninguém ter feito nada em relação a esta "ponte de pedra"... Assim anda o nosso país...
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 21.11.2018 às 10:20

estas condições já existiam há quase três décadas

Ora, durante essas três décadas inúmeras viaturas utilizaram a estrada sem que ela tivesse desabado. Todas essas viaturas usufruíram de uma estrada que, supostamente, não deveria existir. Todas essas viaturas beneficiaram.

Em suma: a estrada algum dia teria que desabar, mas esse dia poderia sempre não ser hoje, e de facto durante três décadas não foi. Agora finalmente desabou, o que é lamentável. Mas não devemos dizer que a estrada deveria ter sido encerrada, porque o facto é que, durante três décadas, não desabou e foi muito útil para muito boa gente.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.11.2018 às 16:45

o presidente da câmara e do câmaro
nunca foi alertada ou alertado


o olho do cu também tem género
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.11.2018 às 19:30

Há dois tipos de corruptos: os que têm os olhos bem abertos e os que têm os olhos bem fechados.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 21.11.2018 às 09:50

aquela estrada deveria ter sido vedada há muito

Olhe João Távora, também há muitas praias no Algarve que há muito deveriam ter sido vedadas, porque têm falésias em risco de desabar, e no entanto não são vedadas. E porquê? Porque as pessoas gostam de as utilizar. É simples. Não se vai vedar o acesso a uma praia que toda a gente quer utilizar, apesar dos riscos.

A estrada é exatamente a mesma coisa: não foi encerrada, porque muita gente gostava de a utilizar. Um autarca que ousasse encerrá-la seria vaiado pelos seus munícipes.

As pessoas utilizavam aquela estrada pela simples razão de que ela fazia o trajeto entre Borba e Vila Viçosa dois quilómetros mais curto. Toda a gente que utilizava a estrada sabia que ela consituía um risco, mas toda a gente esperava que ela não fosse desabar naquele preciso momento.

É exatamente o mesmo que as praias do Algarve (que o João Távora provavelmente também frequenta, e que não gostaria de ver vedadas).
Perfil Facebook

De Martim Moniz a 21.11.2018 às 10:40

Alguém aqui viu a rtp3 ontem de tarde(entre as 4 e 5h)?Apareceu um prof de geologia da Universidade de Evora a dar lições de geologia/história enquanto ignorava a pergunta essencial do "jornalista" sobre a segurança da estrada(inclusive passaram fotos,tiradas dias-semanas antes, da parede de marmore toda rachada e com "pregos" e com terra à vista,supostamente enviada à rtp pelo mesmo prof)e se a pedreira não tinha posto em causa a estrada.Por fim a resposta do dito"prof" foi que não senhor e que havia segurança segundo os estudos(já ouvi várias versões contraditórias,como é aliás costume por cá),Como????Então o que se deu ontem foi o quê??'Está tudo chalupa?(a alternativa é dizermos que a canalhice/estupidez tomou conta de tudo de alto a baixo)
Imagem de perfil

De Mãe Maria a 21.11.2018 às 16:24

é uma imagem que choca e deixou o país de boca aberta om este esventrar à natureza.
Perfil Facebook

De Martim Moniz a 22.11.2018 às 14:35

 Info tirada do website da CM de Borba: António José Lopes Anselmo (MuB)
Cargo: Presidente
Pelouros atribuídos: ​Coordenação Geral e Representação; Gestão de Recursos Humanos; Planeamento, Ordenamento do Território e Urbanismo; Administração, Economia e
 Finanças; Relações Institucionais Nacionais e Internacionais; Proteção Civil; Desenvolvimento Económico; Equipamento Rural e Urbano; Informação e Relações Públicas; Energia e Inovação; Cooperação Externa.
Além deste há o vice(também com vários pelouros)e 3 vereadores
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 09.12.2018 às 10:54

Tantos erros na escrita, fazem-me pensar que é mais um produto do novo acordo ortográfico. Será?

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • João Távora

    Há um pouco de ruído à volta que não ajuda, mas ai...

  • Anónimo

    "Será verdade que não se ouve, lê, nem vê uma notí...

  • Anónimo

    Hã? Não entendi. O João Távora educa os filhos com...

  • Anónimo

    its a full time Job. :) 

  • João Pedro Pimenta

    Se é realmente, ao que tudo indica, naquele ponto ...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2008
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2007
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2006
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D