Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Cinema Nostalgia (21)

por Pedro Correia, em 23.12.07

O meu primeiro filme

Tinha sete anos quando entrei numa sala de cinema para ver o meu primeiro filme "a sério". Era Mary Poppins, de Robert Stevenson, numa reposição natalícia no antigo Monumental. Tudo me deslumbrou nesse filme: a música, a personagem da governanta com um toque de loucura, a mescla de desenhos animados com figuras reais, a vivacidade acrobática do Dick Van Dyke, o nariz arrebitado da Julie Andrews (mal adivinhava eu como haveria de gostar tanto de outro nariz arrebitado...). Recordo como se fosse hoje a mágica dança dos limpa-chaminés recortados na noite azul de uma Londres irreal. E a incomparável explosão de alegria que irrompia no ecrã aos primeiros acordes de Supercalifragilisticexpialidocious...
Vi largas centenas de longas-metragens depois desta inesquecível produção dos estúdios Walt Disney. Mas regresso a Mary Poppins com a mesma sensação de encantamento, que se repete em cada fotograma deste filme único, relíquia de um tempo em que os grandes estúdios ainda ditavam cartas na indústria cinematográfica americana. Continuo a comover-me quando ouço Chim Chim Cheree, divirto-me com aquele delirante chá tomado com as personagens coladas ao tecto, ainda acho possível que uma nanny inglesa cruze os céus de Londres a flutuar num guarda-chuva. E não concebo sequer que alguém ponha em causa os méritos desta película, uma das mais deslumbrantes obras-primas do cinema. A ver e a rever em qualquer época, dos sete aos 77 anos de idade.

Aqui publicado pela primeira vez, agora reeditado na série Cinema Nostalgia



14 comentários

Sem imagem de perfil

De Pedro Correia a 26.12.2007 às 17:58

Olá, Lebre. Muito prazer em vê-la por aqui! Que surpresa é essa?
(adoro surpresas...)
Sem imagem de perfil

De lebredoarrozal a 25.12.2007 às 05:31

pedro, acho que vai ter uma surpresa no fim do ano:)
Sem imagem de perfil

De Pedro Correia a 24.12.2007 às 13:22

Ergela, terei também este filme sempre associado ao Natal, pois vi-o num dia 28 de Dezembro, com a cidade de Lisboa cheia de luzes natalícias. Ainda tenho o bilhete guardado...
Um excelente Natal para si e os seus (Natal branco este ano, ao que suponho).
Sem imagem de perfil

De ergela a 24.12.2007 às 11:14

Caro Pedro,(directamente aqui da minha beira)esse foi tambem o meu primeiro filme a sério ainda no saudoso cinema Império,precisamente numa véspera de Natal como hoje, é comovente evocar esse dia depois de tantos anos.

Um abraço e o desejo sincero de um bom Natal para si e familia.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 24.12.2007 às 01:30

Cresci, com as minhas filhas a dizer que a minha mochila era um saco de Mary Poppins. Espero que elas dêem isso aos meus netos.
(e que se entenda aqui a maldita trabalheira que dá dar magia)Obrigada Pedro.
Sem imagem de perfil

De nariz arrebitado a 24.12.2007 às 00:38

Gostei de rever este texto
Sem imagem de perfil

De Pedro Correia a 23.12.2007 às 22:09

Boa evocação aqui feita, meu caro. A minha canção preferida também era o 'Chim-Chim-Cheree", que aliás ganhou um Óscar em Hollywood.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.12.2007 às 21:42

Ora aqui está uma fita de sempre. O meu primeiro filme foi, no Tivoli, com a minha mãe, a ver o "Musica no Coração".

Contudo, gostei mais deste, uns anos depois. Era tudo muito engraçado, os limpa-chaminés, o guarda-chuva da nany, os pássaros,o nevoeiro de Londres, os telhados nocturnos, e o carro do Dick Van Dike.

Ou muito me engano, ou o carro que voava chamava-se Chity-Chity-Bang-Bang, e era uma invenção de Ian Fleming (esse mesmo, o do 007), que posteriormente deu origem a um filme autónomo, com o mesmo Dick Van Dike.

Quanto à canção "supercalifragiespititoelitoso", já era mundialmente famosa antes de ser incluida no filme, pela voz de Rita Pavone, uma italiana baixinha que tinha um vozeirão do caneco, e que anteriormente se tornara famosa com a canção de um filme com Vitorio Gassman e Anouch Amée, chamada "Como te, no te nessuno" - lá nos tempos do Gianni Morandi e do conjunto do Marino Marinni, estão a ver?.

Contudo, para mim a música mais bonita do Mary Poppins é a outra por si referida - a "Chim, Chim , Chiri".

Nunca mais a ouvi, mas ainda hoje sei a melodia e associo à empregada a arrumar o quarto dos putos, mandando tudo pelo ar e ficando o quarto impec.

Digo eu...

Saloio
Sem imagem de perfil

De Pedro Correia a 23.12.2007 às 21:00

"O Livro da Selva" - que saudades, Ângela! Esse foi o meu segundo filme, entre o Astérix e a Mary Poppins. Adorava aquela canção, "Bare Necessities", que só muito mais tarde soube ser cantada pelo Louis Armstrong.
Sem imagem de perfil

De angela a 23.12.2007 às 20:47

O meu primeiro filme «a sério» foi o Livro da Selva, num camarote do Teatro S. João. :) Apaixonei-me pelo Mogli. :)

Comentar post


Pág. 1/2



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Anomalia de um bronco.Depois passa, o Partido limp...

  • Anónimo

    Nas TVs os comentadores (apurada seleção de esquer...

  • Anónimo

    Abriu a caça. Afinal isso acontece a quem não sabe...

  • Artur Campos

    Eu estudei a disciplina de ciências e geografia no...

  • Artur Campos

    Papa Francisco...diz-vos alguma coisa ??


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D