Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Julgam que eu não sei?

por Corta-fitas, em 29.12.07

Aparentemente está tudo igual. O vaivém dos carros em tarde de sábado, o semblante dos transeuntes meio fechado mas com a atenção saudavelmente fixa em questões de ordem prática: o semáforo para os peões, os títulos dos jornais no quiosque, ou o “presente” que o cão do prédio em frente ainda há pouco largou no passeio e que é preciso contornar.
Mas hoje é dia 29 de Dezembro e a mim não enganam. Toda esta gente pratica há anos o mesmo ritual. É coisa que se começa a enraizar desde a adolescência, que é a fase em que todos nos estreamos nestas actividades e depois torna-se difícil perder o hábito. Ainda que vagamente, quase por distracção, lá estamos nós a fazer as contas. A contas connosco. E não adianta tentar fugir ao lugar comum. Os nossos pensamentos são movediços e acabam por se deixar arrastar pela corrente. Os jornais são os primeiros a dar o tom, de modo que torna-se inevitável: a seguir ao Natal fechamos para balanço. Receitas e despesas, perdas e danos. A nossa vidinha – que estupidez – passada em revista por imperativos de calendário.
Olha para aqueles, a ver montras. E aquela ali a falar ao telemóvel, toda descontraída. A fazer que estão distraídos da vida. Julgam que eu não sei?

Autoria e outros dados (tags, etc)



5 comentários

Sem imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 30.12.2007 às 11:45

Concordo com o Anónimo das 11.21 : ao festejo que possa haver, juntamos sempre uma grande dose de nostalgia.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 30.12.2007 às 11:21

Nestes dias somos todos um pouco bipolares :-)
Sem imagem de perfil

De teresa ribeiro a 30.12.2007 às 01:39

:))) Bom ano para os dois!
Sem imagem de perfil

De Rui Vasco Neto a 29.12.2007 às 21:12

E pronto. Mais três diazitos e acaba-se o ano, mais um ano, ainda este ano. É a tarefa de uma vida, esta. Anda uma pessoa a juntar laboriosamente os dias, um após o outro, a arrumá-los em semanas e meses, a separá-los por lãs e malhinhas, abafos e calções, a esconder os mais gastos e coçados pelo uso, a dobrar os longos, a guardar os que nos foram oferecidos, a esquecer os piores, a emoldurar os melhores, tudo para encaixotar a existência em anuários de lombada grossa com trezentas e sessenta e cinco folhas cada um. Mais três dias e lá vai outro para a prateleira. Estou tranquilo, por isso. Estou no prazo.

As minhas preocupações são outras, neste bintóito decembrino. Ando a cismar com o diacho da biblioteca em si. Com o estado da coisa, se é que me faço entender. Afinal, carrego esta tralha toda desde que me lembro de mim, sempre de um lado para o outro e cada ano mais atestada de livros. E nem sempre nas melhores condições atmosféricas, convenhamos. Aparentemente continua tudo sólido, mas nunca se sabe. Corro prateleira a prateleira e vou detectando umas lascas no verniz, coisitas pequenas, uma mossa ou outra, uns pregos cravados mas disfarçados, arranhões, falhas, alguns primeiros sinais de caruncho, aqui e ali. As dobradiças rangem um pouco. O peso vai-se notando. Fico preocupado, claro que fico preocupado. É que ponho-me a olhar para aquela livralhada toda e palavra de honra: só penso que se alguma coisa dá para o torto, não tenho um armazém de jeito onde a guardar.
Sem imagem de perfil

De a.p. a 29.12.2007 às 20:45

:))))) Bom ano para ti!

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • xico

    "A Universidade de Coimbra caminha como dantes pel...

  • Anónimo

    Um animal omnívoro só pode comer capim,qualquer di...

  • Anónimo

    Saudemos a chegada da geração flocos-de-neve a Coi...

  • Anónimo

    Ó homem, você também é sempre do contra, nada do q...

  • Tiago

    Se uma vaca pesa pelo menos 500kg, e as cantinas c...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D