Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Pena de morte

por João Távora, em 12.02.21
(...) Nós somos seres emocionais e morais antes de sermos válvulas com fluidos. E esta realidade imaterial da nossa condição humana está a ser esquecida pelas medidas draconianas desta pandemia. Num país e num Ocidente tão envelhecidos, nós estamos a impor uma mortalidade escondida através deste #ficaremcasa cego e presunçoso da sua superioridade moral. Se há muitos idosos a morrer de covid, há muitos outros idosos a morrer da cura, de outras doenças que o sistema de saúde, os media e os políticos não querem ver ou simplesmente de solidão. Se não matarmos esta cultura que cobre o toque humano com um manto de culpa enojada, como tantos já pedem, a nossa terceira idade continuará a ser dizimada pela epidemia da solidão mesmo depois de alcançarmos a imunidade de grupo contra a covid.

Henrique Raposo hoje no Expresso



5 comentários

Sem imagem de perfil

De Pedro Manuel-Cardoso a 12.02.2021 às 17:03

Andaram a propagandear o pretenso "erro de Descartes". Contra toda a evidência científica e etnográfica. As consequências estão aí, expressas neste Post. Juntam, no Monismo, emoção e razão. Confundem o Corpo com o Ser. Um verdadeiro regime ideológico, que se desmorona.

Perfil Facebook

De Marques Aarão a 12.02.2021 às 17:37

EXEMPLAR
Recentemente foi anunciado pelo Sr. 1º Ministro que utentes que não tenham médico de família poderiam recorrer ao privado mediante declaração,
Acontece que a esse propósito foi dirigida exposição a diferentes entidades que a adiante se referem, no sentido de essa faculdade ser extensiva aos utentes que mesmo tendo médico de família não conseguem obter consulta, nomeadamente para apresentação de exames e análises com meses de atraso, com risco de perderem validade face ao evoluir das doenças relacionadas.

A única indicação que vão transmitindo  são os endossos do assunto como, do Gabinete do 1º Ministro para o Gabinete da Ministra da Saúde, da Ministra da Saúde para a ARS da zona, e desta para o Posto Médico da área de residência, sem que seja obtida qualquer resposta com solução  prática e concludente.
No que respeita  a marcação de consultas os telefonemas não resultam porque não são atendidos, e os e-mails nada resolvem porque não são respondidos.
Mas  o mais degradante é induzirem nos utentes á obrigatoriedade presencial para efeito dessa marcação, vendo-se pessoas durante horas no exterior em longas  filas ao frio e à chuva, algumas apoiadas em muletas que mal podem arrastar, e mesmo assim sem garantia   de conseguirem vagas para a  consulta pretendida. 
Imagem de perfil

De João-Afonso Machado a 12.02.2021 às 21:55

Meu caro leitor, o Costa é um traficante e isso vê-se bem na cara dele.
Deixassem os tugas do medo do covid e fossem em carreirinha ao oftalmologista...
Sem imagem de perfil

De balio a 12.02.2021 às 18:12


O Henrique Raposo preocupa-se com os idosos que morrem de solidão. Eu preocupo-me com os jovens que padecem de doenças mentais por não terem a para sim imprescindível convivência, e com as pessoas de meia idade que padecem de fome por não terem ganha-pão.
Na presente epidemia, os idosos são, francamente, quem menos me preocupa.
Estamos nas mãos de criminosos.
Imagem de perfil

De João-Afonso Machado a 12.02.2021 às 22:01

Se bem interpreto o caro an´nimo, estou de acordo consigo, absolutamente.
A geração dos 25-35 não tem ideais. Na sua necessidade de os fabricar, muito urbana, deusifica o "bicho".
Ora eu sempre vivi na liberdade da provincia e com ideias que os meus queridos Pais me transmitiram. Ser obrigado ao que quer que seja? Jamais.
Toiros, caça, pesca, carne, vinho... e os restantes pecados (parte dos quias já não são).
Cumprimentos

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Não é preciso perder tempo com essas questões _ me...

  • Anónimo

    Esta corte pomposa de pedantes pensa sempre em gra...

  • Anónimo

    Em Portugal é na base "olha para o que eu digo e n...

  • Francisco

    A dificuldade em construir ciclovias dentro das ci...

  • Anónimo

    "Não quero emitir julgamentos sobre sistemas de ou...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2009
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2008
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2007
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2006
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D