Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Em defesa de Carlos Queiroz

por Maria Teixeira Alves, em 14.01.14

Só porque soube agora, os votos que surgem atribuídos ao meu tio Carlos Queiroz, neste caso no Messi, são na verdade os votos de toda a equipa técnica iraniana e de todos os treinadores da primeira liga do Irão e não os votos individuais. Ou seja, não é verdade que o meu tio votou no Messi.

 

"Carlos Queiroz, não tem responsabilidade, ao contrário do que aparece na ficha da Fifa, que, enquanto seleccionador do Irão, terá votado primeiro em Messi, e não terá votado em Ronaldo em primeiro lugar. Pois no que diz respeito ao Irão, o voto de Carlos Queiroz vale tanto como o voto de todos os treinadores do Irão, e de toda a equipa técnica de Carlos Queiroz. Apesar de ser apontado como o voto oficial da Federação iraniana, ilustrada pelo seleccionador nacional, resulta da soma dos votos de todos os treinadores do Irão. Carlos Queiroz não pode tornar público, segundo o regulamento do Irão, em quem votou. Resumindo, estes votos que aparecem na Fifa, atribuídos a Carlos Queiroz, são os votos acumulados de todos os treinadores da Primeira Liga iraniana e também a equipa técnica da selecção. Não se sabe oficialmente em quem votou pessoalmente Carlos Queiroz".

 

P.S. Em primeiro lugar as escolhas feitas por treinadores profissionais obedecem a critérios técnicos e não a lobbys de nacionalidade. Em segundo lugar (eu sei em quem votou CQ mas não posso dizer) no caso do Irão a votação individual submete-se à votação colegial. A maioria vence e todos defendem o que a maioria decidiu.

 



32 comentários

Sem imagem de perfil

De zé luís a 14.01.2014 às 02:04

1) já adivinhava que vinha borrasca;
2) e supus no texto que livre e conscientemente escrevi em http://portistasdebancada.blogspot.pt/2014/01/discussao-que-se-encerra-no-panteao-e.html (http://portistasdebancada.blogspot.pt/2014/01/discussao-que-se-encerra-no-panteao-e.html) ao qual já pude, esta madrugada, acrescentar este esclarecimento;
3) como pode ler a propósito, parece normal que se "discuta" (quem, não sei, nem me interessa) porque é que CQ votou Messi (1º) à frente de CR7 (2º), mas à maioria escapa a razão de o nosso sagaz seleccionador Paulo Bento, do qual tenho muito mal em conta, votar de "facção", sendo natural que escolha CR7 mas rejeitando votos na concorrência, o que diz bem do seu carácter que vai com a maneira de ser tuga;


É claro que não fazia ideia de quem seria sobrinha nem se o devia denunciar.
Sem imagem de perfil

De mdsol a 14.01.2014 às 15:05

Desculpe, CQ é seu tio? Mas como se ele não tem irmãos? Por afinidade?
Imagem de perfil

De Maria Teixeira Alves a 14.01.2014 às 15:30

É casado com a minha mãe. :)
Sem imagem de perfil

De mdsol a 14.01.2014 às 15:35

A ser assim, essa circunstância torna-o seu padrasto, não seu tio.
Imagem de perfil

De Maria Teixeira Alves a 14.01.2014 às 15:55

E é tio das minhas primas e primo. E tio dos filhos dos irmãos da primeira mulher. O parentesco nunca se perde. Tio dos primos dos filhos. Há muitas maneiras como vê. 
Sem imagem de perfil

De mdsol a 14.01.2014 às 16:00

Claro, como somos todos descendentes do Adão e da Eva, no fundo somos todos muito chegados.
Imagem de perfil

De Maria Teixeira Alves a 14.01.2014 às 16:02

A senhora trata o seu padrasto caso o tenha por padrasto? Bom para si então :)
Eu trato por tio. E o meu tio acha lindamente! :)
Sem imagem de perfil

De mdsol a 14.01.2014 às 16:29

O tipo de parentesco é uma coisa, o modo como tratamos as pessoas é outra.
Mas, por mim, dou por findas as dúvidas. Já deve ser suficiente para poder dar o nó no lenço  hoje.
Imagem de perfil

De Maria Teixeira Alves a 14.01.2014 às 16:38

Bom, eu limitei-me a dizer "o meu tio", mantenho e reitero. A senhora é que atrevidamente veio aqui questionar uma relação que desconhece. :)
Sem imagem de perfil

De mdsol a 14.01.2014 às 19:15

Atrevimento é afirmar um grau de parentesco inexistente.
Imagem de perfil

De Maria Teixeira Alves a 14.01.2014 às 22:25

A senhora é muito burra, pois diz uma coisa e o seu contrário!
Sem imagem de perfil

De Bloguista Atento a 14.01.2014 às 22:27

Qualquer lisboeta trata os pais dos amigos mais próximos por "tio" (tiu, na pronúncia local). What's up, doc?
Imagem de perfil

De Maria Teixeira Alves a 14.01.2014 às 22:50

Ora aí está... trata-se os padrastos por tio, no meu habitat pelo menos :)
Só tenho de corrigir que não é em Lisboa, é em Portugal inteiro e ilhas adjacentes e nas ex-colónias, onde quer que haja portugueses. :)
Sem imagem de perfil

De Rute a 15.01.2014 às 09:32

Em Portugal inteiro trata-se o padrasto por tio? Está enganada, é a primeira vez que ouço isso e conheço várias familias com segundo casamento. Sempre ouvi as pessoas com padrasto dizer "o meu padrastro". Que a Maria tenha vergonha de dizer "o meu padastro", é outra coisa. 
Imagem de perfil

De Maria Teixeira Alves a 15.01.2014 às 20:41

Está visto que não me expliquei bem: isto é em resposta a alguém que diz que é típico de Lisboa tratar pais dos amigos por tio. Para ser mais explícito é típico de um determinado 'meio' que não está confinado a Lisboa. Assim já percebe?
Sem imagem de perfil

De Rute a 16.01.2014 às 11:24

A Maria diz ali em cima que é tipico em Portugal inteiro tratar o padrasto por tio. O que eu lhe estava a dizer é que nunca vi ninguém referir-se ao padrasto por "o meu tio", é sempre "o meu padrasto". Não estamos a falar dos amigos dos pais, mas dos padrastos. Nunca vi ninguém apresentar um padrasto por "este é o meu tio"
Imagem de perfil

De Maria Teixeira Alves a 16.01.2014 às 11:53

O facto de a Rute nunca ter visto, não quer dizer que não aconteça. :)
Sem imagem de perfil

De Rute a 16.01.2014 às 12:15

Sem dúvida, que acontece já viu eu pelo seu post, é óbvio. Que a Maria se refere assim ao seu padrasto, está no post. Mas acredite (se quiser), que não existirão muitas pessoas a dizer "este é o meu tio", apresentando o padrasto :)
Sem imagem de perfil

De zé luís a 14.01.2014 às 17:16

Depois desta exposição, ainda fico na dúvida se a Maria é "sobrinha" de CQ, ainda levo a ideia de que brinca com a situação e nem sei de onde tirou e com que autoridade o "desmentido" (parece mais do que um esclarecimento). Até conheço pessoalmente CQ, embora não a hierarquia familiar.
Imagem de perfil

De Maria Teixeira Alves a 14.01.2014 às 18:03

Bem, então tem bom remédio. Ligue-lhe.
Eu retirei o esclarecimento do próprio e do Paulo Garcia ontem naquele programa de futebol, chamado Dia Seguinte.
Imagem de perfil

De Maria Teixeira Alves a 14.01.2014 às 18:45

Estive a ver a sua fotografia e nunca o vi em minha casa...
Sem imagem de perfil

De zé luís a 14.01.2014 às 22:29

??? (era suposto?) (nem imagino onde viu a minha foto).
Imagem de perfil

De Maria Teixeira Alves a 14.01.2014 às 22:51

Carrega-se no nome e vai parar a um blog... tem assim um look quase Ronaldo não é? :)
Sem imagem de perfil

De zé luís a 14.01.2014 às 23:29

Maria, creia-me, sinceramente, que aprecio a sua escrita e, em geral, partilho dos seus pontos de vista em praticamente todos os tópicos, da politica (politiquice, se me permite) à economia. E, claramente, sem esforçar-me por procurar a sua foto (não me puxa para isso, basta-me a personalidade através da escrita, reitero com sinceridade), acho-a simpática, até pelo look favorável que me atribui comparativamente a Ronaldo :).


Mas tem de aceitar que para me conhecer não teria de passar pela sua casa, nem sequer passei pela de CQ. Daqui para a frente o tema deixa-me de interessar e, se quiser esmiuçar você um bocadinho, fale-lhe então de mim e até do blog que deve ter respostas concretas. Ele até é capaz de ter fotos em que eu estou presente.


Grato pela atenção
Imagem de perfil

De Maria Teixeira Alves a 15.01.2014 às 00:15

A casa do CQ era a minha! Pois se ele era casado com a minha mãe. :)
Sem imagem de perfil

De bald a 14.01.2014 às 19:54

Boa noite,
A desculpa do "interesse nacional" serve para umas coisas, mas para outras não... Interessantes, estas dualidades de critérios nas mui isentas análises aqui apregoadas.
Mas seja como for, não é esse o assunto agora...
Depois do apuramento do Irão para o mundial, e por todas as notícias que chegam de lá (devido à proximidade de parentesco, certamente poderá confirmar melhor) segundo se diz é "muito respeitado" por aqueles lados... Se realmente quisesse ter votado no Ronaldo - e até acredito que, individualmente, votou nele - não quis foi dar-se "ao trabalho" de defender melhor a sua posição, que certamente a federação iraniana apoiaria e até "pressionaria" os restantes técnicos.
Parece-me mesmo, e só, falta de vontade... Mais nada.
Cumprimentos.
Sem imagem de perfil

De Rosnaldo a 14.01.2014 às 22:24

Concorde-se ou não ainda há portugueses sem medo como este que descobri http://www.maquinadelavax.blogspot.pt/2014/01/fifia.html (http://www.maquinadelavax.blogspot.pt/2014/01/fifia.html)

 
Imagem de perfil

De Vortex a 15.01.2014 às 00:08

bento devia treinar o Buraca fute


Queiroz tirou o energúmeno da merda e o gajo atira-se sempre a ele.
nunca passará dum fdp.
EUSÉBIO foi sempre um SENHOR
Sem imagem de perfil

De Lina a 15.01.2014 às 14:22

Chama tio ao seu padrasto? LOL. Se tivesse de o apresentar a alguém como é que fazia? "Este é o meu tio, marido da minha mãe". ;) Iam achar esquisito. Tenho de mostrar esta ao meu padrasto, para ele se rir. 
Sem imagem de perfil

De Bloguista Atento a 15.01.2014 às 23:14

"Prima" Maria (assim mesmo com um pê grande) determinemos os afins dos seus leitores não afins :) :

Meu pai e eu moramos juntos e possuímos um rádio e uma televisão.
Meu pai é viúvo e eu solteiro.

No andar de baixo, moram uma viúva e sua filha, ambas muito bonitas e sem rádio e nem televisão.

O rádio e a televisão fez com que nossas famílias ficassem mais próximas.

Eu me apaixonei pela viúva e casei com ela. Meu pai se apaixonou pela filha e também se casou com esta.

Neste momento, começou a confusão.

A filha da minha esposa, a qual casou como meu pai, é agora a minha madrasta.

Ao mesmo tempo, porque eu casei com a mãe, a filha dela também é minha filha (enteada).

Além disso, meu pai se tornou o genro da minha esposa, que por sua vez é sua sogra.

A minha esposa ganhou recentemente um filho, que é irmão da minha madrasta.

Portanto, a minha madrasta também é a avó do meu filho, além de ser seu irmão.

A jovem esposa do meu pai é minha mãe (madrasta), e o seu filho ficou sendo o meu irmão.

Meu filho é então o tio do meu neto, porque o meu filho é irmão de minha filha (enteada).

Eu sou, como marido de sua avó, seu avô.

Portanto, sou o avô de meu irmão. Mas como o avô do meu irmão também é o meu avô, conclui-se que eu sou o avô de mim mesmo!!!


Cumprimentos ao "tio"
Sem imagem de perfil

De jonas river a 16.01.2014 às 01:04

Para quando uma conferencia de imprensa" como deve ser" do prof.CQ?????Image
Sem imagem de perfil

De Carlos C a 16.01.2014 às 12:55

Importa-se de repetir?!?!?!

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Francisco Almeida

    Peço desculpa (alguma mas não toda). Sem conseguir...

  • balio

    dois terços dos visitantes previstosEu tenho a imp...

  • balio

    o Estado vai continuar a candidatar-se a campeonat...

  • entulho

    sou Anarca, Agnóstico, Pedreiro-livresomos pobres ...

  • Bertolino Vieira

    Sr João Távora, só lhe faltou dizer uma coisa: E m...


Links

Muito nossos

  •  
  • Outros blogs

  •  
  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2023
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2022
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2021
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2020
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2019
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2018
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2017
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2016
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2015
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2014
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2013
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2012
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2011
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2010
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2009
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2008
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D
    209. 2007
    210. J
    211. F
    212. M
    213. A
    214. M
    215. J
    216. J
    217. A
    218. S
    219. O
    220. N
    221. D
    222. 2006
    223. J
    224. F
    225. M
    226. A
    227. M
    228. J
    229. J
    230. A
    231. S
    232. O
    233. N
    234. D