Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Tormes!

por João-Afonso Machado, em 07.01.14

Era como se ouvissemos o arfar de Jacinto Galeão desde o rio, lá em baixo,  e os passos arrastados do burrico carregando a bagagem. Tormes e Eça, em boa verdade, não são muito mais do que isso. Talvez aquela outra viagem, em que ele mesmo foi visitar as propriedades da Mulher e dormiu numa hospedaria de Penafiel, em cima de uma mesa para fugir aos percevejos da cama... Quando se refastelou em bons comeres, já em Tormes, assim escrevendo ao Conde de Arnoso - «Depois parei nas serranias do Douro, em Santa Cruz - onde fiquei dois dias a descansar (quase diria a convalescer) do tremendíssimo almoço com que o meu caseiro me honrou, logo na manhã da chegada, às dez horas de uma doce manhã! O prato mais ligeiro era um anho assado. Na cabidela entrava toda uma capoeira. Sobre a mesa, em vez de garrafa, pousava um pipo! Honrei o festim - depois foram os dois dias de cansaço e digestão, sentado numa pedra, debaixo de um castanheiro».

Enfim, Eça de Queiroz esteve lá. Onde é agora a sua casa-museu. O santuario queirosiano em que ainda reside uma neta. Ou melhor: a viúva de um seu neto. Mas o culto pede-nos sintamos em tão amável Senhora o sangue do artista. Ecos guardados nas suas acolhedoras palavras de anfitreã, contando histórias de quem por não muito não conheceu pessoalmente. E também naquela pormenorizada colecção de haveres e recordações, a cabaia, a mesa onde burilava à pena os seus textos, livros e livros e livros...

Em Santa Cruz do Douro. Desta feita, descendo de Baião, no conforto do automóvel, mas sempre em demanda de uma milagreira osmose, a arte de Eça, a sua visão da sociedade, da política, do mundo.

 



1 comentário

Sem imagem de perfil

De troglodita a 07.01.2014 às 20:37

Eça? Como ousou?
Há anos que vou assistindo ao malhar a torto e a direito(à direita e à esquerda)no que resta de autores portugueses(saramagos e antunes à parte)pertencentes ao que era o cânone da nossa literatura.Falar neles desperta suspeições,arriscamo-nos a ser classificados de analfabetos,ultra-reaccionários e pior...Tais autores no
ensino básico?Será que ensandecemos?
Apenas um troglodita como eu agradece o relembrar dessa viagem ,quase homérica ,à quinta de Tormes e ficcionada na Cidade e as Serras.
Obrigado.
(cabaia em vez de cabraia).

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Vasco Silveira

    Caro SenhorEu infelizmente não estou com cagaço: e...

  • pitosga

    A nossa alma de soldador está nas viseiras de plás...

  • pitosga

    A ladaínha é longa como qualquer uma que se preze....

  • pitosga

    Vasco Mina,Simples. E como tal, muito bom.ao

  • Ana Pereira

    Subscrevo muito do que escreveu. Pergunto: Que se ...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D