Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O tempo não espera por nós

por Vasco M. Rosa, em 24.09.13

A morte de António Ramos Rosa — que além dum poeta foi um ser integralmente poético — deveria chamar a nossa atenção para um problema crucial: o da edição de qualidade das obras dos mais relevantes escritores do século XX, que está muito longe de ser satisfatória. (Os editores portugueses mais capazes dedicam-se à literatura estrangeira.) O cânone — se a palavra melindra alguns, que se lixem, pois, pum pim basta etc!

Isso exige um debate, mas um debate qualificado com protagonistas editoriais também qualificados, e que de ARR — cuja obra errática está à deriva há anos, sem que ninguém levante o braço — se estenda a todos os outros que continuam ao deus-dará, diante da indiferença das editoras, dos leitores, das universidades e dos ministros e secretários de estado. Mapear as injustiças, as carências, reavaliar talentos, sacudir as tutelas políticas ancestrais (sim!!), exibir em livros baratos, cuidados e acessíveis a obra dos grandes, exige uma atenção que não pode esperar mais, sob pena de que, a cada um que se vai, um degrau adicional nos aproxime do abismo, o abismo da desintegração.

 



1 comentário

Sem imagem de perfil

De ó pá que é isso a 24.09.2013 às 16:11

Ah,ah,ah---o cânone...
Por acaso há um livrinho: O Cânone Ocidental do professor Harold Bloom onde ele define o que isso seja,traça a "árvore canónica ocidental" e sobretudo repõe a especificidade da Obra Artística,acima de juízos biográficos,políticos,de raça,de género,enfim tudo o que é secundário numa Obra de Arte.Onde os gregos a deixaram.
Há uns anos o Francisco José Viegas tentou levantar o problema do nosso cânone no ensino do Português e logo umas professoras com responsabilidades se insurgiram...São preferíveis uns livrinhos de resumos,de histórias,aos originais ou,ao menos,a boas antologias.E também fazem falta boas edições populares das obras.Dantes,uma livraria tinha antologias dos Cronistas,Trovadores,as obras dos principais escritores a partir do Romantismo.E havia edições de Poesia na Morais,na Portugália,na Ática,na Sá da Costa,revistas de Poesia...e estávamos no fáxismo,caramba! Hoje há na "rede"umas coisinhas.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • João Távora

    Eles que comam brioches. 

  • Anónimo

    Bravo, Henrique!

  • Anónimo

    José Mendonça da Cruz,Mariazinhices.ao

  • Anónimo

    José Mendonça da Cruz,Espero que tudo isto seja in...

  • Anónimo

    o contestado, detestado, empestado, etcé o bolso d...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D