Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




No pasa nada

por João Távora, em 06.07.13

Se o acordo de solução da crise entregue a apreciação de Cavaco Silva é compreensivelmente assunto sob reserva, Paulo Portas ontem também não explicou nada no Conselho Nacional sobre o abalo que pôs Portugal inteiro à beira dum ataque de nervos por conta de suas “decisões de consciência”, que por definição “não se partilham nem são sufragáveis”.
Com estas explicações Paulo Portas saiu ontem à noite do Largo do Caldas, não em ombros, mas num andor, exaltado por boa parte dos presentes que assim acalentam pelo líder uma afeição religiosa, inquestionável, autojustificada.
Assim, para alguns, o terramoto da última semana foi liminarmente passado à história (?) com falta de pudor ou simples artes de retórica, com a entoação de silogismos bem articulados em voz grossa que aguentam tudo quando desvinculados da realidade. Saímos do Conselho Nacional com a leve impressão que talvez tenhamos sido vítimas de um delírio colectivo: não vivemos a tensão de um folhetim que estraçalhou um governo tremendamente fragilizado entre a ameaça de ruptura social e as exigências do resgate financeiro, não tivemos (temos!) um País em estado de choque. Uma cena macabra que confundiu e traiu as expectativas dos eleitores centristas avessos à instabilidade política. Não, talvez não tenha acontecido nada, tudo não tenha sido mais que um sonho mau que passou na minha cabeça.

 

 

 



4 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 06.07.2013 às 14:18

É escusado divagar. Portugal está e estará nas mãos de Portas, que é exactamente aquilo que ele desmesuradamente quer. Os seguidores seguem-no, como se fossem politicos, prontos a dançar com qualquer filósofo parisiense de qualquer cor e raça que por aí apareça.
Imagem de perfil

De monge silésio a 06.07.2013 às 14:57

João,

1. Compete à Sociedade Civil redotar-se de legitimidade perante espadachins rodrigolheiros da nossa praça. ELEIçÔES, nem que o CDS fique na vespa e não no táxi. "Que se lixem as eleições", é mesmo verdade perante o que está aí e esta gentinha do CN não percebe (tinha confiança que percebesse mas qdo vi o Dr. Portas com os aumentos do salário mínimo percebi que Não Está a Ver o Filme).
2. A falta de ideias, a frivolidade, com que esta gente fraquinha de espírito (sim!, falta muito do ideológico, mesmo muito...do bem profundo) se passeia pelo partido é MOTE para que em Congresso o MILItANTE ANÓNIMO demita PAULO PORTAS não votando na sua moção, e na sua ganga, e quando o mesmo falar abandone o Congresso. O CDS-PP teve gente à atura dos acontecimentos, e não gente que se passeia, bisbilhota, coscuvilha, grunhe umas patacuadas que nem na AG do clube da terra se ouvem. 
3. É grotesco o que foi feito ao País. GENTE SÉRIA E CONSCIENTE nunca assim agiria: amarguras, estados de alma, curam-se com recato, lágrimas, e lamento solitário.
4. É tempo de dar voz à Sociedade Civil e esta que escolha o caos ou o caminho. É tempo porque é ilusório dizer-se que a nova agrupagem de gente "dá confiança", é falso, como se percebeu nos últimos dias.
Sem imagem de perfil

De Devious a 06.07.2013 às 15:47

Acho que é tempo de dar voz à sociedade militar...
Esta mania da sociedade civil tira-me do sério. Mais um entre tantos chavões papagueados.
Chama-se ELEITORADO!!!!!
Imagem de perfil

De monge silésio a 06.07.2013 às 16:16


Há mais vida do que ser... eleitor. A Sociedade Civil é muito mais. O que interessa é eleições, é por elas que a Sociedade Civil toma o poder e exerce, sendo eleitorado.Nominalismo portanto.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • JPT

    O corrector do Word insiste em alertar para esse s...

  • henrique pereira dos santos

    As épocas de gripe são monitorizadas pela mortalid...

  • Anónimo

    Demolir, diz bem."Delenda Carthago est"!

  • Anónimo

    HPS, eventualmente já terá lido sobre este assunto...

  • Anónimo

    Não é uma criatura nada desprezível, não senhor......


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D