Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Isto não pode estar bem...

por Vasco Lobo Xavier, em 27.06.13

Um país inteiro esfalfa-se a trabalhar para tentar pagar um sector público que prefere fazer greve e empecilhar a vida aos que o pagam.



5 comentários

Sem imagem de perfil

De jo a 27.06.2013 às 15:03

O nosso governo já está a tratar disso. Neste momento já um milhão que não se esfalfa a trabalhar porque está desempregado.
Mais dois anos de governo e deixa de haver grevistas, só há desempregados.
Sem imagem de perfil

De jorge silva a 27.06.2013 às 15:41

por estes dias parecem todos o meu barbeiro a falar: "em vez de fazer greve deviam era ir trabalhar que é o que o país precisa". Isto é de um mau gosto enorme vindo de quem arrasou com 400000 empregos. se estão tão preocupados em ver o povo a trabalhar, arranjem emprego para o 20% de desempregados, tudo o resto ´´e conversa de gente ressabiada
Sem imagem de perfil

De Carlos Z. a 27.06.2013 às 16:36

Essa frase vinda de quem tem emprego por via do apelido é magnífica! Os meus parabéns.
Sem imagem de perfil

De Nuno Barata a 27.06.2013 às 18:06

Pior do que isto Vasco, é que esse país inteiro que se esfalfa é uma minoria muito minoria que paga uma maioria muito maioria.
Sem imagem de perfil

De Francisco Figueira a 28.06.2013 às 10:38

Até simpatizo com os seus posts e revejo-me em muitos.

Mas este, e perdoe-me a frontalidade, é um disparate pegado.

Eu sou trabalhador do Estado e não fiz greve, mesmo sabendo que estou sendo alta e sucessivamente aldrabado no acordo de obrigações com que o meu pagador se comprometeu e, sobretudo, com a decisão de vida inicial que tomei (ou sector público ou privado).

Relembro-lhe que a História de Portugal revela, acima de tudo, e apesar de alguns erros, uma administração pública fantástica, que foi bastante para aguentar um Império por mais de 500 anos. Veja, por exemplo, se a administração americana conseguirá tal feito? Não conseguirá, o "império" deles já está em declínio em menos de 70 anos.

Por isso há que haver moderação nas palavras quando se fala dos trabalhadores da AP, pois não junte os "boys" a quem dá o seu melhor em prol da Lei, do rigor e de progreso do seu País pela via pública.

Não confundir a AP portuguesa com o pós PREC seus resquícios, certo?

Digo-lhe até uma coisa, as maiores incompetências que já assisti na vida foi no setor privado...na banca concretamente. "Boys" and "girls" também existem muitos na privada.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D