Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Certezas momentâneas

por José Luís Nunes Martins, em 29.04.13

Há cada vez mais gente cheia de certezas. Têm teorias para tudo... sem se darem conta, erguem assim as próprias desgraças, porque assim criam as suas sempre grandes ilusões a que se seguem, invariavelmente, as terríveis desilusões.

 

Quase todas as ideias e teorias têm a sua validade condicionada no tempo, são aceitáveis apenas e só até que apareça outra melhor. Erramos muito. O conhecimento humano funciona por melhoramentos contínuos. Assim evoluem as ciências e assim, também, se devem melhorar as nossas crenças a respeito de tudo.

 

Este aperfeiçoamento passa pela capacidade de descobrir os erros e problemas nas soluções existentes para assim encontrar soluções diferentes, melhores, mais perto da verdade... nunca aceitando por bom ou suficiente o que se sabe.

 

Claro que há aqueles que se consideram fora do tempo, julgam-se o corolário de toda a evolução, como se o universo se tivesse alinhado para os criar e servir... o apogeu da humanidade! Têm sempre quedas tremendas... justas.

 

O nosso conhecimento evolui à medida que vamos subindo a escada da torre que andamos a construir... sem pressas nem presunções. Ninguém descobre a verdade, vamos sim construindo modelos temporários que nos aproximam dela.

 

Quando, numa atitude humilde, navegamos nos mares das nossas incertezas, dúvidas e fracassos, há momentos em que uma simples palavra, um olhar ou um pequeno nada, nos permitem pressentir a verdade absoluta da existência, a eternidade toda num só segundo: a absoluta certeza de um amanhã que nos espera.

 

Esses momentos valem mais que uma vida inteira, porque são instantes da vida eterna.

 

 

 

 

(publicado no jornal i - 27 de abril de 2013)

 

ilustração de Carlos Ribeiro

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Balsemão e sua agenda

    Falir era um favor que fazia a Portugal. Um cancro...

  • xico

    E que impacto têm sobre os lobos, os parques eólic...

  • marta

    As propostas da Greta não são óptimas, nem péssima...

  • Anónimo

    O Síndrome, Transtorno de Asperger -reconhecido pe...

  • Carlos Gonçalves

    Foi o que pensei.Só a esquerda parece ter compreen...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D

    subscrever feeds