Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A narrativa embusteira

por João-Afonso Machado, em 27.03.13

Confirma-se: Sócrates esteve na Sorbonne e estudou Herodoto. Trouxe a boca cheia de narrativas e narrou, narrou, narrou, até ao adormecimento geral. Vale dizer, não se saiu mal, também, na retórica e no sofisma. Valeu-lhe a pena o "empréstimo" e a estadia em Paris.

É claro, safou Sócrates a, bem ou mal intencionada, precipitação dos entrevistadores. Era deixá-lo falar, desguardar-se e cair-lhe em cima com os argumentos certeiros. Mas não: sempre a oratória ganha uma vez instalada a confusão de vozes.

Assim se ouviram ditos inolvidáveis: os seus esforços para manter o rigor orçamental, a rejeição do célebre PEC4, única determinante do pedido de ajuda externa (a que acabou por aderir por se sentir sozinho na "luta"), a fidelidade de princípios que invocou para manter no OE o aumento de 2,9% da Função Pública...

Pelo caminho, deu forte em Cavaco, de quem já não consegue ocultar querer suceder.

E usou e abusou do termo "embuste". Fez muito bem! A entrevista foi isso mesmo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



1 comentário

Sem imagem de perfil

De menvp a 28.03.2013 às 00:53

-> José Sócrates é mais uma marioneta ao serviço da superclasse (alta
finança - capital global)... e existe mais que fazer do que estar a
perder tempo com marionetas... leia-se: há que CORTAR COM AS REGRAS da
superclasse.
.
.
MARIONETAS AOS SERVIÇO DA SUPERCLASSE (alta
finança - capital global) falam de um novo governo, de remodelações
governamentais, de novas eleições, etc... mas não falam... da
necessidade cortar com as regras da superclasse!...
.
-> A superclasse pretende 'cozinhar' as condições que são do seu interesse:
- privatização de bens estratégicos: combustíveis... electricidade... água...
- caos financeiro...
- implosão de identidades autóctones...
- forças militares e militarizadas mercenárias...
resumindo: estão a ser criadas as condições para uma Nova Ordem a seguir ao caos - uma Ordem Mercenária: um Neofeudalismo.
{uma nota: anda por aí muito político cujo trabalhinho é 'cozinhar' as condições que são do interesse da superclasse}
.
Manobrando
as suas marionetas... a superclasse (alta finança - capital global)
'cava-buracos' nas finanças públicas, na banca... e... quer pôr o
contribuinte a tapar os buracos por si cavados!
O discurso
anti-alemão que reina nos media internacionais (nota: são controlados
pela superclasse) é uma consequência óbvia: depois de 'cavar-buracos' e
saquear contribuintes de vários países... a superclasse quer saquear o
contribuinte alemão.
.
.
Para 'cortar' com as regras da superclasse (alta finança - capital global), há que:
1->
retirar poderes aos políticos (um sistema menos permeável a lobbys);
ex: auto-estradas 'olha lá vem um', nacionalização de negócios
"madoffianos" (ex: BPN), etc… ora, como é óbvio, o Contribuinte tem de
defender-se: "O Direito ao Veto de quem paga (http://fimcidadaniainfantil.blogspot.com/)" [blog 'fim-da-cidadania-infantil'].
.
2->
chamar a participar (nota: quando existe um buraco financeiro num
banco...) os accionistas, os obrigacionistas e os depositantes... e
não... o contribuinte.
Contrariando os interesses da superclasse,
deve existir uma Banca pública forte... por motivos óbvios: É MUITO MAIS
FÁCIL DE CONTROLAR um ou outro abuso de um gestor público... do que...
os buracos (sem fim à vista) 'cavados' pela alta-finança (capital
global).
.
3-> garantir o Direito à Sobrevivência das
Identidades Autóctones... ou seja: não sejamos uns 'parvinhos-à-Sérvia'
(vide Kosovo), há que mobilizar aqueles nativos europeus que possuem
disponibilidade emocional para abraçar um projecto de Luta pela
Sobrevivência... e... SEPARATISMO-50-50! (http://separatismo--50--50.blogspot.com/)
[obs: os 'globalization-lovers' que fiquem na sua... desde que respeitem os Direitos dos outros... e vice-versa]

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Luís Lavoura

    Sobre o linque para a "família cristã" do João Táv...

  • EMS

    Qual é o interesse jornalístico em noticiar um gru...

  • Rezingão

    As pessoas é que não confiam neste estado de sítio...

  • Anónimo

    As pessoas é que não confiam neste estado de sítio...

  • Anónimo

    Sempre que há celebrações e ajuntamentos de grande...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D