Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Défice - um resultado brilhante

por José Mendonça da Cruz, em 28.12.12

Passar o défice orçamental de 10 para 5,6% (5%, após decisão sobre a ANA) em ano e meio, em clima de paz social, é brilhante. É pura e simplesmente brilhante. É brilhante e honra um povo, é brilhante e honra um governo. Os miseráveis travestidos de jornalistas que rabiam e acham que não ou são cegos ou são estúpidos. E merecem cada vez menos público do pouco público que já têm.



4 comentários

Imagem de perfil

De makarana a 28.12.2012 às 21:29

Já aconteceu, passarmos de 6,8 em 2005 para 3% em 2007, com um governo ps!
E depois,o défice em 2011 foi de 7,7.Dois por cento até agora
Sem imagem de perfil

De manuel.m a 29.12.2012 às 00:29

Diminuir o defice foi brilhante sem dúvida ainda por cima :

Sem greves
Sem manifestações
Sem aumento de impostos
Sem cortes nos salários e pensões
Sem aumento do desemprego
Sem cortes na assistencia social
Sem cortes nos serviços públicos
Sem  falhar nas previsões Orçamentais
Sem declarar ser necessária  mais austeridade

Mas sobretudo com uma enorme e desmesurada lata e desfaçatez para fazer afirmações dessas .

 
Sem imagem de perfil

De cblue a 29.12.2012 às 14:58


Não compreendo como é que se pode ficar "excitado" com tal "brilhantismo"...
Um certo pudor e sobretudo o básico respeito pelo Outro impõe comedimento, não acha ?
Sem imagem de perfil

De Nuno a 30.12.2012 às 21:21


E o brilhantismo de ter ultrapassado os 16% de desempregados?

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Marega !!!??? a denegrir os portugueses...os afric...

  • Ana Pereira

    Já agora e porque estamos a viver tempos muito per...

  • Anónimo

    Ao perder o poder de emitir moeda própria -o escud...

  • jo

    Nos atuais projetos sobre a eutanásia ninguém quer...

  • jo

    Quais são os poderes do Banco de Portugal?Quando u...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D