Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Um livro extraordinário

por Duarte Calvão, em 26.12.12

Uma pessoa chega quase aos 50 anos e percebe que deixou para trás uma série de livros clássicos e desperdiçou menso tempo com jornais, revistas e livros sem importância. Mas nem tudo é mau, porque permite descobrir obras extraordinárias como Mau Tempo no Canal, de Vitorino Nemésio (Edição Relógio d’Água), que acabei de ler. Para não me sentir tão inculto, perguntei a uma série de amigos da minha geração, ou mais novos, quem o leu, e verifico que há muita gente que ainda o desconhece. Como é possível que não seja obrigatório, pelo menos em termos culturais, já não digo escolares, ler este livro publicado em 1944, sem dúvida um dos melhores romances portugueses dos últimos cem anos? Um português magnífico, personagens excelentemente construídas, um enredo inteligente e absorvente, é tudo muito bom.

Lembro-me do Vitorino Nemésio da televisão, mas obviamente não tinha idade para compreender a sua grandeza. Agora, vou tentar recuperar o tempo perdido, procurando outras obras suas, que espero que não estejam esgotadas. Mas provavelmente não encontrarei melhor do que este Mau Tempo no Canal, porque Nemésio, que morreu em 1978, não escreveu mais ficção depois de o publicar, como se soubesse que já tinha atingido o auge neste domínio. Mas aceito recomendações da sua obra ensaística, que parece que também é extraordinária.



Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    pelo seu comentario se calhar nunca trabalhou para...

  • Anónimo

    Sem dúvida, um excelente texto. Que bem fundamenta...

  • Anónimo

    Não é parva não Senhor...Dizem que pró ano, nos ós...

  • Anónimo

    chamar a Holanda um pais civilizado é uma pura abe...

  • Anónimo

    Está é tudo doido! Matem-se todos já! Deixem de co...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D

    subscrever feeds