Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Downton Abbey

por Luísa Correia, em 12.12.12

Gostava, como toda a gente, da "Downton Abbey": apreciava, como toda a gente, essa série serena e recatada, como já não se fazem outras. E foi porque gostava da "Downton Abbey", que decidi rever a velha "Upstairs, Downstairs", na qual me parecia que a primeira fora beber inspiração. O resultado foi que deixei de gostar da "Downton Abbey". "Downton Abbey", revisitada a família Bellamy, assume a condição de "xaropada", naquele seu desenvolvimento "políticamente correcto", em que todos falam em sussurros e se sucedem os milagres da compreensão e da reconciliação. "Upstairs, Downstairs" é, pelo contrário, um trabalho realista, dando expressão descomplexada à dura implacabilidade da vida; tem outra substância e outra profundidade.

Aproveitei ainda para, usando das "oportunidades" tecnológicas da net, ver a segunda série "Upstairs, Downstairs", que mantém por cenário o nº 165 de Belgravia, mas é protagonizada por uma nova família, a família de um diplomata britânico, contemporâneo da abdicação de Eduardo VIII e da vertigem Mosley. Muito, muito interessante! Vejam, se puderem... e não me falem mais na qualidade ímpar da "Downton Abbey", por favor. Que tempos estes, de que se pede tão pouco!



13 comentários

Imagem de perfil

De José Mendonça da Cruz a 13.12.2012 às 03:22

Absolutamente de acordo, Luísa. O que mais me tem impressionado na revisão de Upstairs & Downstairs é ver como a série é desapiedada, brutal, mesmo. Entre esses momentos gélidos acho que duas ocasiões de renúncia por parte do mordomo merecem lugar de honra na galeria da angústia. E a saída da senhora Bellamy? Todo um episódio em alegres preparativos, para ficarmos a saber na última cena, vendo um bilhete, que vai embarcar no Titanic... Até o despedimento de actores seguia padrões mais exigentes.
Imagem de perfil

De Luísa Correia a 13.12.2012 às 17:56

A saída da Sra. Bellamy, aquela elegantíssima matriarca, foi um golpe tão severo, quanto inesperado, José. Nem queria acreditar!

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    A TAP não consegue ser rentável.Frankfurt e Madrid...

  • Anónimo

    "sendo o Estado Português a sua única possibilidad...

  • Anónimo

    De facto, poderíamos ter agido como outros países,...

  • Jose Miguel Roque Martins

    Aqui a vitima não é o Porto, é o contribuinte!

  • Anónimo

    A mesma conversa de sempre, somos mesmo uns parolo...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D