Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ferramenta Geral de Depósitos

por José Mendonça da Cruz, em 27.09.12

Diz Fernando Ulrich, do BPI, que a entrada de privados na Caixa Geral de Depósitos favorece o escrutínio da sua acção, e que, se fosse feita uma auditoria à administração da Caixa durante a gestão socialista, os dirigentes socialistas não se sentiriam tão animados a protestar contra a privatização parcial.

Mas Ulrich não tem razão. É exactamente pelo que essa auditoria poria em maior evidência que os socialistas protestam tanto. Quem ousar privatizar a Caixa «terá os socialistas pela frente» porque lutam pela sobrevivência. Onde, senão na Caixa, encontrariam dinheiro para comprar alianças? Onde, senão na Caixa, se armariam para assaltar bancos privados (e depois espatifar 90% do seu valor)? Onde, senão na Caixa, promoveriam expeditamente militantes da modéstia do balcão às alavancas do boardroom? Um «banco do povo» dá sempre muito jeito.



2 comentários

Imagem de perfil

De Maria Teixeira Alves a 28.09.2012 às 01:53

Então, mas isso é precisamente o que insinua Fernando Ulrich, como é que diz que ele não tem razão?
Imagem de perfil

De José Mendonça da Cruz a 28.09.2012 às 13:41

É que a minha opinião sobre a posição dos socialistas é um pouco menos benigna: eu acho que, mesmo após uma embaraçosa auditoria, eles continuariam a bradar para que lhes deixassem a ferramenta Caixa.

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    A TAP não consegue ser rentável.Frankfurt e Madrid...

  • Anónimo

    "sendo o Estado Português a sua única possibilidad...

  • Anónimo

    De facto, poderíamos ter agido como outros países,...

  • Jose Miguel Roque Martins

    Aqui a vitima não é o Porto, é o contribuinte!

  • Anónimo

    A mesma conversa de sempre, somos mesmo uns parolo...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D


    subscrever feeds