Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




De ressaca

por João Távora, em 08.09.12

 

Passadas as ondas de choque do anúncio de ontem pelo 1º ministro da reposição das medidas de austeridade chumbadas pelo Tribunal Constitucional no âmbito do compromisso de ajustamento financeiro, gostaria de reflectir aqui alguns pontos.
Segundo os especialistas a brutal desvalorização do valor do trabalho prenunciada (e agora reforçada), tendo em conta a competitividade da economia portuguesa é condição fundamental à nossa permanência no euro (acaso a moeda permaneça) .
A aposta numa redução da contribuição para a segurança social por parte das empresas como estimulo ao emprego é uma medida muito arriscada e como tal uma medida tão corajosa que roça a "loucura", e cujos resultados práticos apenas o tempo desvendará.
A fórmula de devolução de um mês de subsídio à função pública em duodécimos é um corajoso sinal dado à economia pelo principal empregador nacional, em favor duma gestão mais racional de tesouraria.
Finalmente o pior dos sinais ou tendência que ontem se vê confirmada: como refere aqui em baixo o José Mendonça da Cruz, o facto é que as grandes reformas do Estado, das suas empresas e parcerias continuam por fazer. O voraz Estadão socialista e suas clientelas continua incólume.



2 comentários

Imagem de perfil

De monge silésio a 08.09.2012 às 11:40


João,
Alguém contrata trabalhadores porque agora é mais barato na relação custo de tabalho/custo de produção?...se a economia estivesse em crescimento...percebia-se.

O TC fez o que lhe competia, fez uma leitura do sistema que temos. Podemos não concordar, mas são desejos nossos, intenções nossas. O Primado da Lei (o Dr. Frasquilho mostrou ontem que não percebe isto) é um bem inestimável. Como aqui já o Disse temos um Direito para um País com crescimento do PNB acima dos 3%... Não se legisla ad hoc...

Quem aspira a riqueza nacional? O Estado.
Há diminuição de dinheiros entregues ao Estado? Não.
O tecido produtivo vive do crédito? Vive. E das exportações? Sim.
Só que o euro vai valorizar-se, pois tem um novo garante (o bce), e até as exportações vão caír. O desemprego é um dado certo, e crescente. Ninguém contrata quando o dinheiro escorre das mãos...

O CD"S" venceu. Perdeu o PP.
É hora de demissões.
Sem imagem de perfil

De Nuno a 09.09.2012 às 12:55


Se é para isto, vale a pena continuarmos no euro? Acho que nos próximos tempos tem que se fazer um referendo sobre a continuação no euro.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    E essa história de embalar quem lha contou?"Durant...

  • Anónimo

    Hoje, na TV, o Dr. Filipe Froes fez uma declaração...

  • Anónimo

    Mas... não se derrubou já uma ditadura?!...

  • Anónimo

    Com sua permissão, José Mendonça da Cruz: "Em Port...

  • Anónimo

    Pois poderá arriscar uma multa de 80 milhões. Pode...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2009
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2008
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2007
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2006
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D