Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




As damas da academia

por João Távora, em 27.07.12

 

A propósito das declarações e do plebeísmo utilizado por PPC, a Dra. Filomena Mónica numa recente entrevista ao DN mostrou-se muito enfadada com a qualidade da classe política. É irónico, mas não conheço personalidade publica mais possidónia, mais socialmente em bicos de pé do que esta nossa ilustre dama de sociedade. A seu favor vale-lhe a obra científica publicada - a outra (que não li) sustenta esta minha opinião. Mas acontece que na vida, nós somos aquilo que somos, temos o lugar que temos: é absolutamente impróprio pretendermos impingi-lo ao olhar dos outros.

Tags:



4 comentários

Imagem de perfil

De malcomparado a 27.07.2012 às 11:11


Mesmo quando escreve uma obra com interesse como o "Eça de Queiroz" a senhora não resiste a pôr-se em bicos de pés nas quatro páginas do prefácio... Não é defeito, é feitio.
Imagem de perfil

De Maria Lemos a 27.07.2012 às 13:42

Se há coisa que a MFM não é, é Possidónia, dama de sociedade e em bicos de pés. Não estará a confundir com as matrafonas alforrecas que segue no FB? Ou com as damas da sua família. Realmente quem nasceu para rato de sacristia pouco ou nada enxerga.
Imagem de perfil

De malcomparado a 27.07.2012 às 18:11

...matrafona...alforreca...rato de sacristia...damas da sua família...nada enxerga... Mas que elegância na expressão, que ironia subtil, que fino espírito! Quantas dores por outros tomadas, quanta violência na defesa de Filomena! Ou será a própria sob pseudónimo? Sabe-se lá...
Imagem de perfil

De João Távora a 27.07.2012 às 18:51

sabe-se lá... :-)

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Não é preciso perder tempo com essas questões _ me...

  • Anónimo

    Esta corte pomposa de pedantes pensa sempre em gra...

  • Anónimo

    Em Portugal é na base "olha para o que eu digo e n...

  • Francisco

    A dificuldade em construir ciclovias dentro das ci...

  • Anónimo

    "Não quero emitir julgamentos sobre sistemas de ou...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2009
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2008
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2007
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2006
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D