Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




É assim...

por João-Afonso Machado, em 25.01.12

De antologia, a entrevista televisiva ontem, de Zita Seabra. O tema envolvia a conduta da CGTP nas recentes negociações da chamada "Concertação Social". No fundo, ficámos a saber o que já todos sabiamos. Desta feita, confirmado por voz autorizada e insuspeita.

A abrir, a constatação de que dirigentes da central sindical afecta ao PCP teria aconselhado os seus homólogos da UGT a votarem favoravelmente o dito acordo. Estranho? Traição aos interesses do proletariado?

Simples manobra de bastidores, afinal. A CGTP está ciente de que a concertação era - e é - incontornável. Somente - não quer participar nela, meio único de poder manter a sua voz reivindicativa e agitadora nas ruas. Para a História ficará apenas a sua recusa em negociar. O seu clamoroso "não!".

Quer dizer: Carvalho da Silva e os seus apaniguados funcionaram a dois carrinhos. Por um lado, interessava-lhes o consenso, sob pena de um afundamento geral; por outro, a ausência da sua assinatura nesse papel consente-lhes continuar a descer a Avenida da Liberdade clamando pela defesa dos direitos dos trabalhadores. Eles já - como sempre - tinham avisado que...

A história não é de agora. Conforme Zita Seabra referiu, a ligação entre os dirigentes da CGTP e o Comité Central do PCP é estreitíssima. De tal modo que as reuniões deste usualmente contam com a participação daqueles. Sucede, apenas, que no momento da fotografia para a Imprensa... os sindicalistas se refugiam na casa-de-banho. Regressando depois, porventura para lancharem juntos.

Convenhamos que Estaline utilizava métodos mais radicais: em vez de enviar camaradas para o WC, espetava com eles na Sibéria... A moderação dos tiques comunistas é uma feliz realidade.

Autoria e outros dados (tags, etc)



28 comentários

Imagem de perfil

De jojoratazana a 25.01.2012 às 15:01

Boa tentativa para redesenhar a realidade. 
Merece a medalha de mérito da CIP. 
Imagem de perfil

De João-Afonso Machado a 25.01.2012 às 15:24

Viva, caro Jójó:
Já não «discutiamos» há muito tempo.
É o depoimento da sua ex-camarada.
Eu acredito no que ela diz.
V., pelo que vejo, não.
Resta saber a crença dos portugueses em geral.
Imagem de perfil

De jojoratazana a 25.01.2012 às 16:38

Enquanto pensava em nós.
(Como um todo) Não tinha onde cair morta.
Quando começou a pensar no eu, teve uma carreira brilhante, e bem recompensadora.
No seguimento de muitos outros como Judas, José Magalhães, o cardeal e tantos outros que se diziam comunistas mas não passam de oportunistas.
Mas é o habitual neste país basta ver os programas do PS e do PSD falam do nós mas na realidade só pensam no eu.
Em suma oportunistas e ladrões.
Quem se mantém comunista só é bem depois de morto.
Daí a miséria deste povo.
Imagem de perfil

De João-Afonso Machado a 25.01.2012 às 16:59

Li o livro dela e não fiquei nada convencido disso.
Então o PCP não tinha gente mais capacitada para exercer os altos cargos que ela exerceu no Partido?
Imagem de perfil

De jojoratazana a 25.01.2012 às 17:11

Milhares deles.
O PCP é um colectivo, não é um partido de indivíduos.
Qualquer militante do PCP exerce um cargo mais importante, que aqueles que essa senhora exerceu dentro do partido.
Dai nunca ter sido possível, tornar o PCP um partido de barões.
Dai a força moral e cívica do partido.


Imagem de perfil

De João-Afonso Machado a 25.01.2012 às 17:16

Com umas tantas expulsões do «colectivo» pelo meio...
Logo que divirjam do «colectivo» passam a maus. A reaccionários. Sempre foi assim.
(Até o Carlos Brito foi para a prateleira).
Imagem de perfil

De jojoratazana a 25.01.2012 às 18:44

Logo que divergem do colectivo, passam a encher os bolsos.
Esta é a realidade que tenta esquecer.
Imagem de perfil

De João-Afonso Machado a 25.01.2012 às 22:58

Jojò: o seu «colectivo» faz-me lembrar um rebanho de cabras, desculpe que lhe diga. Ai daquele que se afasta e quer seguir o seu caminho.
Para si, quem está «connosco» é bom: os outros são maus. Isso é maniqueismo.
Imagem de perfil

De jojoratazana a 25.01.2012 às 23:06

O velho discurso da borregada.
Troque lá de cassete.
Julgava-o mais inteligente, mas enganei-me.
Não lhe roubo mais tempo.
Não tenho tempo a perder.
Imagem de perfil

De João-Afonso Machado a 25.01.2012 às 23:17


Eu vi logo. Nem sequer preciso ser muito inteligente...
Fique lá no seu colectivo.
Bem ou mal, vamos pensando por nós.
Imagem de perfil

De jojoratazana a 25.01.2012 às 23:32

Vamos sacando para nós, para ser mais correcto.
Ou seja venha a mim.
Os outros que se lixem.
É esse o vosso lema colectivo.
Imagem de perfil

De João-Afonso Machado a 26.01.2012 às 00:06

Não saco coisa nenhuma a não ser a paga do meu trabalho. Creio que a esmagadora maioria da população, que não é comunista (pekas suas palavras parece que só os comunistas são honestos) faz o mesmo.
Por isso o PC está cada vez mais isolado. Quando muito aproveitando-se do descontentamento nas ruas, sem consonância nas urnas.
Não tenho lema colectivo: tgenho um lema pessoal: respeita para ser respeitado.
Os outros que se lixem - espressão muito do PREC: quem não era comunista estava fora do novo regime.
Mas felizmente hoje vivemos em liberdade. À rasca mas em liberdade. E não graças ao PCP.
Imagem de perfil

De jojoratazana a 26.01.2012 às 01:32

Mas felizmente hoje vivemos em liberdade. À rasca mas em liberdade. E não graças ao PCP.
Não podia ter mais razão,
Foi o PCP que lhe roubou a liberdade económica?
Que delapidou o país, que se financiou nas negociatas da União Nacional dos Tachos?
Vivam os tesos em liberdade, que nem o único bem que tem para vender  o seu trabalho, 
Já só se for de borla.
Grite a plenos pulmões, viva a escravatura.
E não graças ao PCP como manhosamente afirma.
Imagem de perfil

De João-Afonso Machado a 26.01.2012 às 10:18

Foi o PCP que roubou as liberdades económicas. Quando impos as nacionalizações.
Imagem de perfil

De jojoratazana a 26.01.2012 às 13:28

A isso chamo manipulação de factos históricos.
Ou pura e simplesmente desconhecimento dos factos.
Sem imagem de perfil

De Foi-se e Marmelo a 25.01.2012 às 15:29

A realidade é uma e uma só. Só num pequeno país atrasado, de gente ressabiada, frustrada, invejosa, medíocre, incapaz, partidos como PCP medram e se aguentam sindicatos de agarrados aos tachos da administração pública e das empresas públicas que com as suas mordomias levaram à falência.

O resto é conversa para enganar tolos.
Sem imagem de perfil

De O Faroleiro a 25.01.2012 às 21:14

Convenhamos caro amigo, a concertação é má, como é mau muita coisa que tem sido aprovada nestes últimos tempos mas uma coisa é certa, estamos num momento em que vale tudo para não perdermos o Euro, e se isso acontece, transformamos-nos numa Albânia...

Agora para essa gente (governo) me impressionar, vendia era o que já estorva, RTP, TAP, CARRIS, METRO, etc., etc. que somam milhões atrás de milhões de prejuízo, é que no fim são sempre os mesmos a pagar o raio da conta; quanto ao liberalismo... Pois é, ficou na gaveta !

Quanto ao livro que publicita, excelente, um retrato fiel e honesto do que foi / é o PCP, quem o lê compreende a dedicação e a desilusão que esse partido provocou na autora; compreende também que o PCP foi sempre um "one man show" !
Imagem de perfil

De João-Afonso Machado a 25.01.2012 às 22:59

Na sua 1ª parte o meu caro amigo arrisca passar por um ignóbil neo-liberal...
Sem imagem de perfil

De O Faroleiro a 25.01.2012 às 23:33

A parte do ignóbil a mim não me incomoda, o coice magoa sempre conforme a besta que o dá !

Quanto ao neo, não sei que é isso, sou liberal sim, provavelmente até libertário, mas gosto de ler e ouvir os outros, e por vezes até aprendo !

Um abraço para si meu amigo.
Imagem de perfil

De João-Afonso Machado a 26.01.2012 às 00:07

Um abraço. A Barrinha está próxima. A sério.
Sem imagem de perfil

De Tiago Mouta a 26.01.2012 às 01:08

Caro João:

Quem é a Zita Seabra? Uma gameleira? Não conta...
Já agora, estamos a falar de qual "concertação social"?
A mim pareceu-me mais um desconserto social...
Pelo menos para os sindicatos...;)
Imagem de perfil

De João-Afonso Machado a 26.01.2012 às 14:17


Caro Tiago:
Daquilo que conheço da Zita Seabra é uma senhora, comunista na juventude, que veio a perceber a realidade do m-l.
Afastou-se e como ela muitos outros.
Creio que isso não lhe é perdoado pela Esquerda em bloco.
Curiosamente, Pina Moura, Vital Moreira e outros passaram mais ou menos incólumes.
Será por terem aderido ao PS?

Na realidade, isto não é um País de gente livre...
Sem imagem de perfil

De Tiago Mouta a 26.01.2012 às 14:33

Caro João

Podemos não ser um país livre... Mas não pretendo continuar assim por muito mais tempo...

Um abraço
Sem imagem de perfil

De Intrometido a 26.01.2012 às 14:33

Então e o Magalhães que agora se mudou para uma paradisíaca praia brasileira?


http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/exclusivo-cm/magalhaes-vive-em-praia-paradisiaca (http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/exclusivo-cm/magalhaes-vive-em-praia-paradisiaca)
Sem imagem de perfil

De Curioso a 26.01.2012 às 10:32

Além do partido casmurrista português, que outros partidos casmurristas de países minimamente democráticos terão enviado as suas condolências ao regime coreano do norte pela morte de um tirano?
Sem imagem de perfil

De jsp a 26.01.2012 às 17:39

 Nesta "altura do campeonato" seria da mais elementar caridade cristã alguém explicar aos empregados, e à cada vez mais reduzida clientela, da chafarica que vendia produtos "made in URSS and affiliates", que a Casa - Mãe faliu nos idos de 90 do sec passado...
Imagem de perfil

De jojoratazana a 26.01.2012 às 19:52

A morte do comunismo já foi decretada, mas está muito longe de ser verdade.
Continue a pensar como pensa.
E deixe os outros pensar por eles.
Sem imagem de perfil

De Muntagardecido a 26.01.2012 às 20:23

Eu agradeço imenso à comunagem que fica toda contente por o comunismo ir de vento em popa na Coreia do Norte as gargalhadas que me proporciona.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Excelente comentário. Renovo-lhe os meus parabéns....

  • Anónimo

    Maria Muito obrigado pelo seu comentário.Acrescent...

  • Anónimo

    Sem dúvida. A Constituição em vigor -obra de socia...

  • Anónimo

    Concordo com os comentários «Anónimos», vale bem a...

  • Anónimo

    Com o devido respeito pelas opiniões contrárias, e...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D