Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Estrelas de cinema (10)

por Pedro Correia, em 29.12.07

A VIDA DOS OUTROS *****

O melhor filme que vi este ano foi A Vida dos Outros, de Florian Henckel von Donnersmarck. Uma dilacerante visita ao interior de um sistema totalitário, na defunta República "Democrática" Alemã. Toda a trama gira em torno de um oficial da polícia política de Berlim-Leste, especializado em devassar a vida íntima de intelectuais suspeitos - e para se ser suspeito bastava possuir uma vulgaríssima máquina de escrever. A evolução interior desse oficial, brilhantemente interpretado pelo actor Ulrich Mühe, é-nos mais sugerida do que revelada à medida que se vai diluindo a sua fé no sistema, que de democrático nada tinha e de "socialista" apenas conservava o rótulo, destinado a caucionar novas e mais penosas formas de opressão. É um filme denso, de tons soturnos e atmosfera quase asfixiante, que nos traça um retrato impiedoso do "socialismo real", ainda alvo da inexplicável devoção de alguns nostálgicos. Mas é também um filme que nos devolve alguma esperança na natureza humana, capaz de se rebelar contra um Estado iníquo, que transforma cada cidadão num prisioneiro ou num delator.
Todos os desempenhos são notáveis - sobretudo o de Mühe, falecido poucos meses após a conclusão do filme, sem dúvida uma das obras-primas desta década. Justamente galardoado com o Óscar de Melhor Filme Estrangeiro em Hollywood.

Titulo original: Das Leben der Anderen (Alemanha, 2006). Realizador: Florian Henckel von Donnersmarck. Principais intérpretes: Ulrich Mühe, Sebastian Koch, Christa-Maria Sieland.

Autoria e outros dados (tags, etc)



8 comentários

Sem imagem de perfil

De Pedro Picoito a 01.01.2008 às 23:30

Caro Pedro
Inteiramente de acordo: o melhor filme de 2008. E o artigo do VPV foi um pouco infeliz...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 31.12.2007 às 00:36

Lucidez de Zita Seabra???? AHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHA
Boa piada, é a melhor piada a fechar o ano e dá para o ano novo que ai vem..
Não seria ter o vira-casaquismo, oportunismo, canalhice, cínismo, a pouca vergonha de cuspir onde comeu?? (não falo de ideologias, apenas do comportamento da senhora em causa).
Tivesse ela vergonha e enfiava-se num buraco e levava a amiguinha Luisa Mesquita, viviam de vender livros aos tótós sobre como foram "enganadas" por livre e espontânea vontade e a planear o papel de vítimas, que não sabiam onde se estavam a meter..
Sem imagem de perfil

De nuno a 30.12.2007 às 19:13

Gostei muito da referência ao "o labirinto do fauno"...uma surpresa mais do que agradavel

Para além de na minha opinião ser um filme excelente, retrata um periodo negro do pais vizinho. Durante o filme vieram-me à memória as palavras dos meus pais quando nos anos 60 atravessando Espanha de carro nos iam dizendo que uns anos atrás se tinha passado por ali coisas terriveis numa guerra civil, segundo eles a pior das guerras.

Sobre a "Vida dos Outros", ainda não tive oportunidade de ver o filme todo mas pelo que vi e li (apesar das criticas de pormenor) parece ser uma obra muito interessante. Algumas das memórias familiares que a RDA me traz são de outra ordem e provem de uma tia militante do PCP que em 75 chega à RDA e manda um carta ao irmão também militante do PCP, com algumas pérolas das quais destaco "finalmente estou no paraiso". Esse meu tio tinha um retrato do Lenine com uma inscrição do genero "o meu sol".
Infelizmente esse familiares meus não tem a lucidez de uma Zita Seabra e nunca compreenderam o embuste em que foram vitimas, continuando a acreditar no inacreditável.

Tenho de ver o filme.
Sem imagem de perfil

De teresa ribeiro a 29.12.2007 às 18:32

Creio que passou relativamente despercebido e foi uma pena. Quem o não viu não sabe o que perdeu. Este vai resistir ao tempo, de certeza. É, como dizes, uma obra-prima.
Sem imagem de perfil

De António de Almeida a 29.12.2007 às 16:20

-Independentemente de alguns erros apontados por V.P.V., serem correctos ou não, adoro cinema, este foi para mim um dos grandes filmes do ano. Melhor só mesmo "as cartas de Iwo Jima" e "Babel", ao mesmo nível, mas noutro registo, estou-me a restringir a cinema, "o labirinto do fauno".
Sem imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.12.2007 às 15:45

É de facto muito bom, Leonor. Ao mesmo nível ou quase, de tudo quanto vi este ano, incluo apenas o excelente díptico do Clint Eastwood - "As Bandeiras dos Nossos Pais" e "Cartas de Iwo Jima".

Obrigado pela atenção, J.C. Já emendado.
Sem imagem de perfil

De Leonor Barros a 29.12.2007 às 15:35

Muito bom, o filme.
Sem imagem de perfil

De j.c. a 29.12.2007 às 15:29

Creio que é 'polícia política', no terceiro período. E, por falar em período, eis que começam a surgir os retratos 'a posteriori' do período da velha cortina-de-ferro, agora apurados pelo conhecimento e distanciamento.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Flávio Gonçalves

    Preocupa-me muito mais os "liberais" loucos que po...

  • Anónimo

    O que eu mais desejo é que o André Ventura contrib...

  • jonhy

    CaDA UM DEFENDE OS SEUS INTERESSES. Já Portugal te...

  • Anónimo

    Preso por ter cão, preso por não ter cão?. Pobre T...

  • Anónimo

    O Público, essa folhinha de esquerda, diz hoje que...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D