Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O alcoviteiro da corda

por Rui Crull Tabosa, em 16.11.11

(separados à nascença, sem ofensa para o primata)

 

Paula Teixeira da Cruz está há quatro meses no Governo e já demonstrou bem que quer transformar a justiça que temos numa Justiça a sério.

Esta atitude suscita naturalmente resistências, incompreensões e bloqueios, as mais das vezes decorrentes de interesses instalados que singram no clima de descontrolo e de laissez faire que até agora se viveu também no sector da Justiça.

O que se não sabia é que o imperativo reformista da ministra podia também gerar reacções javardas, boçais e torpes.

Percebo bem que a muitos não interesse a reorganização do mapa judiciário, a revisão das regras sobre prescrição, a limitação dos recursos, a simplificação do processo cível, a limitação do exagerado número de testemunhas, e por aí fora. O que já não percebo é como é que pode um sujeito que exerce as funções de bastonário da Ordem dos Advogados, insultar a ministra da Justiça, chamando-a de “peixeira”, e fazer alcovitices de saiote, para mais falsas, sobre a sua vida privada, assim enlameando a própria associação profissional que deveria representar, quando nenhuma – repito, nenhuma – declaração da mesma (ver caixa) poderia legitimar tal reacção.

É claro que a determinação de Paula Teixeira da Cruz em por cobro aos abusos do sistema e, em particular, às irregularidades que grassam actualmente no apoio judiciário, que custa anualmente aos contribuintes mais de 50 milhões de euros e se processa sem qualquer controlo, para já não referir a sua intenção de acabar com o caso único e injustificado do financiamento de uma ordem profissional com verbas subtraídas às taxas (de justiça) pagas pelos cidadãos (o que, só em 2010, rendeu ao dr. marinho 1,7 milhões de euros), mexe bem com quem se habituou a abusar do desvio de dinheiros públicos e até se faz pagar com estes.

Dito isto, já que Marinho Pinto resolveu uma vez mais abrir a cloaca, que diria o energúmeno se  lhe chamassem desbocado, labrego, grosseiro, patife, calhordas, burro, otário, pançudo, azeiteiro, indrominado, mentiroso, pacóvio, chincheiro, esfoçador, palerma, safardana, patego, safado, caifaz, trapaceiro, aldruba, estafermo, bronco, palonso, idiota, pateta, imbecil, nódoa, borra-botas, bode, taberneiro, estúpido, peixeiro, bacoco, artista, coxo, pataroco, chéché, paloio, esponja, bimbo, aborto, parlapatão, copofone, jacobino, chalado, choné, fagulheiro, nhurro, piteiro, má rolha, vendido, zaragateiro, carunfa, bronco, chibato, destabado, camelo, matreco, biltre, foleiro, enfim, canalha?

 

Excerto do discurso da Ministra da Justiça no último Congresso da Ordem dos Advogados:

"O Ministério da Justiça tem sabido manter e criar mecanismos de diálogo, independentemente da diversidade de opiniões, com todas as instituições.

"A única excepção que devo registar é a do Sr. Bastonário da Ordem dos Advogados que não hesitou em introduzir no seu discurso o ataque pessoal, como forma de endurecer o ataque ao Ministério da Justiça e, na minha pessoa, a todo o Governo.

"Estou aqui neste Congresso, com a determinação que coloco em tudo o que faço, também para lhe dizer, Sr. Bastonário, que tem todo o direito de discordar da Ministra da Justiça e da política do Governo. De, no concreto, divergir. De entender que os projectos que o Ministério da Justiça está a empreender não são os seus. Mas devo igualmente dizer a V. Exª, com igual frontalidade, que a mentira e a ofensa não são o caminho para a resolução dos graves problemas que temos de enfrentar, que a desconsideração e o ataque sustentado em factos pessoais, aliás nem sequer verdadeiros, não são toleráveis na luta política e institucional e que essa forma de agir é censurável e ofende os princípios éticos da nossa democracia, que V. Exª tantas vezes gosta de invocar."



13 comentários

Sem imagem de perfil

De Apoiado a 16.11.2011 às 12:13

Todos os nomes que se chamarem a esse avençado da RTP são poucos.
Sem imagem de perfil

De Digo mais a 16.11.2011 às 12:31

Falta lá energúmeno, por exemplo.
Sem imagem de perfil

De Diria mesmo mais a 16.11.2011 às 12:54

Falta ali BÁSICO (energúmeno não falta).
Sem imagem de perfil

De Grunho a 16.11.2011 às 13:45

grunho é O MAIOR!
Imagem de perfil

De Réspublica a 16.11.2011 às 19:59

Quanto ao ataque ao Bastonário não respondo, já lhe chamei pior, não votei nele e quando ele passa na rua mudo de lado, para nem lhe sentir o cheiro.
Quanto à defesa da Ministra, olhe Crull, quem acabou com a reforma do sistema judiciário foi esta ministra, que suspendeu o mapa judiciário novo!
Quanto aos interesses instalados, veja no orçamento da justiça quanto representa o a.j. e quanto representa os vencimentos de magistrados, oficiais de justiça e directores do IGFIJ!!! São mais de 70% do orçamento da justiça.
Só o vencimento anual do director do IGFIJ pagava a dívida a alguns 20 ou 30 advogados!
Acha mesmo que o Dr. Correia é um bom responsável pela reforma do proc civil!? Olhe que não, olhe que não! O PSD tinha melhor, Calvão da Silva, Almeida Costa, Santos Justo, Montalvão Machado, etc...
Ao ataque à OA já respondo, A OA é parte do Estado, é um ente administrativo, com receitas próprias, mas também resultantes da procuradoria, para além de prestar um serviço público, a ordem mantém o acesso ao direito, que deve ser pago pelo Estado, não pelos advogados.
Olhe Crull, devia ter vergonha de engolir tudo o que a Ministra diz, sempre o pensei mais inteligente! Não se trata de privilégios da Ordem, mas do funcionamento do próprio Estado, mas sobre esse assunto garanto-lhe que as instituições da Ordem (e não é o Conselho geral, mas um conselho de deontologia) darão a resposta devida, fundamentada e demonstrando os custos benefícios (isso desde que eu tenha tempo de elaborar o relatório).
Você alguma vez leu o EOA, sabe quais as funções dos órgãos da OA? Sabe que a própria Ordem tem uma função jurisdicional!? Olhe a ordem não é um certo futuro ex-advogado (que infelizmente foi meu professor) que inventou um tribunal falso!
Sem imagem de perfil

De Octávio dos Santos a 16.11.2011 às 21:12


Bravo! Este, sim, é o Rui Crull Tabosa que eu tanto admiro! 

Já aquele que, de vez em quando, se insurge contra Israel ou a Inglaterra, nem tanto... ;-)

Mas estou admirado que o João Távora tenha deixado passar este texto...  
Sem imagem de perfil

De João das Regras a 16.11.2011 às 21:24

A actual ministra da justiça demonstrou que finalmente à frente desse malfadado ministério, existe alguém com tomates para enfrentar os interesses da classe profissional mais poderosa em Portugal, mais, espero que não somente ponha os advogados no seu lugar, como, corra com o corrupto procurador geral da republica actualmente em funções, pondo ordem nessa casa, removendo todas as maçãs podres que por lá existem e de caminho ponha em sentido a classe dos juízes, de forma a que estes desçam do seu omnipotente pedestal, para onde começaram a correr com o freio nos dentes a seguir ao 25 de Abril e onde estão alapados desde então. Força Senhora Ministra.
Sem imagem de perfil

De nelson marques a 17.11.2011 às 12:21


Venho aqui tarde e fora-de-horas - pode ser que o patrão não note - mas sinto.me obrigado a tal: esse tipo de linguagem pesa-lhe a si, caro RCT, muito mais do que à figura que tanto lhe excita a verve. 


Sendo mais claro: fica-lhe mal baixar a discussão a um nível tão baixo. 


Uma das mais graves heranças do senhor Sócrates, como se sabe, é um ambiente de discussão marcado pela vulgaridade e violência divisional. Por Portugal e pelos portugueses, seja diferente por favor!


Se tem algo de pessoal com o Sr. Marinho Pinto, "man up" e enfrente-o!!


Paz
Imagem de perfil

De Rui Crull Tabosa a 17.11.2011 às 15:53

Obrigado pelo seu comentário, mas aconselho-o a ler o Post ao ritmo "Vitor Gaspar" e, já agora, a ter presente todos os impropérios e acvusações miseráveis que o sujeito fez à ministra antes do discurso desta no Congresso da OA.
De resto, respondi na única linguagem que o sujeito percebe.

 
Sem imagem de perfil

De nelson marques a 17.11.2011 às 19:26

Pois, isso até pode ser verdade, dessa ser a linguagem que o dito indivíduo percebe, mas o meu ponto permanece: se o RCT conseguisse que o cidadão MP alterasse os seus modos, aí sim lhe cantaria alvíssaras a si. Tal como está o post só posso lamentar mais uma vítima da truculência da criatura.


Caro RCT, eu não sou nada nem ninguém para estar aqui a emitir sentenças, mas sei que ultrapassados certos limites não há volta a dar.


Como o MP dispara em todas as direcções acerta algumas, é certo, mas não se deve temer isso bolas! Não era o outro que dizia que ninguém engana toda a gente durante todo o tempo. A "queda" - a bem, note-se - do MP chegará a seu tempo. Quanto mais não seja, dando-lhe corda. "Falando-lhe" em linguagem que ele "entenda" só lhe dá vida.


...não foi a ministra que o deixou a falar sózinho por exemplo?...


Resumindo e concluindo,


Paz
Imagem de perfil

De Réspublica a 17.11.2011 às 14:22

Para seu conhecimento, Crull... isto são mesmo conclusões de quem não quer mudar o sistema e assumir um papel de apoio anti-reforma da justiça!
http://www.oa.pt/Conteudos/Artigos/detalhe_artigo.aspx?idc=31632&ida=114573
Imagem de perfil

De Rui Crull Tabosa a 17.11.2011 às 15:55

Respublica, eu não vou nessa conversa de advogado, tem de arranjar outro crédulo...
Imagem de perfil

De Réspublica a 17.11.2011 às 20:36

Essa é boa, se lhe apresentarem argumentos é conversa de advogado, mas apenas se forem contra as suas opiniões!!!
Desculpe que lhe diga já parece o Abrantes (esta se calhar é forte demais)!!!

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • henrique pereira dos santos

    Especialista em eucaliptos? Não tenho essa ideia.

  • Esteves

    Secretario de estado ? EnganoO andre é candidato ...

  • Esteves

    "Asneira. Já houve no mundo montes de epidemias qu...

  • Esteves

    cairem de um andaime, têm covid... sao contabiliza...

  • Esteves

    O andre nao se rege pela natureza... a natureza re...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D